Weblog: tecnologia digital de comunicação moderna e estratégias de sua aplicação em educação

Weblog: tecnologia digital de comunicação moderna e estratégias de sua aplicação em educação
João Gomes Moreira[1]

publicado em 31/10/2005 como www.partes.com.br/educacao/jgomes/weblog.asp

 

João Gomes Moreira
João Gomes Moreira, Tecnólogo em Processamento de Dados, Especialista em Administração e Planejamento para Docentes, Mestre em Educação pelo Centro Universitário Adventista de São Paulo, UNASP. Ph.D. em Ciência da Informação pela American World University, AWU – IOWA/USA. Integrante do Grupo de Pesquisa – PRAXIS – Universidade Federal de Rondônia, UNIR.

RESUMO 

                        [Introdução] Este ensaio foi elaborado a partir de pesquisa bibliográfica,  e reflexões ao longo do período 2003-2005   após o projeto de criação e edição do Weblog Caverna de Platão. [Objetivos]    O objetivo foi analisar a interação possível desta tecnologia de comunicação moderna, proporcionando a possibilidade de desenvolvimento de modelos estratégicos para a prática didático-pedagógica no processo de ensino-aprendizagem.  [Metodologia] Método de abordagem  indutivo  “cuja aproximação dos fenômenos caminha geralmente para planos cada vez mais abrangentes, indo das constatações mais particulares às leis e teorias  (LAKATOS & MARCONI, 2001, P. 90). Pesquisas bibliográficas também foram elaboradas.     [Resultado] Estratégias e recursos de ensino auxiliados pelas  Novas Tecnologias de  Comunicação e Informação – NTCI’s  associadas às “ferramentas mentais podem possibilitar melhores scores de índices avaliativos. Este ensaio desenvolve uma reflexão sobre a conjugação de estratégias convergentes tais como:modelos de ensino (KAGAN, 1992), as “Mandalas” (MOREIRA, 2004) e o processo derevisão pelos pares (KERN et alii, 2003). Demonstra que um avanço incremental pode ser alcançado com a conjugação destas estratégias de ensino.  [Conclusão] Os recursos e estratégias de ensino influem significativamente no processo cognitivo, portanto professores devem apropriar-se das NTCI’s e implementar seu repertório metodológico. A construção do conhecimento será favorecida de modo acentuado pela mediação dos  recursos multimídia proporcionados pelo ciberespaço. A mediação das NTCI’s é importante fator para o efetivo aumento de aprendizagem e interação social.     

 

INTRODUÇÃO 
Este ensaio foi elaborado a partir de pesquisa bibliográfica,  e reflexões ao longo do período 2003-2005[1]   após o projeto de criação e edição do Weblog Caverna de Platão. O objetivo foi analisar a interação possível desta tecnologia de comunicação moderna, proporcionando a possibilidade de desenvolvimento de modelos estratégicos para a prática didático-pedagógica no processo de ensino-aprendizagem.

BREVÍSSIMA RETROSPECTIVA

            O desenvolvimento tecnológico da Internet trouxe diversas ferramentas e recursos de comunicação e informação que facilitam grandemente a vida do homem em praticamente todas as áreas de atividades. Desde a época do surgimento dos Bulletin Board System – BBB´s,  passando pelos Chat´s, Fóruns on-line e Listas de Discussão até as comunidades virtuais (Rheingold, 1998) tais como: Orkut, Linkedin, Friendster, Virtus[2], Wikipédia[3], etc.). Este trabalho contempla o uso e aplicação do Weblog.

WEBLOG E ESTRATÉGIAS DE ENSINO

 

                        O uso do recurso Weblog para atividades de ensino-aprendizagem pode ser um incremento satisfatório para a produção, pelos alunos,  de trabalhos didáticos e de iniciação científica. Algumas das características das Novas Tecnologias de Comunicação e Informação  – NTCI’s tais como: gratuidade de  softwares e serviços; comodidade de comunicação; a natureza democrática da Internet favorecem acentuadamente propostas de uso e aplicação estratégica. Segundo o especialista em pedagogia das mídias da Universidade de Augsburg, Alemanha, Sebastian Fiedler (apud         DOWNES, 2004): “estas ferramentas oferecem uma “toolkit” nova e poderosa para a sustentação de aprendizagem colaborativa e  individual.”            As ferramentas  e recursos dos servidores de Weblog aliados às “ferramentas  mentais (cf. ROOT-BERNSTEIN et alii, 2000) ampliarão as possibilidades e vantagens no desenvolvimento de habilidades naturais.

                        A aplicação de “modelos de ensino (JOYCE, 1992) permite maior desenvolvimento no processo de aquisição de conhecimento e habilidades,  de forma participativa e possibilitam maior aprendizagem conceitual e qualidade de ensino. Por exemplo:

 

Fase I
A Demonstração de unidade-tema de pesquisa
B Discussão do unidade-tema
C Demonstração adicional
D Discussão suplementar
Fase II
A Preparação de unidade-tema
B Confeccionar o texto para o Weblog
C Tutorar – provendo suporte mútuo e assistência no aprendizado e auxílio na escolha de um modelo apropriado.
D Revisão – baseada nas ideias mútuas do colega que ouviu e avaliou a unidade-tema.
Fase III
A Apresentação de texto já refinado (aprimorado) para a equipe de desenvolvimento do Weblog (4-6 alunos)
B Equipe Tutor. O tutor (cada aluno ouvinte do grupo), deve preencher uma ficha dando o seu parecer sobre o texto. Após então, deverá preencher uma ficha em rápida sessão tutorial onde os participantes do grupo farão suas observações.
C Crítica pessoal e avaliação do texto.
D Plano final de Weblog. Se o plano da unidade-tema for entregue para a avaliação, poderá haver uma revisão final, se necessário for, tendo como base a sessão tutorial e críticas pessoais.

*Adaptado de: JOYCE, B., et alii. Models of  Teaching.

Boston: Allyn and Bacon, 1992.

Ao lado deste esquema o modelo das Mandalas (MOREIRA, 2004)  pode ser útil para o planejamento de atividades de ensino-aprendizagem que enriqueçam o processo de assimilação e construção de  conhecimento.  Segue descrição de sequência (a-d):

II – Mandala de revisão

Além disso os Weblogs possuem ferramentas que permitem que a atualização e inserção de  “posts” (conteúdos) possam ocorrer de modo colaborativo.  Um avanço incremental pode ser alcançado com a conjugação das estratégias de ensino: modelos de ensino (KAGAN, 1992), as Mandalas (MOREIRA, 2004) e o processo derevisão pelos pares (KERN et alii, 2003).  A ultima estratégia citada é um programa  que se desdobra em 15 etapas semelhantes a proposição de KAGAN. Pois, de maneira análoga ANDRADE (2005) declara:

ler e escrever são duas operações essenciais na sociedade moderna. A capacidade de leitura, portanto, mais que simples alfabetização, é condição fundamental para o exercício pleno da cidadania.

 Aliado a estas operações são imprescindíveis os seguintes elementos:  tempo para reflexão;  ferramentas para produção; preparação de textos e materiais para a exposição em multimídia.   Porque:

A leitura e escrita são instrumento  necessário para que as pessoas possam desenvolver plenamente seu potencial humano; requisito indispensável para  alcançar níveis educativos mais altos;   elemento fundamental para a construção de sociedades  democráticas, baseadas na diversidade, pluralidade e no exercício da cidadania (Política Nacional do Livro, Leitura e Bibliotecas, 2004, p.8). 

A adesão a estes princípios permitirá consequentemente o desenvolvimento de “aprendizagem cooperativa (KAGAN, 1992) propiciando uma elevação dos scores dos índices avaliativos. Esta metodologia inspira a “conversa significativa e aprendizagem ativa entre os alunos (FREED, 1997, p.10).

 

 

CONCLUSÃO

 

            Os recursos e estratégias de ensino influem significativamente no processo cognitivo, portanto professores devem apropriar-se das NTCI’s e implementar seu repertório metodológico. A construção do conhecimento será favorecida de modo acentuado pela mediação dos  recursos multimídia proporcionados pelo ciberespaço. A mediação das NTCI’s é importante fator para o efetivo aumento de aprendizagem.     

 

BIBLIOGRAFIA

ANDRADE, Paulo. Caminhos para o exercício da cidadania. Disponível em: http://www.unicastelo.br/noticias/ artigos. Acesso em: 18 jan. 2005.

DOWNES, Stephen. Educational Blogging.  Disponível em: <http://www.educause.edu/pub/er/erm04/erm0450.asp>. Acesso em:  22 mar. 2004.

FREED, Shirley Ann. Incentivando Aprendizagem Ativa.  Revista de Educação Adventista. Old Columbia Pike, USA, 1997. N. 6.

JOYCE, B., et alii. Models of  Teaching. Boston: Allyn and Bacon, 1992.

KAGAN,  S. Cooperative Learning. San Juan Capistrano, CA: Resources for Teachers, 1992.

KERN, Vinícius M. et alii.  A revisão pelos pares aplicada a trabalho de conclusão de curso e sua relação com a ética e conduta profissional Disponível em: http://www.editorasegmento.com.br/semesp/46957880044/tese433_Sjdeb02_divulg.doc  10 jan. 2003.

MOREIRA, João Gomes. Notas de Campo do Projeto Pérgamo. Ariquemes: Mimeo, 2004.

Política Nacional do Livro, Leitura e Bibliotecas. Disponível em: <http://www.oficinadopensamento.com.br/sites/literatura-urgente/docs/documento_política_do_livro(1).pdf. acesso em: 02 set. 2004. p.8.

RHEINGOLD, H. The Virtual Community. http://www.rheingold.com/vc/book, 1998.

ROOT-BERNSTEIN, Michèle. &  Et alii. Lampejos de Gênio. Revista Você S.A . São Paulo: Ed. Abril. Jul. 2000.  p.88-96

VACONCELOS, Lia. Caleidoscópio Virtual. Revista Istoé. São Paulo: Editora Três. P. 93. N. 1755.  21 mai. 2003.

REYNARD, Ruth. Blogs in Higher Ed: Personal Voice as Part of Learning. ELearning Dialogue. Blog Studies. Posted by Anne Davis on 1/12/05; 9:53:11 AM from the Research dept.  Disponível em: http://anvil.gsu.edu/EduBlogInsights/  Acesso em: 17 mai. 2005.

[1] Precisamente foi lançado às 17:57h.  de 09/10/2003.  Descrição do Weblog: dialogo de idéias sobre arte, política, ciência, etc. www.cavernadeplatao.blig.ig.com.br .

[2] comunidade virtual, livre para ensinar e aprender. Essa é a meta do Projeto Virtus, desenvolvido pelo Laboratório de Hipermídia da UFPE (Universidade Federal de Pernambuco). Nascido em 1996 para produzir cursos a distância para os professores da instituição, e completamente gratuito, o Virtus abriga classes de todo o país e até mesmo algumas do exterior, de países lusófonos, como Moçambique e Portugal.  Cf. Comunidade de aprendizado.  Endereço: www.virtus.ufpe.br . Cf. http://aol.universia.com.br/materia.

[3] Wiki: enciclopédia viva. A ferramenta permite a criação de conteúdos que podem ser editados ou inseridos por todos. Um wiki-wiki é uma ferramenta colaborativa de Internet onde todos podem editar o conteúdo das páginas facilmente alterado e melhorado por qualquer um. Exemplo é o portal Wikipédia, uma enciclopédia virtual feita com a ferramenta Wiki, que a torna aberta não só à leitura como à qualquer contribuição. Se você não encontra nenhum verbete sobre o assunto que está buscando pode inserir as informações que tem e deixá-las disponíveis aos outros usuários.  Cf. COSCARELLI,   Crislane.  http://aol.universia.com.br/materia.

Post Author: partes