O Uso da Internet como recurso pedagógico para os docentes de História, na Escola Estadual Professor Antonio Ferreira Lima Neto em Macapá-AP

O Uso da Internet como recurso pedagógico para os docentes de História, na Escola Estadual Professor Antonio Ferreira Lima Neto em Macapá-AP

Francinei Almeida da Costa*

Clarice Costa da Silva**

 

Resumo 

O presente artigo investiga as práticas dos docentes de História na utilização da internet como recurso pedagógico durante as aulas realizadas no Laboratório de Informática Educacional-LIED. Constatou-se que esse recurso desperta maior interesse dos alunos por diversos temas de conhecimento histórico e possibilita a utilização de diversos dispositivos com materiais lúdicos, livros digitais, atividades on-line, sites e aplicativos educacionais. De forma geral, os profissionais da área consideram o uso da internet como uma proposta pedagógica fundamental para a melhoria do ensino e do rendimento escolar.

Palavras chave: História, Internet, Lied, Ensino, Rendimento escolar.

 

Abstract 

This article investigates the practices of History teachers in the use of the Internet as a pedagogical resource during the classes held in the Laboratory of Educational Informatics – LIED. It was found that this resource arouses students’ interest in various themes of historical knowledge and allows the use of various devices with play materials, digital books, online activities, websites and educational applications. In general, the professionals of the area consider the use of the Internet as a fundamental pedagogical proposal for the improvement of education and school performance.

Keywords: History. Internet. Lied. Teaching. School performance

 

Introdução

Francinei Almeida da Costa – Graduando em Licenciatura Plena em História pela Universidade Vale do Acaraú – UVA, Especialista em História da Amazônia pelo Instituto Brasileiro de Pós-graduação e Extensão-IBPEX, Graduando em Licenciatura Plena em Matemática pela Universidade Federal do Amapá-UNIFAP. <ney.v.m@bol.com.br>.

A temática o uso da internet como recurso pedagógico para os docentes de História, na Escola Estadual Professor Antonio Ferreira Lima Neto, Macapá-AP, tem como principal objetivo investigar em que aspecto a internet contribui para a formação ensino aprendizagem dos alunos.

O advento das novas tecnologias e da comunicação permitiu as escolas e todos agentes da educação acompanharem e dominarem o uso desses novos equipamentos e mídias tecnológicas. O uso da internet torna-se um poderoso recurso de comunicação e informação para os professores usarem em sala de aula, e que vem transformando o modo de agir, de viver e de interagir da sociedade contemporânea nas dimensões culturais, sociais, econômicas, política e educacional.

Assim, a temática escolhida surgiu nas observações, de apresentações de oficinas, gincanas, projetos científicos e culturais na Escola campo, pelo qual, as diversas atividades foram apresentadas pelos alunos com o auxílio da internet e das novas tecnologias através de pesquisas, aplicativos e redes sociais.

A Internet precisa ser utilizada nas escolas a fim de disponibilizar aos alunos diferentes formas de elaboração e construção do conhecimento, promovendo o acesso a novas estruturas do ensino a fim de alcançar uma educação de qualidade. Os alunos têm a necessidade de relacionar o conhecimento estudado com o meio em que vivem (SOUZA, 2013).

Diante deste fato, é inegável pensar em internet como possibilidade de aprendizagem e apoio ao professor de História. Enquanto recurso de pesquisas, ela está presente nas salas de aula e é tomada continuamente por professores e alunos. Assim, pode ser concebida como um meio capaz de contribuir para a formação de educandos, seja pelo acesso a informações, que oportuniza um novo repensar.

Desta forma questiona se o uso da internet tem se materializado como mecanismo facilitador da aprendizagem ou apenas como entretenimento na prática pedagógica dos professores de Ensino Fundamental? Os docentes encontram barreiras para o uso da internet como ferramenta e recurso nos conteúdos trabalhados em sala de aula?

A pesquisa é de cunho bibliográfico e de campo. Será realizada no Laboratório de Informática Educacional-LIED da Escola Estadual Professor Antonio Ferreira Lima Neto, através da investigação e do acompanhamento dos docentes de História. Desta forma, a análise e coleta de dados será utilizado a técnica do questionário com perguntas abertas aos educadores. Os dados coletados serão apresentados e analisados de forma descritiva.

A relação da informática e aprendizagem 

A educação pressupõe a utilização de meios de comunicação social (as mídias). Quando os alunos e professores estão distantes, pelo menos uma tecnologia de comunicação é necessária para fazer o contato. A integração dos meios de comunicação gera também uma progressiva fusão das atividades intelectuais e industriais do campo da informação. Jornalistas das redações dos grandes jornais e agências de informação, artistas, comunidade estudantil, pesquisadores trabalham diante de uma tela de computador (FONSECA FILHO, 2007).

Diga-se de passagem, que as mudanças ocorridas com o advento do computador e da vida da humanidade contribuiu para o crescimento de diversos setores da economia mundial. Centenas de pessoas usam o computador na força de trabalho, na escola, instituições públicas e privadas. Além disso, houve integração entre várias mídias no campo comercial, industrial, cultural e social.

O papel da escola no século XXI diante das mudanças com advento da informática é fazer com que os meios de comunicação disponíveis na escola estejam em condições de sustentar as necessidades dos alunos, professores e mantê-los interessados com os assuntos pedagógicos e científicos, inseridos no contexto escolar, com a utilização de instrumentos capazes de transmitir os acontecimentos do mundo real no momento em que estes acontecem.

Por fim Borba (2001) descreveu que: “o acesso à Informática deve ser visto como um direito e, portanto, nas escolas públicas e particulares o estudante deve poder usufruir de uma educação que no momento atual inclua, no mínimo, uma alfabetização tecnológica”.

Desse modo, o computador deve estar inserido em atividades essenciais, tais como aprender a ler, escrever, compreender textos, entender gráficos, contar, desenvolver noções espaciais etc. Nesse sentido, a Informática na escola passa a ser parte da resposta a questões ligadas à cidadania.

Análise e discussão dos resultados 

Participaram da entrevista 8 (oito) profissionais de História que atuam com 6º ano Ensino Fundamental e no 1º ano do Ensino Médio. A análise e a discussão dos dados oriundos desta pesquisa, permitiram a coerência das situações que ocorrem durante três semanas de aulas programadas no Laboratório de Informática Educacional-LIED na E.E Professor Antonio Ferreira Lima Neto referente ao uso da internet.

A análise da primeira questão refere-se à formação dos profissionais que desempenham atividades pedagógicas de História. Todos os docentes possuem a formação de Especialização. Além disso, 6 (seis) professores estão concluindo o Curso de Linux Educacional no Núcleo de Tecnologia Educacional-NTE-SEED/AP.

Quando perguntados acerca se alunos participam das atividades voltadas para o ensino da História, os resultados a seguir demonstram que todos os professores afirmaram que quando a aula está relacionada com o uso da internet, eles ficam mais interessados em aprender. Um professor que leciona o 7º ano do Ensino Fundamental relatou que: “as atividades desenvolvidas com uso da internet auxiliado e orientado pelo docente torna-se um instrumento de trabalho fundamental nas aulas de História. Além disso, o corpo docente está mais familiarizado em pesquisar em sites, blogs, revistas eletrônicas e outros. É lógico, não podemos esquecer da importância do livro didáticos de História”.

Na terceira questão foi perguntado aos docentes, quais são as ferramentas utilizadas durante a aula no LIED. A professora “A” falou que: “a escola segue uma grade curricular com uma programação de visita ao LIED duas vezes por mês e cada turma desenvolve suas atividades nesse ambiente, que possibilita ao discente utilizar um dos 51 computadores, com aulas de pesquisas em site, aplicativos como a History Maps, Exercitando (Jogos eletrônicos) e o APP prov-aplicativo de questões debatidas com professores”.

A disciplina de História é reconhecida pelo seu conteúdo teórico, no mundo virtual ela encontrou seu espaço tendo disponíveis vários mecanismos para pesquisa, como: arquivos públicos em acervos online, perfis de professores e pesquisadores, páginas direcionadas para História, mapas, divulgação de seminários, fotografias, revistas, jornais, assim, estudantes e pesquisadores estão encontrando na Internet espaços especializados para efetuarem diversos tipos de buscas (BRITO & KUHN, 2013).

O professor “B” disse que: “O conhecimento histórico ficou mais prazeroso com o uso da internet, principalmente aqueles que nunca usaram o computador. Por exemplo, no 4º Bimestres os alunos do turno da tarde montaram o próprio programa de estudo no LIED, foi proposto o aplicativo youtube e o google nas atividades de pesquisas e produção textual possibilitando o maior aprendizado”.

É notório que, as aulas de História não estão configuradas em apenas conteúdos cansativos baseados na concepção de relacionar o presente com o passado. Os professores estão buscando meios para se capacitar e desenvolver suas atividades com suporte das redes de computadores. Estudiosos e pesquisadores afirmam que a internet tem sido apontada com recurso relevante para a educação.

Na quarta questão foi argumentado aos docentes, qual tem sido o papel da internet no ensino e na aprendizagem em História. A maioria dos professores afirmaram que, a internet é recurso fundamental na aprendizagem. No entanto, o professor deve estar preparado para escolher uma atividade no computador que venha valorizar o conhecimento e o universo do aluno.

 Outra questão a ser discutida na pesquisa é a respeito da relação entre a internet e a formação do professor. De acordo, com os dados coletados, até em 2010, os professores não utilizavam o LIED, o local destinava-se apenas as pesquisas agendadas para os alunos. O educador não tinha acesso as salas ambientes. No entanto, em 2011, os estudos pedagógicos entre os profissionais foram determinantes para a utilização das mídias e tecnologias, principalmente o uso do computador tornou-se mais comuns nas aulas.

Durante a investigação, foi possível observar que, os educadores da escola utilizam o LIED em quatro dias por semanas. Da mesma forma, que eles concluíram a necessidade de usar esse ambiente como um espaço de aprendizagem apoiados aos equipamentos tecnológicos e com acesso à internet.

Considerações finais

A partir das investigações feitas in loco LIED da Escola Estadual Professor Antonio Ferreira Lima Neto em Macapá, foi possível constatar que a internet é um recurso que apresenta auxílio ao professor e alunos. A maioria dos profissionais usam a rede mundial de computadores para seu planejamento de aula, e que os discentes estão utilizando as ferramentas interativas on-line e publicadas em sites de interação social, como youtube, MySpace, Facebook, Orkut e Google durante as atividades de História.

Nesse contexto, a figura do docente é despertar o interesse do aluno pelo saber histórico. As justificativas para a utilização da internet nas aulas de História são fundamentais para o aprendizado. Verificou-se nas observações in loco que, o profissional precisa estar preparado para o uso da internet e deve ter apoio da escola para sua formação científica e técnica destinado a informática educacional.

Desta forma a internet é um recurso facilitador da aprendizagem para a prática pedagógica e desenvolve o pensamento crítico, estimula o diálogo, a pesquisa e a produção de atividades durante as aulas.  Considera-se que os objetivos propostos na presente pesquisa foram atingidos a contento uma vez que tanto as dificuldades como a importância, do trabalho do profissional de História desenvolvido com a inclusão da internet nas aulas de História no LIED, foram expostas de forma clara e objetiva.

 

Referências 

BORBA, Marcelo C; PENTEADO, Miriam Godoy. Informática e Educação Matemática-Coleção Tendência em Educação Matemática. Autentica, Belo Horizonte, 2001.

BRITO, Marcelo Mastoriani de Lima; KUHN, Fabrício Alcindo. A internet na disciplina de História. XXI Seminário de Estudos Históricos: “A Democracia ainda é a questão: Reflexões sobre a ditadura civil-militar e a comissão nacional da verdade”. Universidade FEEVALE, 2013.

 

FONSECA FILHO, Cléuzio. História da computação [recurso eletrônico]: O Caminho do Pensamento e da Tecnologia. – Porto Alegre: EDIPUCRS, 2007.

SOUZA, Maria Gerlane de. O uso da internet como ferramenta pedagógica para os professores do ensino fundamental. 2013. 59f. Monografia (Graduação em Licenciatura em Informática). Universidade Aberta do Brasil e Universidade Estadual do Ceará, Tauá-CE, 2013.

 

 

* Graduando em Licenciatura Plena em História pela Universidade Vale do Acaraú – UVA, Especialista em História da Amazônia pelo Instituto Brasileiro de Pós-graduação e Extensão-IBPEX, Graduando em Licenciatura Plena em Matemática pela Universidade Federal do Amapá-UNIFAP. <ney.v.m@bol.com.br>.

** Orientadora do Curso de Especialização em Midias em Educação da Universidade Federal do Amapá-UNIFAP, Especialista em Ciências da Educação e Mídias na Educação.

Post Author: partes