Cartas sobre Assédio Moral

Publicamos neste espaço um pouco do que temos recebidos de mensagens sobre Assédio Moral.
Na maioria das mensagem, omitimos, por razões óbvias, os nomes e identidades dos leitores.
Aqueles que quiserem identificar devem fazê-lo no ato do envio da mensagem. (Para publicar na sessão Cartas – Assédio Moral)
Que bom ter encontrado esse site. Pelo menos, não me sinto tão culpada, tão inferiorizada, tão ridiculamente pior que todo mundo, pois é assim que os opressores querem que nos sintamos.

Estou atravessando mais uma fase de assédio moral, pois mesmo transferido-me de uma escola para outra, a perseguição não tardou a chegar. Fofocas que rolam de uma unidade para outra; nem se conhecem, mas fazem fofocas. Perseguem, estacionando tanto suas vidas como a vida da vítima.

Graças a Deus, temos um espaço para denunciar. Espero que dessa forma, possamos, um dia ganhar voz alta o bastante para que o mundo saiba que o assédio moral é no mínimo um ato covarde!

Grata
R. L. D.
13/06/05

Estou passando por diversas humilhações e assédio moral no local de trabalho e não sei o que fazer estou pedindo ajuda.
O. N. W.
13/06/05
Conheço um caso de assédio moral que não ocorreu recentemente. Esse crime, que acarreta humilhações, danos à dignidade humana e direitos personalíssimos e desemprego, pode prescrever?
2- Em caso de ação de indenização por danos morais, como recorrer à Justiça, considerando o fato de não haver jurisprudência para esses casos?
Aguardo.
R.C.
Data: 01/06/05
Estou tentando tornar o ambiente de trabalho melhor, pois está insuportável, alguns colegas estão ganhando por treinar os novos funcionários por hora aula, estes são escolhidos pelo chefe que não repassou aos outros funcionários eu sou uma vitima de assedio psicológico que consegui entrar no sindicato por isso agora estou tentando melhorar o ambiente mas quarta-feira ou quinta desta semana que vem vamos ter uma
reunião, mesmo não estando dentro dos meus fatores psicológicos normais espero que me sai bem pois qualquer coisa tenho certeza que vão tentar usar
contra minha pessoa. fui perseguida sofri muito minha pressão foi ate a 23 nem sei como estou viva. já fiz exames do coração e rins, fiz exames neurológicos e nenhum indicou nada, mas eu ainda sinto dores de cabeça, me sinto cansada e de vez em quando ainda choro por motivos bobos. As vezes brigo por motivos alheios que não devia brigar, estou me sentido sozinha
nesta luta contra o terrorismo do assedio psicológico, estou fazendo tratamento psiquiátrico, tomo carbamazepina, gardenal, rivotril, mas as vezes me sinto como se estivesse abandonada, pois tudo continua igual. Só me sinto bem na sala de aula, estou cursando geografia, lá todos me querem bem e ninguém me persegue.
Luci
Eu também já sofri este tipo de abuso na empresa onde trabalhei durante 23 anos.

Lá há chefe mal humorados que querem descarregarem seus mal humor em cima do coitado trabalhador (os chamados chão de fábricas) que também tem os seus problemas.
Bento

Acredito estar sendo assediada moralmente no meu trabalho. A quem devo procurar? É um caso jurídico? Devo procurar um advogado? A minha saúde e o meu relacionamento familiar, infelizmente já foram afetados, o que devo fazer?
A.P. – Ponta Grossa – PR
Meu chefe, vive infernizando minha vida no trabalho, ele quer como dizemos aqui, “me passar a perna”, humilha, não informa os serviços, torna a ser dificultoso, etc.
Gostaria de saber: Se entrar com processo indenizatório, posso somente processar ele ou tem de ser obrigatoriamente a empresa?
A empresa eu não gostaria de processar, mas sim, ele, O AGRESSOR.
Posso pedir indenização?
D. – Rio do Sul (SC)
Estou doente com enxaqueca,gastrite, depressão e falta de interesse por qualquer atividade pessoal. Não suporto mais sofrer em silêncio estou muito humilhada no meu local de trabalho. Quando procurada por alguém conhecido, dizem que não trabalho mais ali, mesmo a pessoa me vendo entrar na repartição.
F. B. P. – Criciúma-SC
Estou sendo perseguida, pelo meu superior, quando fiquei doente em out\2004 ele relacionou todos os meus comprovantes de atestados passou a me perseguir não deixa eu ir ao médico, faz comentários com os meus colegas de trabalho que pessoas como eu são as primeiras a irem para rua ficar desempregado, eu não única a ser perseguida. quando fui ao dentista ele ligou no consultório perguntando quais eram os horário e tentou me dar falta, e essa não seria a primeira falta pois no ano passando ele me deu meia falta injustificada sendo que o comprovante médico estava com ele.
G. – Guarulhos (SP)
Preciso de ajuda. Há cerca de um ano e meio, talvez mais, temos eu e meus colegas sendo difamados, humilhados, alvo de ironias e insinuações maliciosas e constrangedoras. Neste ano o ritmo de stress ocasionado pela falta de valorização no trabalho fez com que fosse diagnosticada a síndrome do pânico, que já estou em tratamento há 5 meses. Lendo o site (e agradeço pelo conteúdo) vejo que estamos sendo vítimas de assédio moral. O que fazer primeiro? A quem denuncio? …Não agüento mais….Só de pensar em ir ao trabalho me dá calafrios, sinto vontade de vomitar e medo. tenho tido também crises de choro…meus colegas estão do mesmo jeito, por mais que fazemos nós somos desvalorizados e constrangidos. Sou servidora pública.
J. F.  – Rondonópolis – MT
Gostaria de saber se sofrer o seguinte: CLIMA DE TERROR, PERSEGUIÇÕES FALTA DE RECONHECIMENTO
DESPREZO, SONEGAÇÃO DE INFORMAÇÕES, PROVOCAÇÃO, BOATOS PESSOAIS no cotidiano, fora do trabalho constitui também assédio moral? Ou se encaixaria apenas como Danos morais ou coisa parecida?
P.  – São Carlos

Post Author: revistapartes