Cultura

Macaúbas: tricentenário de um mosteiro mineiro, com influência alagoana

*Olegário Venceslau da Silva Os pálidos e contumazes ventos remontam às antigas vielas duma antiquíssima Penedo, que se banha amiúde no frescor das mansas águas do Velho Chico, com suas manias de curvas. Sob o orago perpétuo de santos católicos e olhares contemplativos das desbotadas e seculares torres das igrejas locais, feito sentinela permanente a guardar seus filhos, que transitam sobre íngremes ruas de pedras sobrepostas, e descansam suas fadigas à sombra dos casarios barrocos quando dos dias quentes e ofegantes da bucólica cidade interiorana, com traços aristocráticos e opulência imperial, que fazem jus àquela comuna nativista. As sapientes palavras do poeta Castro Alves, num linguajar sonetista traduzia com perfeição e síntese o tempo, em suas mais diversas formas...
Continue a Leitura »
Todas as categorias

Estado nosso de cada dia

* Jorge Mortean Creio que algo seja unânime: qualquer criança no mundo, quando nasce, não tem consciência de si. Ela não sabe se ela nasceu num lar muçulmano, cristão, judeu, hindu, ateu, se ela é indígena, negra, branca, asiática, se ela é brasileira, moçambicana, indiana, ou que o Pelé é melhor que o Maradona, ou vice-versa. Ela não sabe o que são deuses, santos, padres ou pastores, ela não sabe o que é direita ou esquerda, ela não fala nenhuma língua. Ela não sabe se ela nasce já com sete milhões de reais em conta ou se foi vítima de um estupro coletivo, ela não difere ninguém por classe social, ela não tem parâmetros de nada. Ela não é...
Continue a Leitura »