As Marias

As Marias

 

Gilda E. Kluppel

 

Ela, uma Maria

chamada de dom e de magia

do qual todas as mulheres têm algo

talvez, ligação com poesia.

 

Resistentes são as flores de nome Maria

das “três-marias” que se multiplicam

vigorosamente em galhos de arbustos

simples e belas

também em florzinha

chamada de “maria-sem-vergonha”

uma maria vulgar

nasce em qualquer lugar.

 

Até os homens lhe emprestam o nome

Antônio Maria, João Maria ou José Maria

quem sabe mais força teriam

ao usar o nome de Maria.

 

Simplesmente Maria

apenas nome e sobrenome

Maria Nascimento

quanta redundância.

 

Nome composto por Maria

Maria Glória ou Glória Maria

Maria com ou sem glória

são sempre inesquecíveis Marias.

 

Indeterminadas em “Maria vai com as outras”

por ser qualquer Maria

outras, determinadas, a tal Maria

temida no cangaço

Maria de coragem e de face bonita.

 

Marias, de mães religiosas

fervorosas em sua fé

assim, o fruto de seus ventres

as muitas Marias

da Conceição, de Lourdes

do Socorro, de Fátima

as Marias de todos os nomes.

 

Marias bem-sucedidas

ou Marias abandonadas à própria sorte

as Marias da seca

lata d’ água na cabeça

Marias, peregrinas e fortes.

 

Sozinhas e guerreiras Marias

ou formando o par João e Maria

e quantas mais bem-vindas

Marias, as suas filhas.

Gilda E. Kluppel é professora de Matemática do ensino médio em Curitiba/PR, Mestre em Educação pela Universidade Federal do Paraná.

partes15 Autor