maceio5

Por Henrique Mol

 

Henrique Mol é especialista em turismo e sócio-fundador da Encontre Sua Viagem, franquia de turismo.

Henrique Mol é especialista em turismo e sócio-fundador da Encontre Sua Viagem, franquia de turismo.

Então é Natal, e Ano Novo também… Para muitos, um sinônimo de férias, e que bom que o seja. Esse período de pausa na rotina e fôlego às atividades do próximo ano é, comprovadamente, um excelente remédio contra o mau humor, o estresse, os problemas familiares, problemas cardíacos e muitos outros.

 

O respaldo à empresa também é considerável, em termos de produtividade, melhora na tomada de decisões, e mais: um profissional que não descansa é, normalmente, um indivíduo ansioso e inseguro. E não sou eu quem digo, mas pesquisas que se correspondem em resultados, embora sem nenhuma relação entre eles.

 

Os números falam por si. Um resultado da pesquisa realizada pela The Framingham aponta que mulheres que tiram pelo menos duas férias por ano são oito vezes menos propensas a ter doenças cardíacas. O projeto Holiday Health Experiment, conduzido pela agência britânica Kuona em associação à Nuffield Health, um dos maiores institutos de saúde do Reino Unido, confirma.

 

Segundo o estudo, sair de férias contribui para reduzir a pressão arterial. Um estudo da Wiscosin, por sua vez, identificou níveis mais baixos de tensão e depressão em todas as mulheres que tiraram férias com mais frequência em relação àquelas cujo período de folga se dava após um longo período de trabalho ininterrupto.

 

Não é preciso ir muito longe. Uma rápida pesquisa na internet revela números alarmantes. Segundo dados do INSS de 2007 a 2012 houve um aumento de 240% de afastamento do trabalho por estresse. Outros resultados dispensam uma grande perspicácia do leitor para notar, ainda, a aproximação familiar que um período de comunhão em família pode ocasionar. É nesse momento que a cultura do núcleo familiar se constrói, com histórias e memórias compartilhadas.

 

O excesso de cobrança, metas difíceis de atingir e a pressão no ambiente de trabalho nos mantém na voltagem máxima no curso diário. Um intervalo de descanso, um sono tranquilo não só recuperam a energia, como revitalizam as funções mentais de memória, concentração, e ativam o humor que, quando compartilhado, é ainda mais agradável.

 

No entanto, é necessário planejamento para que as férias não se tornem outro foco de estresse. Para isso, as agências de viagens têm investido em parcelamentos (na Encontre Sua Viagem, eles chegam a 24 vezes); e diversificação das formas de recebimento, que abrangem desde boleto e transferência em conta a cartão de crédito. Além disso, a abrangência de serviços permite aumentar o leque de possibilidades de destinos a regiões menos turísticas e, portanto, mais baratas. Há lugares somente acessíveis por carro, como Jalapão (mais informações no Blog da Encontre Sua Viagem), que possuem belezas ecoturísticas incríveis, mas pouco exploradas ainda. Para tanto, a locação de um veículo é a melhor opção.

 

É chegada a hora de recarregar as energias. As férias requerem um exercício ativo de quem assume as rédeas de um futuro mais saudável e feliz. Já dizia Carlos Drummond: “Para ganhar um Ano Novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre”. Boas festas e boas férias!

Henrique Mol é especialista em turismo e sócio-fundador da Encontre Sua Viagem, franquia de turismo.

Compartilhe esse texto

Share to Google Buzz
Share to Google Plus
Share to LiveJournal
Share to Yandex