Os velhos

Por Gilberto da Silva
A velha canção
O velho louco
passeando pela avenida.
A velha emoção
A velha, velha
surda nas buzinas.
O velho cantor
O cantador velho,
das velhas cantigas.
O velho, velho
velando na noite.
Velando as velas
Velando as velhas
O velho louco,
pouco e rouco
Na emoção
das velhas, velhas.
Do cantor
da cantiga tão velha
Velha de amor.
Velha que vela o velho.
E o cantador,
versificando versos velhos
Versos das ensurdecedoras
novas buzinas.
O surdo e velho
O surdo bate outra vez
E o velho que acorda,
Velho outra vez.

Post Author: revistapartes