Comunicação

Comunicação estratégica nas organizações

Por Gilberto da Silva Apresentação Vivemos na chamada sociedade do conhecimento e da informação com cenários de grandes transformações, em um mundo globalizado onde as práticas de gestão das organizações são dinâmicas e demandam uma prática comunicacional coerente e sem contradições, capaz de analisar os fenômenos e orientar e formar as pessoas com a finalidade de melhorar o desempenho de cada um e do grupo.  Na sociedade contemporânea nada é estável, tudo flui, assim, é obrigatória a revisão constante dos fluxos informacionais e comunicacionais, atribuindo sentido estratégico à comunicação, para ir além do plano tático e técnico e consolidar a contribuição efetiva para a gestão eficaz dos negócios corporativos.  A comunicação nas corporações precisa ser efetuada por uma equipe...
Continue a Leitura »
Crônicas

A última visita a um futuro ex-amigo

Por Gilberto da Silva   “De todos os bens que a sabedoria proporciona para produzir a felicidade por toda a vida, o maior, sem comparação, é a amizade.” (Epicuro)   Chato, assim pensei. Não imaginava que seria assim, ou tinha dúvidas? Fazia um bom tempo que estávamos sem falar e ou trocar telefonemas. Sujeito recatado e desconfiado com as novas mídias, impossível encontrá-lo postando pensamentos ou bricolando frases nas redes sociais. O cara, lá pelos idos passados, tinha sido minha referência em assuntos pautados por política, filosofia e causos da vida cotidiana. Referência que eu tentei até – em vão – copiar, mas minha competência para este tipo de colagem não era das melhores e dei com os burros...
Continue a Leitura »

Operário

Por Gilberto da Silva Poderia ser um operário um operário simples um simples operário. Poderia, assim, construindo e destruindo plantando e replantando ser apenas um operário. Mas nada foi assim engendrado sonhou ser mais e mais e um futuro nunca encontrado. Poderia, assim, singelamente  viver sem filosofias baratas, meditando num bar apenas as coisas vãs. Ora, por sonhais além dos campos ilusões, desejos mundanos, além dos muros que erguestes tão sofridamente. Operarias sempre reto e contínuo numa felicidade mínima mas feliz. Devias ter desejado o pouco escolhido menos e amado feito louco. Teria uma vida breve um sono leve e seria amado mais....
Continue a Leitura »

O desmatamento

Por Gilberto da Silva O desmatamento se constitui na retirada de grandes extensões de florestas e matas com o objetivo de obter lenha para ser usada como combustível (metade das árvores cortadas no mundo é usada como combustível) ou madeira para a construção além de abrir espaço para a criação de gado e para a agricultura. O desmatamento provoca a erosão do solo e a perda de sua cobertura vegetal. O solo empobrece. A falta da vegetação implica na extinção de animais do ecossistema.  As conseqüências do desmatamento implica na diminuição da biodiversidade; na diminuição da produção de oxigênio favorecendo a  erosão do solo a formação de desertos e o efeito estufa.  O desmatamento é o um dos fatores...
Continue a Leitura »

Os Biomas brasileiros

Por Gilberto da Silva   Capítulo VI -  Do Meio Ambiente da Constituição brasileira § 4º – A Floresta Amazônica brasileira, a Mata Atlântica, a Serra do Mar, o Pantanal Mato-Grossense e a Zona Costeira são patrimônio nacional, e sua utilização far-se-á, na forma da lei, dentro de condições que assegurem a preservação do meio ambiente, inclusive quanto ao uso dos recursos naturais.     Biomas Bioma é o nome dado a uma comunidade biológica muito extensa, caracterizada por um tipo bem definido de vegetação que é determinado pelo clima, ou seja, fauna e flora e suas interações entre si e com o ambiente físico: solo, água e ar, portanto, formado por todos os seres vivos de uma determinada...
Continue a Leitura »
Cultura

Canção carcerária

Por Gilberto da Silva (ao poeta Alex Pollari) Um dia o poeta amanheceu surdo, mas, tinha voz, vida. Um dia o poeta amanheceu mudo. Noutro dia cego. Um dia o poeta amanheceu morto. Mas solto qual ave pelos corredores. E todo mundo ouviu poeta e todo mundo falou poeta e todo mundo viu poeta. Seus versos voavam entre celas e todos sentiram-se juntos como ave em revoada matutina. Havia um sol aberto ao mundo Tudo era poesia da noite ao meio dia, assim como sonhava o poeta encarcerado....
Continue a Leitura »
Gilberto da Silva

Ecologia, Ecologismo e Ambientalismo

Por Gilberto da Silva   Esse conceito de meio ambiente que hoje faz parte de nosso senso comum ─ou pelo menos alguns de seus pressupostos ─ nasceu na ecologia; mais exatamente, (em primeiro lugar) nas ciências a partir das quais se pode construir uma história da ecologia (…) Que existe um meio ambiente no sentido que damos à expressão ─ no sentido de certa forma “ecológico”, pois num sentido geral existe “meio ambiente”, isto é, evidentemente sempre existiu o que está à volta de algo ─ não significa que por si só esse meio ambiente seja algo destrutível. (TREPL,1998:330)   Ecologia é a ciência que estuda as relações entre os seres vivos e o meio ambiente que eles vivem....
Continue a Leitura »
Comunicação

A Comunicação, por ela mesma

Por Gilberto da Silva* A PAULUS lança O rosto e a máquina: O fenômeno da comunicação visto pelos ângulos humano, medial e tecnológico, de Ciro Marcondes Filho que busca formatar uma Teoria da Comunicação livre dos “vícios” da Sociologia, da Filosofia, da Antropologia ou da Ciência Política. Assim como vários estudiosos da área, Ciro que  professor da USP, deseja uma Nova Teoria da Comunicação feita e discutida no ‘campo’ próprio da Ciência – um saber específico, uma área de conhecimento específica – e não nas chamadas Ciências Aplicadas. Segundo Ciro, “nas antigas formas, ao se estudar a comunicação, fazia-se sociologia, ciência política, estudos antropológicos, todos eles muito importantes e necessários, mas não comunicação propriamente dita”. Este rótulo  é usado nas...
Continue a Leitura »
comportamento

Rodando na Roda da Fortuna com 1 de Ouros e sem nada no bolso

  Por Gilberto da Silva O tempo passou e meu amigo ficou no muro vendo a passeata passar. Da janelinha, com bandeirinha na mão, percebeu que as mudanças ocorrem e a verdadeira liberdade é a maneira como lidamos com os acontecimentos do destino. E o destino, se não é traiçoeiro, não é fiel. Não fique pensando em como traçar o destino, ele já  está desenhado e pronto para ilustrar historias em quadrinhos. O destino é um pouco heracliano: o rio é o mesmo, mas as águas… Meu amigo, não fique se lamentando e culpando tudo a sua volta, ao seu lado e também longe de você. Pare de resmungar. Tire esta cara feia, retrato mal feito de máscara de...
Continue a Leitura »
Gilberto da Silva

Marx e a natureza: O método materialista histórico e dialético em questão

Por Gilberto da Silva   O marxismo apesar de ser uma rica fonte metodológica para os assuntos ambientais, é acusado por uma parte dos autores ambientalistas de ser uma teoria e uma filosofia que não contribui para estas questões. Acusam o marxismo de ser antropocêntrico e produtivista.     Marx e Engels trataram, à sua forma e época, de aspectos inerentes à relação do homem com a natureza. Marx foi impactado pelo trabalho de Darwin. Segundo Santos (1996:58), nos Manuscritos, Marx se referia à natureza “como o corpo inorgânico do homem, lugar das trocas recíprocas das quais a sociedade retira os meios de sua reprodução”. É o trabalho que produz esta diferença. Marx, segundo Foster, usou o conceito de...
Continue a Leitura »
Cultura

De quem falo?

 Por Gilberto da Silva   Extraio de ti a figura do escárnio e                           desprezo: a figura nítida da mentira, das poucas verdades.   De ti sairás misérias e bolsões de autoflagelamento.   Teu corpo salga e não aborreço-me. Extraio o sal grosso que encobre tua pele.   Em tempos difíceis    quem poderá  cantar?    quem poderá  viver? e ver o supra sumo da odiosidade burguesa, o clip mentira da modernidade, a falsa moral proletária.   De quem falo ? Da geografia do corpo flácido. Da física da nossa energia. Da história das nossas estórias. Da química dos nossos venenos. E da rima com o mar do clima gera nosso mal-estar De nunca estar nesse mar Desse tempo...
Continue a Leitura »
Cultura

A escravidão além da cor

Resenha do livro As cores da escravidão, de Ieda de Oliveira Por Gilberto da Silva Não sei o que aconteceu. Mas antes de chegar ao término da leitura fui tomado pelo choro, pelas lágrimas que teimavam cair dos olhos. Uma angústia, uma sofreguidão insuportável. Parei, respirei….  Pensei: seria alguma alma antepassada fazendo-se presente no meu corpo?  Reminiscências de um passado que pouco conheço devido à insuficiência de dados familiares, e sempre cobrado pelo meu filho? Seria meu pai descendente de angolanos? Recomposto, li a página 92, sobre o processo de criação da obra. Ali, escrito e dito o manifesto, o sentimento da autora ao pisar no solo em que saíram seus antepassados. As dores do mundo… A escravidão de...
Continue a Leitura »
Gilberto da Silva

Passos

  Por Gilberto da Silva Versos versus poemas contra: desencontro canto de coração. Passos, passos que daremos em qualquer dia gerando olhares na multidão.   Passos. Quando nossas bocas se afastam. Passos, após o encontro, levar-te a sério numa revista em quadrinhos.   Passos,  passos como uma vertente dos nossos dias que daremos no fim da jornada que queremos e não podemos.   Passos quantos passos querendo voltar e não podendo.   Passos que nossos versos versus se atracam. Que nossas bocas ditam o basta.   Passos que se interligam em pequenos poemas, sem nexo, ou com sexo no fim dos passos que nossas relações passadas se convertam em versos.   Nossa inconstância de querer esperança dialética Versos passos...
Continue a Leitura »
comportamento

Quando o apego é demais

Resenha do livro  Stalking – A história real de uma perseguição amorosa, de Flávio Braga, lançamento da editora nVersos   Por Gilberto da Silva Terminei a leitura do livro acreditando que o Edu é um vacilão. O meia idade que se apaixona por uma jovem de 16 anos e acaba vítima da sua sogra gostosa era, até eu receber o livro, uma fantasia deliciosa. Mas eis que antes de iniciar a leitura li sobre o caso da mãe que planeja a morte da filha por causa do genro (Ler). Felizmente no caso que veremos não chegaremos a esse extremo. Bem antes de qualquer coisa ficou um vazio na minha cabeça, se Eduardo, arquiteto, solitário, carente, 40 anos, conhecia Tânia,...
Continue a Leitura »
Gilberto da Silva

O homem e a natureza: Uma pequena trajetória da história

    Por Gilberto da Silva A Natureza tem tantas facetas instáveis, imprevisíveis e violentas que o Homem precisa de toda a sua inquisidora inteligência e enorme potencialidade para compreender como melhorar e estabilizar suas caprichosas preciosidades. (WARD, 1973:82)     A concepção de natureza, no decorrer da história, foi influenciada por muitos pensadores sempre revestida de um grande grau de complexidade e exigindo um olhar ampliado para que se pudessem extrair, com maior fidedignidade, os significados presentes.  A história desta concepção, ou o que podemos chamar hoje de história ambiental é a história de vários ciclos da vida e da evolução, das mudanças tecnológicas e das transformações culturais e sociais.     O que hoje entendemos e denominamos...
Continue a Leitura »
Crônicas

Movimentos circulares

Por Gilberto da Silva Estava eu observando o movimento circular uniforme do ventilador posto em cima da mesa. Calor escaldante. A pensar no movimento contínuo da vida. Acabara de voltar de um velório de uma boníssima pessoa, um grande amigo, de gargalhadas fartas, já acima dos oitenta anos e dono de uma livraria de sabedoria. Este sim, um grande observador das probabilidades dos jogos de azar ou sorte, seja em Punta del Leste, seja no Jóquei Clube… Ao observar o movimento circular uniforme do ventilador tive um deslocamento de ideia. Tudo voltou ao contrário, como um filme retrospectivo, que fez refletir luzes onde havia escuridão, massa onde havia o vazio. Cheguei, num átimo, a pensar na honestidade do ser...
Continue a Leitura »
Assédio Moral

Assédio Moral: entre sonhos e pesadelos

Gilberto da Silva “Que trágica ironia! As pessoas da minha instituição que, na pior das hipóteses, deveriam me proteger foram elas as responsáveis com ou sem intenção da minha dor” Página 201.   Obra: Entre sonhos e pesadelos: uma história real de assédio moral Autora: Ednete Franca Passos Oliveira Editora: Gráfica Editora J. Andrade Local: Aracaju, 2005 Preço:s/i Contatos com a autora: ednetefrancaf@bol.com.br publicado em 12/09/2007   Quando recebi o primeiro e-mail da Ednete logo identifiquei uma pessoa angustiada. Mais uma entre centenas de cartas de pessoas desesperadas pela opressão no trabalho. Mas a funcionária pública federal foi muito adiante na sua luta. Como sempre nestes casos não fugi a atendê-la e inclusive transmiti seus questionamentos para a nossa...
Continue a Leitura »

Os tipos revolucionários

Por Gilberto da Silva O Revolucionário Permanente. Ele nunca está contente. Sempre há uma revolução para fazer, para ser completada. Aqueles que impedem estas ações revolucionárias são sempre denominados de reacionários, ou contras. Eles cantam o amanhã, mesmo após acordar com um sério desencanto. Não é preciso apenas mudar o mundo, é preciso mudar o Universo. É preciso muito e sempre e mais. É preciso interpretá-lo, reinventá-lo. Este tipo de revolucionário sempre se denomina um emancipador nato. Para estes a revolução é sempre um processo de mudanças profundas, necessárias e absolutamente importantes. O consenso só é possível se seus pontos de vistas forem absolutamente aceitos. O futuro para estes sempre será melhor, mais acolhedor, mais humano. É sempre preciso...
Continue a Leitura »

Enquanto a inspiração não vem

    No quarto quieto procuro inquieto   alguns versos perdidos,   algumas lembranças,   algum poema.   Enquanto não vem a inspiração  busco na geladeira, frutas, leite, doces, salgados.   Pego-me pela memória e nada.       Procuro na janela, nas pessoas,   nos livros, na televisão. Procuro…     Enquanto ela não vem: penso  analiso e procuro   elaboro e planejo.       Enquanto eu comia banana…     No trabalho que me espera    na vida que me espera…        nas pessoas que me esperam…        No palco da vida na ilusão perdida.        no nada do nada que poeta…      Enquanto não vem a inspiração.    Na sala: música     na rua carros, mulheres.      Enquanto não vem…       Procuro em mim mesmo   dentro...
Continue a Leitura »
Gilberto da Silva

Para viver uma vida integrada

Você já tomou muito antibióticos para combater as infecções? Usa de forma constante analgésico? Faz uma alimentação baseada nos produtos industrializados e na carne? Amigos leiam com cuidado e atenção o livro Terapia Integrativa, de Ilan Segre. Vai gostar ou odiar. Mas com certeza, fará uma reflexão sobre si. No livro Terapia integrativa – Ioga, naturopatia, psicologia e ayurveda, Ilan Segre, partindo da sua própria experiência, mostra saídas possíveis para recuperar e manter a saúde, numa época em que a saúde se tornou uma das maiores preocupações do ser humano. Segre sofreu com broncoespasmos e passou boa parte da infância e da adolescência tomando antibióticos para combater recorrentes infecções. A partir dos 16 anos, começou a sofrer também com...
Continue a Leitura »