Automotive-se para superar os desafios empresariais

Por Gilberto Wiesel

Revista Partes – Ano V – janeiro de 2005 – nº 53

Gilberto Wiesel é Conferencista Motivacional nas áreas de vendas, marketing, atendimento e relações humanas. Graduado em Adminstração, Pós-graduado em Marketing e Vendas, Consultor de Empresas, Especialista em Transformação Pessoal, Formação de Líderes e Empreendedores. Autor do Livro: Você em Primeiro Lugar e do CD Um Tempo Para Vida. Criador do Portal da Motivação.
Visite:www.gilbertowiesel.com.br / www.portaldamotivacao.com.b

Sabemos, que o maior desafio para as novas empresas que se lançam no mercado é a capacidade de permanecer nele, e principalmente superar os primeiros anos.

Segundo levantamentos recentes feitos por consultorias especializadas na área, e com base nas Juntas Comerciais dos Estados, no Brasil são constituídas anualmente em torno de 470 mil novas empresas. Isto demonstra a capacidade empreendedora e a vontade de crescer do nosso povo, porém, podemos constatar também que por trás deste eminente progresso, estão dados assustadores.

As taxas de mortalidade das empresas no Brasil são alarmantes. Elas se apresentam da seguinte forma:

è Empresas com até 2 anos de existência = 49,4% de mortalidade;

è Empresas com até 3 anos de existência = 56,4% de mortalidade;

è Empresas com até 4 anos de existência = 59,9% de mortalidade:

As principais causas apontadas para o fechamento destas empresas, na opinião dos empresários envolvidos, baseiam-se principalmente em questões relacionadas a problemas gerenciais, tais como:

è Falta de capital de giro;

è Problemas financeiros (muitas dívidas);

è Ponto de venda inadequado;

è Pouco conhecimento sobre gerenciamento do negócio

As empresas que fazem parte deste levantamento, são em 96% formada por microempresas e, portanto a maioria, e estão inseridas nos respectivos ramos de negócios:

è Comércio 51%;

è Serviços 46%;

è Indústria 3%.

Outro dado importante é que 29% dos ex-empresários possuíam curso superior completo e 46% tinham colegial completo até superior incompleto, o que podemos concluir que não é este aspecto que contribuiu para o fechamento das mesmas.

Bem, baseado em todos estes dados é que devemos nos antecipar para que não ocorra o mesmo com nossas empresas, para que não venhamos a fazer parte destas alarmantes e esclarecedoras estatísticas.

Mas como posso me preparar para enfrentar esta situação e passar por este ponto ou fase crítica das empresas e alçar vôo rumo ao sonhado sucesso?

Preparando-me. Quando se chega muitas vezes em situações que parece não ter solução, é preciso reelaborar e reestudar tudo o que parecia impossível, e criar novas possibilidades, provavelmente o que parecia impossível antes, desapareça.

O empresário atual diante de tantas mudanças econômicas, necessita desenvolver três características muito importantes para sobreviver. Ele necessita ter força para acreditar em sua capacidade, fôlego para segurar e manter a empresa viva, flexibilidade para superar as barreiras e mudar o que for preciso no caminho.

Segue abaixo algumas dicas que com certeza ajudarão e muito os empreendedores, se dispuserem a colocar em prática:

 

  •  Lute muito em vez de reclamar, faça com que o sonho que está dentro de você, e que é só seu, não caia no descaso. O sucesso não ocorre de uma hora para outra, depende de muito trabalho;
  •  Crie, invente, transforme. Motive as pessoas que trabalham com você, mostre o caminho e principalmente, motive-se;
  •  Busque capacitação técnica, não basta querer fazer tem que saber como;
  •  Atualize-se, pois as mudanças estão muito grandes, não dá mais para pensar que o que ocorre no Japão ou na China não vai afetar meu negócio;
  •  Busque aumentar a sua rede de relacionamentos. As oportunidades estão onde às pessoas estão, portanto troque informações, busque novas, relacione-se. Não adianta ficar entocado no seu negócio, saia, pois em conversas com outras pessoas pode estar a solução para algum problema que esteja enfrentando;
  •  Desenvolva características comportamentais importantes, como por exemplo: Confie em Você;
  •  Levante os seus pontos fortes e fracos para a partir desta analise direcionar o seu gerenciamento;
  •  Esforce-se para ver as oportunidades que passam todos os dias e que a grande maioria não vê.
  •  Seja feliz, pois a felicidade atrai as maiores vitórias;
  •  Desenvolva a persistência, a grande maioria das pessoas desiste dos seus sonhos quando já estão a um passo para alcançá-los. Nada cai do céu, trabalhe;
  •  Faça as coisas acontecerem, não fique esperando que os outros farão por você aquilo que somente você pode resolver. Tome atitude, vá para a ação. Ficar chorando e reclamando só vai aumentar a sua chance de derrota;
  •  Encare cada dia como o dia mais próximo para realizar o seu sonho. Não é mais um dia, e sim, menos um dia para o seu sucesso;
  •  Faça uma analise e responda sinceramente, se o que está fazendo é realmente o que gosta. Não se envolva por modismos. Não vá atrás de conversas de que os outros estão ganhando mais por fazer determinada coisa ou negócio. Faça aquilo que você se identifica, o que ama, e suas chances de sucesso serão ilimitadas. O maior motivador da vida é fazer exatamente aquilo que gostamos. Busque realizar isto.

Enfim, o que podemos concluir é que não são somente as habilidades gerencias, a capacidade empreendedora e a logística operacional fatores primordiais para o sucesso de nossas empresas, mas também, e de forma bem eminente, as capacidades comportamentais, como liderança, trabalho em equipe, motivação, valores positivos, crenças fortalecedoras, persistência, etc.

Pense nisso e Sucesso!

Post Author: partes