Começam em 15 de junho inscrições para o Prêmio Agroambiental Monsanto

Premiação incentiva projetos universitários de pesquisa científica, direito e comunicação social para uma agricultura mais sustentável

Começam em 15 de junho e terminam em 31 de outubro as inscrições para o Prêmio Agroambiental Monsanto. Criado pela empresa, em parceria com a agência Sociedade da Comunicação, o objetivo da premiação é incentivar alunos e pesquisadores de cursos técnicos, graduação e pós-graduação (latu e stricto senso) a apresentar propostas nas áreas de Agronomia e Ecologia, Biologia e Gestão Ambiental, Direito ou idéias inovadoras que englobem ou não as áreas anteriores, tendo por foco uma agricultura mais sustentável. Os trabalhos vencedores, a serem anunciados em março de 2009, ganharão laptops, viagens nacionais ou internacionais (conforme a categoria) e ampla divulgação.

As propostas, que deverão ser inéditas no Brasil e ainda não utilizadas comercialmente na agricultura brasileira, irão concorrer em duas categorias: pesquisador e estudante (veja detalhes abaixo). Podem ser dissertações, teses ou projetos pesquisas, reportagens, artigos e ensaios sobre os avanços da agricultura e da biotecnologia, tendo como principal requisito o desafio de apresentar práticas inovadoras e levar as informações de maneira clara para a sociedade, criando uma massa crítica capaz de suscitar reflexão sobre o assunto. “Queremos que o prêmio se torne um marco nas universidades do País, e uma forma de levar para a sociedade as mensagens sobre nosso papel nos três pilares da sustentabilidade: benefícios de nossos produtos, práticas aplicadas em nossas unidades e projetos socioambientais”, observa Lúcio Mocsányi, diretor de Comunicação da Monsanto.

Alinhado com os objetivos estratégicos da companhia, o Prêmio Agroambiental Monsanto também visa incentivar a pesquisa e o intercâmbio nessa área. “Acreditamos no potencial transformador dos pesquisadores, professores e estudantes universitários para o estabelecimento de novas soluções para a prática de uma agricultura mais sustentável”, avalia Mocsányi.

Categorias

Os três melhores em cada categoria ganharão laptops. Os primeiros colocados, além disso, receberão uma viagem internacional (categoria pesquisador) ou nacional (categoria estudante) para participar de um evento relacionado à sua área de atuação, além da ampla divulgação de seus trabalhos.

O Prêmio Agroambiental Monsanto, a ser divulgado nas faculdades através de cartazes e folhetos, via anúncios em jornais universitários, revista, Internet e um hot site, será dividido em duas categorias e modalidades, distintas pelo público:

Categoria estudante – Aberta à participação de estudantes dos cursos brasileiros dos níveis técnico, superior em tecnologia, graduação ou pós-graduação (lato senso), devidamente matriculados no ano letivo de 2008, com o auxílio (opcional) de um professor-orientador pertencente à mesma instituição de ensino. Esta categoria conta com duas modalidades:

– Modalidade Técnica: monografias, projetos de pesquisas, trabalhos de conclusão de curso, que apresente inovações tecnológicas, e/ou novas práticas para a agricultura brasileira dentro das áreas-tema definidas no concurso.

– Modalidade Comunicação: artigos, reportagens e trabalhos de conclusão de curso, que abordem uma ou mais áreas-tema de maneira clara para a sociedade, criando uma massa crítica, capaz de suscitar uma reflexão sobre o assunto.

Categoria pesquisador – Aberta à participação de pesquisadores cursando os níveis mestrado, doutorado ou pós-doutorado ou pesquisadores formados nesses mesmos níveis, com tese concluída a partir de 2006, contando ou não com o auxílio de um professor-orientador pertencente à mesma instituição de ensino ou pesquisa. Nesta categoria serão aceitos projetos de pesquisa, monografias, artigos científicos inéditos ou já publicados a partir de 2006, oriundos de dissertação, tese ou pesquisas, projetos realizados ou texto de patentes submetidas, em uma ou mais áreas-tema especificadas no regulamento.

Em ambos os casos, será escolhida pelo menos uma das seguintes áreas de trabalho:

Agronomia e Ecologia: soluções inovadoras para as questões agrícolas no Brasil, que resultem em maior produtividade, menor uso de insumos, maiores ganhos para o agricultor e alimentos mais saudáveis, dentre outras;

Biologia e Gestão Ambiental: contribuições para monitorar e aprimorar a integração do meio ambiente com os sistemas produtivos, visando um melhor desempenho ambiental, ecologicamente correto e que garanta as necessidades das gerações futuras;

Direito: desafios e soluções rumo a um sistema jurídico mais ágil, alinhado com o conhecimento científico e que garanta os direitos da sociedade;

Inovação: trabalho inovador que englobe ou não as áreas anteriores e tenha impacto para a sustentabilidade baseada na biotecnologia.

O regulamento completo pode ser obtido através do site www.premiomonsanto.com.br.

Post Author: revistapartes