ANTIGINASTICA-IMAGEM

Nair Lúcia de Britto

EMOÇÕES, FRUSTRAÇÕES, DORES e perdas são experiências que o corpo não esquece. Desde o dia em que você nasceu até agora, sua história de vida se revela na rigidez, na retração e na tensão acumulada nas costas, membros, diafragma e também no rosto.

 

ANTIGINASTICA-CAPADOLIVRO“As pressões que você sofreu levaram você a se conformar, mas esta conformação algumas vezes pode gerar deformações”, diz a fisioterapeuta, Thérèse Bertherat, em seu livro O Corpo Tem Suas Razões, escrito com a colaboração de Carol Bernstein e publicado pela editora Martins Fontes.

 

Thérèse reside em Paris, porém em fins de julho ela esteve em São Paulo para uma palestra sobre a técnica que criou na década de 70: a antiginástica, modalidade que propõe, por movimentos suaves, mas bastante precisos, libertar seus praticantes desses pequenos “traumas”.

 

Andréa Cardoso, fisioterapeuta formada por Thérèse que atua em São Paulo, cita os vários benefícios da antiginástica: “A técnica dá mais vitalidade aos músculos, melhora a circulação, alivia as dores, libera a rigidez muscular, desperta os sentidos, aguça as percepções e faz com que a pessoa tenha uma melhor imagem de si mesma”.

 

Segundo Andréa, os exercícios são realizados em grupo porque a reunião de pessoas faz circular uma energia especial entre os participantes. “Durante a prática, as experiências são verbalizadas, estimulando os alunos à sociabilidade”, explica.

Em seu livro, Thérère afirma: “Sabendo utilizar melhor a energia para cada gesto, você não se desgasta sem necessidade, nem envelhece precocemente.”

 

E enfatiza: “Os movimentos preliminares levam você a viajar no passado para reencontrar seu corpo como realmente ele deve ser, ou seja, autônomo, equilibrado e harmonioso. E conclui: “Inteligência, emoção e corpo formam um todo indissolúvel”.

 

Texto original: Revista Estilo Natural, texto de Nair Lúcia de Britto sob a Editoria de Melissa Diniz. Publicação: Mulher.com.br

Nair Lúcia de Britto é poeta e jornalista

Nair Lúcia de Britto é poeta e jornalista

Compartilhe esse texto

Share to Google Buzz
Share to Google Plus
Share to LiveJournal
Share to Yandex