*Marcos Kiyoto   Desde a posse em 2013, a atual gestão da Prefeitura Municipal de São Paulo tem tomado medidas fortes – e polêmicas – acerca dos transportes urbanos. A controvérsia atual é o plano em andamento de criar 400 km de ciclofaixas até o final de 2015. Esta discussão, somada à outra recente, sobre as faixas exclusivas de ônibus, aponta para uma mudança de paradigma no transporte urbano: as ruas não são apenas para os carros.   É consenso no meio técnico de que o modelo de transporte urbano vigente nas grandes cidades brasileiras (sendo São Paulo a maior delas), onde o automóvel é o modo predominante, está esgotado. Durante mais de meio século nós acreditamos que o...
Continue a Leitura »