Rebeca

REBECA

Nair Lúcia de Britto

 

 

Rebeca querida

Como sinto saudades dos nossos passeios

Pela orla da praia do Gonzaga

Você veio…

Para trazer alegria e felicidade

Para todos com quem encontrava

Você sempre sorria

 “Com o rabo”!

 

Querida sobrinha,

Sim, sobrinha, porque sendo filha

Da minha melhor amiga…

É minha sobrinha

Sempre que com ela você vinha

Recebia-me  com festa…

E a recepção mais carinhosa

E honesta!

 

PS:

Com muito amor, dedico esta poesia à Rebeca,

Que partiu aos dezoito aninhos de idade.

Grata missão cumprida; agora ela é mais um anjinho no céu.

Foto: Rosali Martins
Nair Lúcia de Britto nasceu em Joanópolis (SP). Passou toda minha infância em Santos(SP), o que talvez explique minha paixão pelo mar…
Formada em Jornalismo na Faculdade Cásper Líbero, em 1977, em São Paulo (SP.) Seu primeiro emprego foi na revisão da Folha de São Paulo. Posteriormente Editora Nova Cultural, preparando textos de livros e revistas.
Escreveu vários textos infantis, publicados na Folhinha de S. Paulo; comentários de livros e filmes para a revista “Contigo”; e crônicas, publicadas na Folha da Tarde (SP) na coluna do jornalista Mário de Morais.
Em São Vicente (SP) foi repórter e cronista do jornal “Primeira Cidade”. Além de prosas, escreve também comentários de filmes de arte; publicados, atualmente, na revista virtual Partes.

Post Author: partes