Museu Van Gogh com os filhos

5 MOTIVOS PARA VIAJAR COM OS FILHOS
Conheça as razões pelas quais valem a pena arrumar as malas e embarcar na companhia das crianças. Fernanda Braz, a autora da coleção “Vovô Conhece o Mundo”, explica como o hábito de viajar pode estreitar os laços familiares

IMG_5782

Fernanda Braz é uma executiva, com mais de 25 anos de vivência profissional, e experiência no setor financeiro e multinacionais.

São Paulo, dezembro de 2017 – A tão esperada férias escolares chegaram. Como é de costume alguns já se preparam para deixar a cidade e curtir as festas de fim de ano na praia, campo ou fora do País em contato com outras culturas, línguas e costumes. A escritora paulista, Fernanda Braz, que acabou de lançar a coletânea infanto-juvenil “Vovô Conhece o Mundo” e estimula a criança a desvendar enigmas pelo mundo, não acredita que viajar seja custo e, sim, um investimento para a educação e desenvolvimento intelectual da criança.

 

“De uma forma natural e divertida é a melhor forma deles aprenderem, criarem a resiliência, estimulando o exercício da flexibilidade e adaptabilidade”, diz. Ela, que se inspirou nas viagens que fez com a família para escrever, equilibra, entre uma ponte área e outra, a vida de mãe e a carreira de executiva de negócios.
A seguir, ela conta os motivos que a inspiram a não abrir mão de viajar com filhos sempre que pode.


1. Viajar estreita os laços familiares

A vida moderna mudou a dinâmica familiar e muitas mães trabalham fora, mas antes da culpa pela falta de tempo, pense que quantidade não é qualidade. Aproveite a viagem de férias para ficar junto com a família e curtir os filhotes. Esqueça por um tempo o trabalho, as redes sociais e viva intensamente essa experiência.

 

2. Viajar cria memórias inesquecíveis

Viajar nos distancia do stress do dia a dia e acaba proporcionando momentos inesquecíveis. Quando a família entra em sintonia, a rotina é leve e as interações muito mais divertidas, registrando na memória: “como é gostoso viajar com a minha família”.

 

3. Viajar contribui com o processo de aprendizagem

Uma boa viagem precisa do equilíbrio entre explorar, descansar e brincar. Quando fizer um roteiro, reserve um tempo para as crianças brincarem. Durante a viagem, chame a atenção dos seus filhos para coisas que possam contribuir com o processo de aprendizagem. Se visitar um museu proponha um caça ao tesouro às principais obras, mas se o destino for praia, convide os pequenos a observar a natureza.

 

4. Viajar estimula o exercício da flexibilidade e adaptabilidade

O mundo está em constante mudança e a capacidade de se adaptar é condição chave para o sucesso. Em vez de quase enlouquecer para criar um ambiente “copy paste” de casa, procure mostrar as características do lugar, estimulando a flexibilidade. Isso significa provar uma comida diferente, ir ao supermercado, andar de transporte público observando a rotina das pessoas. As crianças têm a capacidade de se adaptar e podem te surpreender.

 

5. Viajar ensina a respeitar e entender a diversidade

O novo muitas vezes gera desconforto. Quando viajar procure valorizar o diferente e ensinar às crianças o respeito ao próximo. Procure entender as características da cultura local e mostrar que a riqueza está na diversidade. Tenha certeza que cada experiência ajudará seu filho a ter uma visão de que o mundo é muito maior do que a família, a escola e os amigos. Quando pensar no custo de uma viagem, lembre-se que viagem de férias é um investimento que vai além de simplesmente conhecer um lugar especial. Sempre que possível ultrapasse as barreiras geográficas e o mais importante: em vez de tirar fotos para postar, registre na alma cada momento em família… é isso que faz a vida valer a pena.

 

SOBRE A AUTORA

Fernanda Braz é uma executiva, com mais de 25 anos de vivência profissional, e experiência no setor financeiro e multinacionais. Seu gosto por viagens, história e a crença de que a educação é a chave para transformar a vida das pessoas, foram ingredientes que a desafiaram no processo de conciliar o mundo corporativo com um projeto de vida. Inspirada pelos filhos e motivada pela possibilidade de contribuir no processo de aprendizagem de muitas crianças, Fernanda tem dedicado grande parte do seu tempo livre na realização deste projeto. A autora nasceu dia 13 de abril de 1972 em São Paulo, onde vive com sua família.

Compartilhe esse texto

Share to Google Buzz
Share to Google Plus
Share to LiveJournal
Share to Yandex