Por Marli Gonçalves   Que tal? A primavera vindo aí, mil flores, mil amores, mas a secura é tamanha que não há nada melhor do que esses espécimes para nos descrever de forma precisa, a nós e ao momento. Uma selfie especial para a tal secura desértica, não só de água, mas de inteligência, bom-senso, boa vontade, educação… assim por diante, que a lista é grande de tudo que anda faltando  Vocês aí me desculpem, mas é uma das únicas formas que vejo para nossa sobrevivência. Não precisamos exatamente virar cactos em toda a sua plenitude porque senão não poderemos mais nem nos esbarrar, e isso não seria nada bom. Não poderíamos mais nos abraçar ou fazer amor. Trabalhar...
Continue a Leitura »