Crianças contaminadas por chumbo têm desempenho prejudicado nas habilidades de processamento auditivo

Para pesquisadores da Universidade de São Paulo, é necessário verificar o nível de plumbemia de crianças expostas ao metal.

Para pesquisadores da Universidade de São Paulo, é necessário verificar o nível de plumbemia de crianças expostas ao metal
Para pesquisadores da Universidade de São Paulo, é necessário verificar o nível de plumbemia de crianças expostas ao metal

Agência Notisa – A contaminação por chumbo é perigosa, pois afeta todos os sistemas do corpo humano, principalmente o sistema nervoso. De acordo com uma pesquisa publicada nos Arquivos Internacionais de Otorrinolaringologia, o nível tolerado de chumbo no organismo humano, segundo o Centro de Controle de Doenças Americano, é de até 10 µg/dL (miligrama por decilitro).

“Sabe-se que a contaminação por chumbo pode afetar o desenvolvimento do sistema nervoso central, podendo causar deficiência de atenção, concentração, memória, inteligência, aprendizagem, processos perceptivos, desenvolvimento psicomotor e interpessoal, entre outros”, explicam os autores do estudo intitulado “Relação entre nível de chumbo no sangue e desempenho nas habilidades do processamento auditivo”.

Diante desse cenário, os pesquisadores buscaram investigar se há correlação entre o nível de plumbemia e o desempenho em testes do processamento auditivo. Para tanto, analisaram 73 crianças, com idade entre 7 a 15 anos, residentes em uma área onde houve emissão de partículas de chumbo acima do permitido, com nível de plumbemia maior ou igual a 10 µg/dL.

Os resultados, segundo a equipe, mostraram que não houve correlação entre o nível de plumbemia e o desempenho nas habilidades do processamento auditivo. Mas eles observaram que crianças contaminadas apresentaram desempenho inferior nas habilidades do processamento auditivo.

Considerando que a contaminação por chumbo pode afetar funções do sistema nervoso central, a pesquisa alerta para a necessidade da realização de um estudo prospectivo do nível de plumbemia de crianças expostas ao chumbo e seu desempenho em testes comportamentais.

Para ler o artigo na íntegra, acesse: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-48722012000100005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt.

Agência Notisa (science journalism – jornalismo científico)

 

Post Author: revistapartes