Poema Fora de Moda

 

Poema Fora de Moda

Gilda E. Kluppel

No vestuário comercial

calças de boca de sino se despedem

para em breve estarem novamente em voga

no sapato o bico ora se alarga, ora se afina

lenços que são levados pelo vento

e voltam para dar novo alento.

Entre as miudezas de uma bolsa ocasional

o celular de última geração

desbloqueado, carregado e tão estimado

fala com o mundo, mas para longe leva o outro

em frente, bloqueado e calado.

Na camiseta com estampa e dizeres

um letreiro ambulante

numa escrita massificada.

Várias etiquetas para atestar

a procedência com estirpe, a grife

em tudo que visto ou calço um traço

um logotipo que clama

tudo tem que ser marcado

de top ou fashion em ofertas in off

e o nosso idioma furtado.

No labirinto do consumo

etiquetado e rotulado

entre tantos objetos

sou mais um insumo

da suposta felicidade

encontrada nas coisas

coloca a vida num resumo

minha personalidade abafada

pela moda ditada.

 

Gilda E. Kluppel é professora de Matemática do ensino médio em Curitiba/PR, Mestre em Educação pela Universidade Federal do Paraná.

Post Author: partes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *