As telefonistas

AS TELEFONISTAS

Las Chicas Del Cable (Espanha – 2017)

Nair Lúcia de Britto

 

A série espanhola As Telefonistas criada por Gema R. Neire, Ramón Campos e Tereza Fernandes Valdéz está sendo um sucesso. A primeira série estreou em abril de 2017 e, em dezembro, foi lançada a segunda. Quem assistiu e gostou está ansioso pela terceira série que já está sendo prometida pela Netflix.

Sem dúvida a trama é muito envolvente e traçada com muita inteligência pelos seus criadores, pois aguça a curiosidade do espectador para o que vai acontecer no capítulo seguinte.

Embora tenha uma aparência materialista ao tratar sobre sexo, poder e dinheiro; no fundo, trata-se de uma obra espiritualista porque aborda sentimentos puros e profundos como solidariedade, amizade, amor, responsabilidade. Conscientiza sobre o fato de que a solução de problemas nunca se resolvem com uma atitude errada.  Como por exemplo mentindo, enganando ou se acovardando.

Fala de ética, julgamentos injustos, vários problemas sociais e preconceitos característicos do ano de 1928, época em que ocorre os acontecimentos, e que na verdade se arrastam até hoje.

Tem também seu lado histórico de grande valia para a Cultura quando mostra a posição da mulher na sociedade, o casamento, os trajes e a tecnologia da época.

O texto refinado, e com uma dicção primorosa, conduz à uma tradução igualmente rica. Ou seja: com o esmero que o nosso rico idioma merece.

Enfim, a série tem muitos temperos interessantes dos quais vale a pena degustar.     

 

 

 

Nair Lúcia é poeta, jornalista, escritora e colaboradora da Revista Partes

Post Author: partes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *