primavera

*por Djanira Silva

Quando tudo parece imóvel e os dias iguais, a semente que germinava debaixo da terra fria começa a desabrochar trazendo vida nova. O canto dos pássaros, o colorido das flores e os intensos raios de sol, logo ao amanhecer, anunciam que a vida foi restaurada. Já é hora de abrir as janelas e tirar os casacos, pois a primavera chegou!

Acredito que podemos aprender muito com a natureza e as estações do ano. Quando bem vividas, leva-nos a um intenso processo de mudança e crescimento. 


Certamente, a primavera é uma das estações mais encantadoras que existem. A natureza que estava adormecida no silêncio do inverno desperta trazendo para fora o que tem de melhor em forma de flores, que se tornarão frutos para dar continuidade ao ciclo da vida. Um grande exemplo que podemos seguir!

Além disso, a diversidade de cores e flores enfeita o universo e traz um tom de leveza também para a nossa alma, contagiando-nos com a alegria de celebrar a força da vida.

Quando penso na primavera, lembro-me sempre do encanto que sinto ao contemplar, no início desta estação, o nascimento das flores que surgem direto da terra sem nenhum cuidado de mãos humanas. Falo das flores simples, tipo as ervas do campo que fala o Salmo 89. Muitas delas nascem de manhã e morrem no entardecer do mesmo dia, mas cumprem seu papel de colorir o universo. A fragilidade que trazem em si contrasta com a beleza que possuem. Aliás, vejo que contrastes têm muito a ver com o jeito de Deus agir na natureza e também na nossa vida. Uma etapa prepara outra.

Invernos antecedem primaveras, verões antecedem outonos e a vida segue seu ciclo de evolução entre perdas e ganhos, enquanto nos ensina que respeitar o processo natural da existência é caminho para a felicidade.

Talvez em sua alma esteja acontecendo o inverno, onde o silêncio e o frio da solidão têm lhe convidado a esperar. Ou pode ser que você esteja no outono, onde os ventos fortes dos acontecimentos têm levado os seus sonhos como folhas secas pelo ar. Ou talvez você esteja vivendo o verão, onde o sol intenso tem lhe trazido cansaço fazendo-lhe desejar um amparo. Respeito sua “estação” e considero importante você passar por ela colhendo todos os benefícios que ela lhe proporciona.

Mas eu o convido, hoje, a abrir o coração para acolher as novidades que a primavera traz e deixar-se contagiar pela força da vida que brota da terra como expressão do amor de Deus.

É certo que Ele quer restaurar seu coração e este pode ser o tempo favorável para isso. Então, colabore, faça como a natureza, fique com o essencial e deixe “passar o que passa”. Coragem! Acima de tudo, lembre-se que você é amado pelo Criador. Prova disso é que Ele criou toda beleza que existe pensando em você.

Se precisar recomeçar, não tenha medo. A natureza recomeça todos os dias para manter-se viva. Sigamos seu exemplo e deixemo-nos contagiar pelo amor do Criador.

Ele é mais radiante do que as cores da primavera, mais intenso que o calor do verão, mais forte que os ventos do outono e tem o poder de vencer todos os invernos da nossa alma.

* Dijanira Silva é missionária da Comunidade Canção Nova apresentadora da Rádio América Canção Nova em São Paulo.
E-mail: http://dijanira@geracaophn.com

Compartilhe esse texto

Share to Google Buzz
Share to Google Plus
Share to LiveJournal
Share to Yandex