entulho

Por Gilberto da Silva

 

Entulho nosso que estás nas ruas,

Sejais limpo todos os dias.

Santificado seja aquele que limpa, limpa e limpa.

Rogai por nós os Sujos, que são imundos assim na Terra como no Céu.

 

Lixo nosso de cada dia

que dá dengue.

 

Lixo nosso que não é reciclado e é abandonado pelos pecadores.

Venha a nós a limpeza diária.

Que as atitudes dos sujos sejam iluminadas.

Pai, dai o pão de todos  a cada dia,

Perdoai as nossas ofensas, pois não aguentamos mais tanta sujeira.

 

Perdoais nossos xingamentos, assim como nós perdoamos a quem nos tem limpo a sujeira que fez.

E não nos deixeis cair em tentação de jogar o lixo fora do lixo,

mas livrai-nos do mal, do sujo, do imundo.

Limpem.

 

Compartilhe esse texto

Share to Google Buzz
Share to Google Plus
Share to LiveJournal
Share to Yandex