Menen é preso

Lucas Tavares  AG Brasil
O ex-presidente da Argentina, Carlos Menem, classificou de “injusta” sua prisão, segundo o seu advogado, Mariano Cavagna.

Menem é acusado de tráfico ilegal de armas à Croácia e ao Equador entre 1991 e 1995, quando era presidente, e foi preso hoje depois de se apresentar ao juiz Jorge Urso para depor. No entanto, conforme já havia anunciado, Menem se recusou a prestar depoimento, limitando-se a expressar sua opinião sobre o caso. As informações são da Europa Press.

O senador e ex-chefe de Estado Eduardo Menem disse que havia uma “influência direta” do atual governo na decisão do juiz federal Jorge Urso e que a base da “convivência política tinha sido quebrada.

O ministro do Interior, Ramón Mestre, no entanto, afirmou que a prisão do ex-presidente não colocava em risco a governabilidade do país. Sobre a possibilidade de um indulto para beneficiar Menem, o ministro disse que a hipótese ainda não havia sido considerada porque o ex-presidente não havia sido condenado.

Como tem mais de 70 anos, Menem tem direito a prisão domiciliar, que deve ser concedida por Urso.

Post Author: revistapartes