5 de novembro: Dia do Cinema Brasileiro

Na próxima segunda-feira, 5 de novembro, comemora-se o Dia do Cinema Brasileiro. A Editora Unesp possui em seu catálogo importantes obras que contribuem para a compreensão da história do cinema no país e no mundo. Por exemplo, o livro Humberto Mauro e as imagens do Brasil (398 páginas, R$ 52), de Sheila Schvarzman, ganhador do Prêmio Almanaque 2005 da Revista de Cinema

Humberto Mauro deixou sua marca na invenção do cinema brasileiro e em muitas das suas fases de afirmação, além de criar um vínculo da cultura brasileira com a universal do mesmo modo que o fizeram Heitor Villa-Lobos, na música, Monteiro Lobato e Euclídes da Cunha, na literatura, e Almeida Júnior, na pintura. Trabalhando tanto com os aspectos técnicos quanto com os simbólicos do cinema, a autora percorre no livro caminhos que mostram como a obra de Humberto Mauro contribui para a "formulação de uma imagem do Brasil no cinema e na construção de um cinema para o Brasil".

Já em O rural no cinema brasileiro (328 páginas, R$ 45), Célia Aparecida Ferreira Tolentino discute aspectos rurais da cultura brasileira segundo a abordagem realizada pelo cinema nacional durante as décadas de 1950 e 1960. São estudados filmes com a atuação de Mazzaropi, como Candinho (1953) e Jeca Tatu (1959) e obras cinematográficas clássicas, como Vidas secas (1963), de Nelson Pereira dos Santos, e Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964), de Glauber Rocha.

Também merece destaque a obra A Grande Arte da Luz e da Sombra – Arqueologia do Cinema(514 páginas, R$ 115), uma co-edição com a Editora Senac São Paulo. Neste livro, Laurent Mannoni dedica-se ao "pré-cinema", ou seja, ao esforço de conquistar a técnica da produção de imagens em movimento. O autor mostra que essa fase do cinema também foi rica em acontecimentos, com seus malogros e êxitos, seus heróis e mártires criativos. 

Os livros da Fundação Editora Unesp podem ser adquiridos pelo site www.editoraunesp.com.br  ou pelo telefone(11) 3242-7171.

Post Author: revistapartes