Um único jeito de amar

Madalena Carvalho

www.partes.com.br/colunistas/madalena/umunicojeito.asp

 

Mãe é tudo igual, muda de endereço.”

 

Madalena Carvalho é Consultora, Palestrante e Conferencista

Inúmeras vezes ouvimos esta frase e até concordamos com ela, mas, no fundo, sabemos que não é uma verdade. Talvez possam ser iguais naquilo que nos ensinam: autoconfiança, coragem, determinação, força interior e tantos outros conselhos tão próprios das mães. Talvez possam ser iguais nos cuidados, alguns exagerados, porém não menos cheio de ternura.

 

Mas é único o olhar de paixão quando direcionado para nós; é único o gostinho daquela comida que só ela sabe fazer, como único também é o cheiro da sua roupa lavada; e único o seu jeito de dar bronca, porque único é o seu jeito de esquecer.

 

Não importa a idade que temos, pois sentimos como único o seu jeito de nos segurar pela mão; como único o seu jeito de nos beijar, assim como único o seu jeito de nos ouvir e único, também, seu jeito de nos aconselhar.

 

São coisas tão simples e ao mesmo tempo tão significativas!

 

De tão simples às vezes nem percebemos, mas quando olhamos com mais profundidade em cada gesto, em cada ação, em cada movimento, gostaríamos de eternizar sua existência.

 

Quando adultos temos mais possibilidades de perceber o que significa este jeito único de amar. Se na adolescência poderia até nos incomodar, a maturidade, felizmente nos faz ver quão profundo, verdadeiro e único é este amor.

 

E nesta fase o cuidado dela para conosco permanece o mesmo. E continua a assoprar os nossos machucados, nem que estes não sejam mais o fruto das nossas travessuras, mas provocados por decepções que ela não pode evitar. E assim nos leva pela mão como nos tempos de colégio, ajudando-nos no dever de casa, nas lições que não aprendemos nos bancos de escola.

 

Talvez seja por tudo isso e por todas as coisas guardadas em cada coração de filho, que MÃE seja uma palavra sem rima, porque sozinha já é o maior poema de AMOR.

Post Author: partes