Insensato coração, põe insensato nisso!…

Nair Lúcia de Britto

publicado em 03/08/2011

www.partes.com.br/cultura/insensato.asp

 

 

Essa novela está ficando pior do que os filmes americanos com suas absurdas violências.
Não bastasse as maldades terríveis que já ocorreram, hoje li uma notícia de que os gays Eduardo (Rodrigo Andrade) e Hugo (Marcos Domingo) serão assassinados num dos últimos capítulos da novela.
Eu não sei como uma atriz tão talentosa como a Glória Pires aceitou interpretar um personagem tão controvertido. Primeiro ela é uma dedicada enfermeira, recatada, de bons princípios, que é seduzida por um aproveitador de mulheres. Até aí, é compreensível…
Depois ela se torna uma assassina mais covarde e mais cruel do que o criminoso que a seduziu; sempre movida por um instinto sádico de vingança. Para, no fim, cair como um “patinho” na mesma armadilha preparada pelo mesmo autor.
Irmão tentando matar irmão e agora mais essa crueldade absurda com dois personagens que representam o bem, o que é uma raridade dentro dessa trama, pois é um personagem pior do que o outro.
Estão fazendo um estardalhaço inútil em torno de um assunto tão natural! O que não é natural é toda essa maldade dentro de uma novela que deveria ser uma distração. Mas, em vez disso, é um circo de horror; uma desvalorização total do ser humano; e que passa uma mensagem pessimista de que os bons morrem, enquanto os bandidos cantam a vitória…

 

Post Author: partes