Ariane dos Reis Duarte [1]

Resumo 

Ariane dos Reis Duarte é graduada em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos – UNISINOS. Mestranda do Programa de Pós Graduação em Educação da mesma instituição. Integrante do grupo de pesquisa “Educação no Brasil: memória, instituições e cultura escolar” (EBRAMIC).

Este estudo é um recorte de uma pesquisa, intitulada “Educação e assuntos correlatos no Correio de São Leopoldo (1936-1951)”, produzida no ano de 2012. Tem por objetivos identificar o espaço dado ao tema “exames escolares” pelo referido periódico e verificar a repercussão destas publicações. Tem por referenciais teóricos os aportes conceituais da História Cultural. A metodologia empregada foi análise documental a partir das publicações selecionadas. O estudo constatou que as notícias continham cunho político e que havia a intenção em dar visibilidade à instrução pública e privada do município.

Palavras-chave: Exames escolares; história cultural; instrução pública e privada.

Abstract

This study is a snippet from a research, entitled “Education and subjects correlated in Correio de São Leopoldo (1936-1951)”, published in the year of 2012. Has for objective identify the space given to the theme “scholar exams” by the referred period and analyses the repercussion of these publications on the city. The research presents contribution of theoretical concepts from the cultural history and the methodology used is a documental analysis through selected publications. The study found out that the news contained  political issues and the intention was to give visibility to the private and public instruction of the city.

Key words: Scholar exams; cultural history; private and public instruction.

Introdução

No ano de 2012 realizou-se uma pesquisa intitulada “Educação e assuntos correlatos no Correio de São Leopoldo (1936-1951)”, na qual foram abordados diferentes aspectos relativos à educação a partir das notícias encontradas no Correio de São Leopoldo, periódico que circulou na cidade entre as décadas de 1930 e 1950.O estudo aqui apresentado trata-se de um recorte dessa investigação, onde  o objetivo está em discutir as publicações acerca dos exames escolares e provas de concurso do magistério.

Sendo assim, foram selecionadas somente as publicações que em seu conteúdo fizessem referência aos termos “exames”, “provas”, “concursos públicos” etc. A partir deste breve processo de organização foram obtidas 31 notícias, com manchetes que variam entre exames de admissão e conclusão do ano letivo em escolas municipais e particulares e provas de concurso para professores. Tais publicações se concentram entre os anos de 1938 e 1946.

 

Aspectos teórico-metodológicos

O uso de jornais como fonte em pesquisas históricas nem sempre foi bem visto. Porém, com o passar do tempo, esta postura vem mudando, e, conforme Capelato (1988) “o periódico, antes considerado fonte suspeita e de pouca importância, já é reconhecido como material de pesquisa valioso para o estudo de uma época.” (p.13).

Trabalhar com jornais na pesquisa histórica não é tarefa fácil. Conforme Elmir (1995) é necessário estar atento as “armadilhas” que este tipo de fonte pode nos causar. Sendo assim, os jornais requerem uma leitura atenta, intensa e imparcial. Não se pode tomar o conteúdo encontrado em tais publicações como “verdade”, como a realidade do período pesquisado.

O jornal jamais pode ser visto como um dado, a partir do qual abstraímos os elementos de uma suposta realidade. O jornal, como um conjunto de páginas, é o receptáculo de textos que exigem de nós uma leitura diferente daquela que fazemos ao pegar o Correio do Povo, a Zero Hora, ou a Folha de São Paulo, todos dias em nossa porta (ELMIR, 1995, p. 21).

 Também não se pode tomar o conteúdo da pesquisa como um ob­jeto colado em um determinado espaço de tempo, mas sim pensar no que se pas­sava na sociedade da época para entender a conjuntura do tema abordado. Portanto, é indispensável conhecer o momento histórico em que o conteúdo pesquisado foi publicado.

Outro procedimento importante ao desenvolver pesquisa em jornais é o olhar que o pesquisador vai dar ao conteúdo. É necessário estar ciente de que está se olhando fatos e acontecimentos de outra época com o olhar de hoje. Em muitos casos, isto pode causar certa confusão, pois, dependendo do tema trabalhado, o pesquisador já sabe o “desenrolar da história”, e pode acabar menosprezando ou tomando como incorreta determinada informação.

Por fim, ressalta-se aqui a importância de saber lidar com este tipo de documento histórico. Por vezes são encontrados em péssimo estado de conservação em arquivos e museus, o que torna o processo investigativo um tanto delicado e cauteloso. Sobre pequenos cuidados que o pesquisador deve ter para com o documento, o historiador Carlos Bacellar diz:

[...] os documentos devem ser tratados com extremo cuidado. O manuseio por si só já é um motivo de preocupação, pois o suor das mãos pode afetar o papel. Além disso, o virar das páginas de modo brusco ou descuidado pode rasgar a folha ou romper as encadernações (BACELLAR, 2005, p.57).

Estas são apenas algumas considerações sobre metodologia de análise documental, e sobre o processo de elaboração deste estudo.

Os aportes teóricos desta pesquisa baseiam-se na História Cultural, área da historiografia que conforme BARROS (2005) ganha ênfase ao longo do século XX, e que, afastando-se de uma historiografia de cunho marxista, cada vez abarca em seu campo de estudo inúmeros temas e abordagens, “[...] a História Cultural tornou-se possível na moderna historiografia a partir de uma importante expansão de objetos historiográficos” (Ibid, p.2)

Conforme Burke (2004) a história cultural pode ser vista como uma “reação às tentativas anteriores de estudar o passado que deixavam de fora algo ao mesmo tempo difícil e importante de se compreender” (p. 8). Pesavento (2005) diz que esta mudança trata de um ajuste do homem para dar conta de si próprio e do mundo. Sendo assim, este estudo recorre aos aportes teóricos da História Cultural para analisar o conteúdo das publicações do Correio de São Leopoldo.

Exames no jornal Correio de São Leopoldo – Discussão dos resultados

 

Provas, testes, exames, processos avaliativos em geral permeiam a vida escolar de qualquer estudante. Sendo, assim o tema avaliação há muito está presente no cotidiano das escolas, como elemento essencial de qualquer disciplina do currículo escolar.

Este estudo abordará a temática a partir de uma perspectiva histórica, investigando o tratamento dado a tais exames, bem como sua repercussão na sociedade da época. Conforme dito anteriormente, o campo empírico deste estudo foi um jornal da cidade de São Leopoldo. Portanto, serão analisadas aqui todas as notícias e notas encontradas no mesmo que de alguma maneira fazem referência ao tema.

O contexto histórico do momento aqui tratado é de intensas mudanças. A chamada “Era Vargas” iniciada na década de 1930 é de mudanças significativas para o país social e economicamente e, obviamente o campo educacional não fica de fora deste cenário.  As redes primárias e secundárias de ensino passaram por reformas e foram se expandindo. Da mesma forma, o ensino superior também passou por reformas. Entre as mudanças proporcionadas por estas reformas está a implantação dos exames de admissão ao ginásio (hoje séries finais do ensino fundamental), onde o aluno deveria prestar provas para avançar de nível. Boa parte do conteúdo deste trabalho trata de tais exames. Esta breve contextualização é apenas para melhor compreender o que se passava no país no período aqui abordado.

No quadro abaixo estão expostas as manchetes, acompanhadas de um sucinto resumo e seu ano de publicação.

 

Manchete/descrição notícias Ano de publicação
“Gymnasio Sinodal – Exames de admissão” – Nota comentando. 1938
Nota sobre aplicação de exames nos distritos de SL 1938
“Programa de exames” – Nota divulgando conteúdos (disciplinas) dos exames municipais 1939
Exames nas escolas municipais – Pequena nota comentando. 1939
“Exames municipaes – O prefeito visita varias aulas” – Nota comentando. 1939
“Colégio Elementar Visconde de São Leopoldo” – Resultados dos aprovados nas provas orais e escritas da escola (sabatina). 1939
“Escola de datilografia” – Nota comentando sobre exame de admissão da escola. 1939
“Colégio São Luiz – Aviso” – Nota divulgando data do exame de admissão em tal escola. 1939
“Exames municipaes” – Nota comentando os exames admissionais do magistério promovidos pelo Cel. Theodomiro Porto da Fonseca. 1940
“Ginasio Sinodal – Exames de admissão” – Nota divulgando os exames. 1940
“Exames municipais” – Nota divulgando os exames finais nas escolas do município e também as provas para o magistério. 1940
“Exames das aulas municipais” – Nota comentando a aplicação dos exames finais em SL e nos distritos. 1940
“Grupo Escolar Visconde de São Leopoldo – Resultado do exames” – Lista dos aprovados nos exames finais 1940
“Exames municipais” Nota comentando o concurso do magistério. 1941
“Instrução Publica Municipal – Aviso” – Nota instruindo professores aprovados no concurso público. 1941
“Exames Municipais” – Idem acima. 1941
“Exames no magistério municipal” – Nota comentando os procedimentos realizados no processo seletivo do magistério. 1942
“Prefeitura municipal – Edital” Edital divulgando procedimentos do concurso do magistério. 1943
“Instrução publica municipal” – Nota divulgando o concurso. 1943
“Magistério Municipal – Nova turma de professores municipais diplomados- Solenidade de entrega dos diplomas” – Texto descrevendo a solenidade. 1943
“Instrução municipal – exames” – Nota anunciado as datas e o funcionamento dos exames finais das escolas. 1943
“Exames de admissão” Pequena nota comentando a aprovação de alunos nas escolas particulares em SL. 1943
“Instrução municipal – Exames” – Correção do edital do concurso. 1943
Exames nas aulas municipais” – Nota comentando o resultado satisfatório dos exames finais das escolas municipais. 1944
“Magisterio municipal – Encerramento dos exames – recepção do edil” – Nota comentando os procedimentos em relação aos professores aprovados no concurso municipal. 1944
“Magistério Municipal” – Nota destinada aos professores aprovados no concurso municipal. 1945
Página inteira com vários textos sobre encerramento do ano letivo em diversas escolas de SL. Vários citam exames escolares. 1945
“Concurso no magistério municipal’ – Nota divulgando concurso. 1945
“Concurso para professor” – Pequena nota “chamando atenção” para o concurso municipal. 1946
“Instrução pública”- nota discorrendo sobre aplicação da prova do concurso. 1946
“Instrução pública municipal” – Divulgação dos aprovados no concurso municipal. 1946

 

 Cabe dizer aqui, que o jornal circulou ativamente na cidade entre os anos de 1936 a 1951, mas que, no entanto as publicações em torno dos exames foram encontradas somente nos anos expostos acima, 1938-1946. Na pesquisa mais ampla feita a partir deste jornal, constatou-se que o tema educação está presente em praticamente todas as suas edições, e que há um forte caráter político em torno delas.

A partir das manchetes expostas acima, pode-se perceber a preocupação da folha em dar visibilidade à instrução publica e privada. No caso da instrução pública, fica evidente o caráter político por trás da publicação, pois sempre há a necessidade de exaltar a eficiência da instrução pública do município, bem como o empenho dos governantes da cidade para com a qualidade da educação.Abaixo, excerto de uma notícia intitulada “Exames municipaes – O prefeito visita varias aulas” do ano de 1939:

Convidado especialmente, o Cel. Theodomiro Porto da Fonseca, illustre prefeito municipal, acompanhado de sua exma. Esposa e do Secretário do municipio, teve ocasião de apreciar, com ovivo interesse, a demonstração daqueles trabalhos e de manifestar ás professoras [...] seu contentamento pelo que vinha de ver, como demonstração de aplauso ao esforço e dedicação de todas.

[...] Em todas essas escolas, o Cel. Prefeito foi grandemente ovacionado pelos alumnos e recepcionado pelos respectivos corpos docentes. S.S instituiu prêmios, não só para os alumnos melhores classificados nos exames, como para os que conseguiram os tres primeiros logares na exposição de trabalhos manuaes. (Correio de São Leopoldo, capa, 09-12-1939)[2]

Tal matéria fazia parte da capa da edição, fato que evidencia a preocupação em exaltar o conteúdo da publicação. Outra observação a ser feita diz respeito à questão da forma de proceder com o processo avaliativo, distinguindo o aluno que obteve sucesso com prêmios e coisas do gênero. Nas publicações sobre os exames finais nas escolas os nomes dos alunos eram divulgados e apareciam por ordem de classificação, tanto na instrução publica quanto na privada.

Quanto ao ensino privado, embora as publicações fossem em menor número, pode-se perceber quea ênfase da notícia recaía sobre a qualidade do ensino e a eficiência de tais escolas. Por vezes, nos anúncios sobre os exames de admissão em tais escolas era ressaltado o número limitado de vagas.

Por fim, quanto às notícias e sobre os exames de admissão de professores no magistério municipal fica novamente evidente a questão política em torno da divulgação de tal processo seletivo.

Considerações finais

A partir do conteúdo das publicações aqui exemplificadas, pode-se perceber que os processos avaliativos, mais especificamente os exames finais das escolas não eram realizados somente por membros do corpo docente das instituições, mas sim por secretários da educação e até mesmo pelo prefeito municipal, o que evidencia a importância dada a tais exames. Da mesma forma, foi possível notar que a divulgação de provas e exames prioriza o mérito dos alunos, divulgando os aprovados de acordo com o seu desempenho nos exames, menosprezando assim aqueles que não obtiveram tamanho sucesso.

 O recorte temporal deste estudo permite que mais elementos sejam trazidos para discussão, pois é sabido que durante a “Era Vargas” a educação fora tratada como “problema nacional”, tendo sido centralizada nas mãos do governo federal (XAVIER,2005). Portanto, sob esta perspectiva, muitos dos registros pesquisados podem ainda ser analisados em estudos mais amplos. No entanto, por ora pode-se dizer que este estudo cumpriu com seus objetivos, pois foi possível identificar a atenção dada ao tema exames escolares na instrução pública e privada do município de São Leopoldo no referido período.

REFERÊNCIAS

BACELLAR, Carlos. “Uso e mau uso dos arquivos”. BASSANEZI, Carla Pinsky (org). Fontes Históricas. São Paulo: Contexto 2005

BARROS, José D’Assunção. A História Cultural francesa – Caminhos de investigação. In: Fênix – Revista de História e Estudos Culturais. Vol. 2, nº4, out/nov/dez 2005 . ISSN: 1807-6971.

BURKE, Peter. A escola dos Annales (1929-1989): a Revolução Francesa da historiografia. São Paulo: Fundação Editora da UNESP, 1997.

__________, Maria Helena Rolim. Imprensa e História do Brasil. São Paulo: Contexto, 1988.

ELMIR, Cláudio Pereira.  As armadilhas do jornal: algumas considerações metodológicas de seu uso para a pesquisa histórica. Cadernos do PPG em História da UFRGS, n. 13, 1995. p. 19-29.

FISCHER, Beatriz T. Daudt. Processos Avaliativos: pano de fundo dos cenários escolares. In: Revista Educação UNISINOS, vol6, nº11,2002.

PESAVENTO, Sandra Jatahy. História & História Cultural. Belo Horizonte: Autên­tica, 2005.

XAVIER, LibâneaNacif Xavier. O debate em torno da nacionalização do ensino na Era Vargas. Revista Educação Especial, vol. 30, nº02, 2005. Disponível em http://coralx.ufsm.br/revce/revce/2005/02/a7.htm, acesso em 19-08-2013.

Como citar este artigo:

DUARTE, Ariane dos Reis. Provas, concursos e exames escolares: Um estudo a partir do jornal Correio de São Leopoldo (1938-1946). Rev. P@rtes. [online]. Outubro de 2013. Disponível….


[1] Graduada em História pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos – UNISINOS. Mestranda do Programa de Pós Graduação em Educação da mesma instituição. Integrante do grupo de pesquisa “Educação no Brasil: memória, instituições e cultura escolar” (EBRAMIC).

[2]Manteve-se a grafia original do jornal.

Compartilhe esse texto

Share to Google Buzz
Share to Google Plus
Share to LiveJournal
Share to Yandex