Educação

Metodologias propõem olhares diferentes para alfabetização

Despertar o interesse dos alunos na sala de aula é um dos maiores desafios enfrentados pelos professores da rede de ensino. Avaliando esse cenário, o professor Claudemir Belintane, da Faculdade de Educação (FE) da USP, propõe trabalhar a alfabetização a partir de uma visão interdisciplinar, utilizando diversas linguagens e suportes no processo de aprendizado....
Continue a Leitura »
Crônicas

Mulher, nosso corpo é sagrado

nair lúcia de britto   Fiquei muito admirada que uma professora que tem por missão conduzir bem seus alunos, tenha se pronunciado, através da televisão, como  favorável à prática da prostituição; alegando que não vê nada de mais em uma mulher comercializar o próprio corpo.   Será que essa professora tem uma filha a quem compactuaria com tal escolha? Ou essa é uma premissa que só é boa para a filha dos outros?   O corpo humano não é para ser comercializado. É, sim, a ferramenta da qual dispomos para evoluirmos como ser humano. Em qualquer profissão é possível evoluir, prestar um trabalho útil à sociedade e que eleva quem o administra, através do conhecimento e da experiência.   No...
Continue a Leitura »
Agricultura

Muitas agriculturas

Segundo a maioria dos dicionários: Agricultura (origem: Latin) – a arte de cultivar o solo. Entretanto, desde há aproximadamente 10.000 anos, quando começou uma agricultura mais ou menos organizada na Mesopotâmia, se sabe que agricultura, além de arte, é ciência. Na verdade hoje é bem mais que isso. Quando se fala em produção de alimentos, matérias primas e energia, não se pode falar em agricultura somente....
Continue a Leitura »
Não Tropece na Língua

Vírgula e gerúndio

Maria Tereza de Queiroz Piacentini — É correta a colocação da vírgula antes de gerúndio, como na frase: “Recebemos a correspondência de Vossa Senhoria, solicitando informações”? Regina Barros, São Paulo/SP Há casos e casos. A colocação da vírgula antes do gerúndio é correta quando ele introduz uma oração reduzida equivalente a uma coordenada aditiva. Ou seja: em vez de usar e + o verbo conjugado no tempo apropriado à frase, você usa a vírgula + gerúndio (que não tem forma específica para presente, passado ou futuro; o tempo é dado pela oração principal). O sujeito do gerúndio é o mesmo da oração anterior.  Vejamos, então, as mesmas frases nos dois estilos. São equivalentes: COM VÍRGULA E GERÚNDIO 1) O...
Continue a Leitura »
Educação

O ensino de habilidades sociais: essencial na educação

 *Gisele Vitório Encontramos hoje em nosso país um déficit em desenvolver habilidades sociais que até há pouco tempo eram menosprezadas frente a um belo currículo acadêmico. Embora muitas vezes sejam mais requeridas que as próprias habilidades técnicas, as habilidades sociais não são ensinadas em nossas instituições de ensino. Não temos salas de aula nem equipe escolar capacitada para o desenvolvimento de um aprendizado simples como ‘relacionamento interpessoal’ e ‘resolução de conflitos’. Assim, vamos aprendendo com a vida, da forma mais dura e incompreensiva, que essas habilidades são tão ou mais necessárias do que qualquer outra. Tudo poderia ser bem diferente se, ao entrar na escola, uma criança pudesse ter acesso ao ensino maciço do comportamento social básico, como pedir ajuda...
Continue a Leitura »
Educação

Pesquisadores debatem uso de recursos educacionais abertos

Yara Aquino– Repórter da Agência Brasil Pesquisadores e parlamentares debateram no dia 19 de agosto, em seminário conjunto das comissões de Educação e Cultura, da Câmara dos Deputados, o uso de recursos educacionais abertos. Esses recursos – os REA, como são chamados na área de educação – são materiais de ensino, aprendizado e pesquisa fixados por qualquer suporte ou mídia, que estão sob domínio público, ou estão licenciados de maneira aberta, permitindo que sejam utilizados ou adaptados por terceiros. A metodologia prevê que todos devem ter a liberdade de usar, personalizar, melhorar e redistribuir os recursos. Segundo os educadores, a utilização de formatos técnicos abertos facilita o acesso e o reuso dos recursos publicados. Nos REA, estão incluídos cursos,...
Continue a Leitura »
Mulher

Violência contra a mulher: falta de perspectiva de gênero atrapalha atendimento

Camila Boehm – Repórter da Agência Brasil Especialistas criticaram a falta da perspectiva de gênero nos atendimentos públicos de situações de violência contra a mulher, durante debate sobre a política de atendimento ocorrido na noite dessa quarta-feira (19), na Defensoria Pública do Estado de São Paulo. A militante feminista, Amelinha Teles, disse que houve avanços jurídicos no enfrentamento à violência contra a mulher. Segundo ela, além da Lei Maria da Penha, delegacias e serviços públicos foram criados. “As conquistas foram grandes, no entanto, a violência não diminuiu”, disse Amelinha. “Enfrentar a violência contra a mulher é enfrentar uma revolução”, acrescentou. Amelinha destacou o pioneirismo da Casa Eliane de Grammont, um centro de referência do município que atende mulheres vítimas...
Continue a Leitura »
comportamento

O que as mulheres fazem que mais estragam seus relacionamentos

Enquanto essas mulheres não conseguirem olhar para si mesmas, assumirem seus medos e reconhecerem suas crenças equivocadas sobre os homens e sobre as relações, dificilmente vão conseguir experimentar encontros criativos e que gerem prazer e felicidade...
Continue a Leitura »

Lousa digital em Rondônia: inovação para prática docente?

LOUSA DIGITAL EM RONDÔNIA: INOVAÇÃO PARA PRÁTICA DOCENTE? Adriana Lúcia de Oliveira Rodrigues Resumo: As Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) tem provocado inúmeras transformações na sociedade e a escola não pode ficar à margem dessas mudanças, tendo em vista que as novas tecnologias podem beneficiar o processo ensino – aprendizagem. Nesse sentido, as lousas digitais chegam ao contexto escolar para proporcionar novas formas de ensinar e aprender. Diante disso, esse artigo buscou evidenciar alguns aspectos relevantes acerca dos recursos que essa ferramenta oferece para a prática docente e trazer informações acerca da lousa digital em Rondônia. O artigo está ancorado nos estudos de Lévy (1993), Kenski (2003) Nakashima e Amaral (2006), Gomes (2011), entre outros os quais apontam...
Continue a Leitura »
Todas as categorias

A educação de estudantes indígenas da etnia Suruí em uma escola do campo do ensino básico municipal de Cacoal-RO

A educação de povos da floresta ainda está em fase de reconhecimento no Brasil, mesmo que é de extrema importância o respeito mútuo entre as culturas e diversidades étnicas no Brasil. As escolas indígenas e não-indígenas já mostram um grande avanço social e educacional ao receber professores cada vez mais capacitados para trabalhar as questões sociais e a pluralidade cultural. Desta forma, este artigo apresenta uma pesquisa feita em uma escola rural de ensino infantil e fundamental que recebe estudantes indígenas a partir do ensino fundamental II e ensino médio em parceria com o Governo do Estado de Rondônia....
Continue a Leitura »
Cida Mello

Cinderela de tamanco

No dia esperado tomou banho, a mãe trançou seus cabelos, colocou um vestido novo de chitinha estampada com flores amarelas e calçou o tamanco bordado. Foi junto com a família e vizinhos para missa. Enquanto ia andando, pulando e correndo na frente de todos com o tamanco, fazia barulho e todas as amigas olhavam encantadas. ...
Continue a Leitura »
Educação

A Universidade no CEU: Uma Proposta de Democratização do Ensino Superior

O orgulho e a felicidade expressos pelos calouros, durante o período das matrículas, define muito bem a concretização de um sonho, ou seja, cursar uma universidade pública que é custeada por recursos da sociedade e, portanto, com o dever de oferecer à comunidade que a sustenta o melhor em educação. No entanto, faltavam-lhes opções que pudessem ampliar as possibilidades de acesso....
Continue a Leitura »
Alfabetização

Novas Tecnologias como Ferramenta Pedagógica Aplicadas na EJA

Novas Tecnologias como Ferramenta Pedagógica Aplicadas na EJA Adailes Aguiar Lima* RESUMO: O referido trabalho procura discutir como as novas tecnologias da informação, ao serem utilizadas como ferramenta pedagógica, contribuem no processo de ensino e aprendizagem, especialmente, na Educação de Jovens e Adultos, haja vista, que oportunizam um ambiente diversificado e incentivador na produção do conhecimento, considerando o desafio de levar e manter as TIC dentro da sala de aula diante das inúmeras dificuldades operacionais enfrentadas pelas escolas. Palavras-chave: Tecnologia – Ferramenta Pedagógica – EJA – Aprendizagem. ABSTRACT: This work discusses how new information technologies, when used as a pedagogical tool, contributing in the process of teaching and learning, especially in the Youth and Adult Education, given that nurture...
Continue a Leitura »
Amazônia

Por uma historiografia da educação escolar indígena em Rondônia: relato de Paiter Suruí

O texto apresentado trata de uma pequena contribuição para a História da Educação Escolar Indígena de Rondônia na perspectiva Paiter Suruí. Foi organizado a partir de um fragmento do Trabalho de Conclusão de Curso – TCC: “Alfabetização Intercultural Paiter Suruí: historiografando trajetórias do tempo ágrafo à cultura escrita”, sob a orientação da professora doutora Josélia Gomes Neves apresentado ao Departamento de Educação Intercultural – DEINTER da Fundação Universidade Federal de Rondônia – UNIR – Campus de Ji-Paraná em maio de 2015. A metodologia adotada especificamente para este texto considerou exclusivamente fontes orais, poucas referências escritas. Registro o surgimento da Escola Indígena Estadual de Ensino Fundamental Paiterey, como aconteceu meu processo formativo,a profissionalização, como este processo pode contribuir para o...
Continue a Leitura »

Na solidão da alcova

Para Fá Butler Na solidão da alcova Somente existe tu e eu E mais ninguém minha divina musa *** Um deslumbre apenas De vidas passadas E nada mais *** Um adágio Um prelúdio Um brilho perdido Em meio às trevas Depois vem o silêncio O de uma existência vazia *** Um vislumbre Um prelúdio apenas E nada mais! Que precede uma eternidade De nanossegundos de puro prazer Samuel da Costa...
Continue a Leitura »
Educação

Ser menino e ser menina na sociedade contemporânea

Pensar hoje o que a modernidade nem se atrevia a questionar, só é possível porque percebeu-se na sociedade pós, essas questões eram centrais para ser pensada, a questão de gênero, etnia, raça, cultura, sem julgar o que é certo ou errado, mas sim o que define a identidade do sujeito pós-moderno não é tarefa fácil...
Continue a Leitura »
Crônicas

Retrato pintado do meu pai

Por Gilberto da Silva Quando não tínhamos as máquinas possantes e ultramodernas, tínhamos as mãos dos artistas que com maestria pintavam nossos retratos. Os fotopintores foram enquadrados, por décadas, numa categoria fotográfica chamada de popular e percorriam as mais distantes paragens para retratar um povo esquecido.. Naqueles tempos que um retrato pintado valia ouro. Era uma prática que vinha do final do século XIX e que permaneceu (até meados de 1990) nas casas das pequenas cidades e nas áreas rurais, principalmente do Nordeste brasileiro. Mas os retratos pintados não eram uma exclusividade do Nordeste, isso é bom deixar claro, pois vejo por ai muita literatura pisando nessa tecla erroneamente. Tempos que nem as fotografias em preto e branco eram...
Continue a Leitura »
Colunistas

O filho e o pai

Tom Coelho “Espera de teu filho o mesmo que fizeste a teu pai.” (Tales de Mileto) Tenho uma natureza minimalista. Talvez porque forjado pelas adversidades da vida e pela vocação para lidar com gente, não tenho apego a coisas. Acredito que a simplicidade é a quinta-essência da extravagância e a melhor das ostentações. Este deve ser um dos motivos pelos quais ignoro quase todas as datas comemorativas, devido ao caráter comercial que as envolve. Contudo, algumas ocasiões funcionam como uma fenda no tempo, abrindo espaço em nossas concorridas agendas para resgatar sentimentos e emoções – o Dia dos Pais é exemplo disso. Em 2009 perdi meu pai, vitimado por um câncer que evoluiu de forma silenciosa e imperceptível, sendo...
Continue a Leitura »
Educação

Estágio Supervisionado: O Trabalho com Poesias no Ensino Fundamental

  Fernanda Duarte Araújo Silva¹ Resumo: O presente trabalho tem por objetivo relatar uma experiência de estagiárias do curso de Pedagogia, da Universidade Federal de Uberlândia. O projeto intitulado “Construindo Poesias” foi desenvolvido com 27 crianças da fase introdutória, na faixa etária de seis anos em uma escola da rede pública municipal da cidade de Uberlândia.  Esse tema surgiu a partir de observações que as estagiárias realizaram na escola, nas quais perceberam que as crianças tinham um contato restrito com a literatura, principalmente com a poesia. As aulas de literatura restringiam-se às contações de histórias e o recorte e colagem para ilustrações. Os livros de literatura também eram usados como instrumentos para avaliar a leitura das crianças. Em linhas...
Continue a Leitura »
Educação

Professor: as dificuldades para utilizar a tecnologia dentro da sala de aula das escolas públicas brasileiras

Por Marcos Abellón Utilizar a tecnologia para auxiliar o ensino dentro da sala de aula já é visto como algo bom por 92% dos professores brasileiros. Mesmo percentual, considera positiva a capacitação profissional para a aplicação dessas tecnologias em sala, segundo pesquisa realizada pela Fundação Lemann. De acordo com os dados divulgados, os professores, em sua maioria, consideram positivo o uso de recursos tecnológicos e defendem a formação para melhorar o trabalho em sala de aula. No entanto, a TIC Educação, divulgada em 2013 pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil – entidade oficial que coordena serviços da web no país – mostrou que apenas 2% dos professores brasileiros usam a tecnologia como suporte em sala de aula. O...
Continue a Leitura »
12