spacer

ISSN 1678-8419                                                                                                           

Apresentação
 
Capela da Santa Cruz dos Enforcados
 
Capela de Santa Luzia
 
Catedral da Sé
 
Capela dos Aflitos
 
Igreja da Consolação 
 
Igreja de Nossa Senhora da Boa Morte
 
Igreja da Ordem Terceira de São Francisco 
 
Igreja e Convento da Luz
 
Igreja do Pátio do Colégio
 
Ordem Terceira do Carmo
 
Os Santos e Suas Devoções São Paulo
 
Santo Antonio
 
São Bento
 
Igreja de São Francisco
 
Igreja de Santa Ifigênia
 
Igreja de São Cristóvão
 
Igreja de Nossa Senhora do Rosário...
 
 Agenda
 Artes e Artesanato
 Colunistas
 Humor
 Cultura
 Econotas
 Editorial
 Educação
 Em Questão
 Em Rhede
 Política e Cidadania
 Entrevistas
 Reportagens
 Mirim
 Notícias
 Outras edições
 Poesia e Crônicas
 Reflexão
 Sócio Ambiental
 Terceira Idade
 Terceiro Setor
 Turismo
 
 
 
 
 
 
 
Visitantes
Hit Counter
 
 
 
ESPECIAL - IGREJAS DE SÃO PAULO
 

Igreja de Santa Efigênia

   
Lincoln Secco                                                                  
 
Das mais antigas freguesias de São Paulo é a área em que se construiu a velha capela em adoração a Santa Ifigênia, durante o século XVII.

Popular entre todos. Popular entre os negros. Santa Ifigênia era umaprincesa de Noba, parte da antiga Etiópia. Foi convertida por São Mateus,martirizado pelo rei. Ao lado havia o reino da Abissínia, liderado por Elesbão, cristianizado e depois canonizado. Daí a origem da devoção conjunta aos dois santos: Ifigênia e Elesbão.

Foi em 1794 que a Igreja de Nossa Senhora da Conceição foi chamada de Santa Ifigênia. Porque passou ao poder da Irmandade de Santa Ifigênia e Santo Elesbão, para negros alforriados. Data também desse ano a reconstrução da ermida.

A Igreja tinha seu cemitério contíguo. Tudo foi devorado pelo tempo e pelo progresso. A própria igreja, de estilo colonial tão bonito e pequenino, foi demolida em 1905 e reerguida em 1912. Templo de estilo gótico. Espremido entre prédios. Defronte à ladeira do Seminário e ao Viaduto Santa Ifigênia.

Desde 1938 a Igreja está sob os auspícios da Congregação do Santíssimo Sacramento, fundada em Paris (1858) pelo padre Pierre Julien Eymard (1811- 1868). Santo homem, canonizado em 1962 pelo grande papa João XXIII.

Desde 1958 é a “Basílica do Santíssimo Sacramento”. A vida e o apostolado dos padres dessa Congregação fundam-se no “insondável mistério da eucaristia”, como diria Norman Pelletier, SSS (Amanhã será tarde demais: pequena vida de Pedro Julião Eymard).

A atual igreja é muito freqüentada, principalmente no dia 22 de setembro, dia da santa. Ela perdeu aquele seu jeito colonial. É, hoje, grandiosa e repleta das imagens mais belas. Mas sabe ser humilde. E assistir aos que não têm mais nada, senão a fé. E como a Santa Ifigênia protege a todos contra incêndios, tornou-se também defensora da moradia. E dos que desejam conquistar uma casinha para si e para sua família. Lá encontram guarida os movimentos de sem teto do centro da cidade.

Nos tempos do Padre Paulo Gozzi, SSS, quando a visitei, conheci seu cimo e a pequena biblioteca. Ao voltar pude conversar com o mais assíduo freqüentador daquela igreja. O Sr. Sebastião Gomes, que há 40 anos é devoto da Santa Ifigênia, e que já havia visto em algumas missas dominicais. Tanta devoção fez-me sentir que esta é uma das poucas igrejas que toca diretamente o coração.

Endereço: Rua Santa Ifigênia, 30 – 01207-010 – Sta. Efigênia – SP Tel.: 229-6706 - Fax: 229-4066

Site: www.igrejasantaifigenia.com.br

Horários de Missas:
2ª feira a 6ª feira: às 12:30 e às 18:30
Sábado: às 18:00h
Domingo: às 09:00h, às 11:00h e às 18:00h
Atendimento de Confissões:

De 2ª feira a 6ª feira: das 14:00h às 17:30h
Preparação para o Batismo: 01/02, 04/04, 06/06, 01/08, 03/10 e 05/12
Celebração do Batismo: 08/02, 11/04, 13/06, 08/08, 17/10 e 12/12

 

spacer
::Uma foto::
 
::anuncie::

Saiba como anunciar no site clicando aqui.


   ::participe::
 Cartas
 Blog
 Fale Conosco
 
 

::outros textos::

Pescaria na Periferia -alegria matinal-
por
Julio Paupitz 

Como era o nome dele?
Tamar Levi

Aldeia de Carapicuíba
 Por José Afonso de Oliveira

Renovar a face da Terra
 Por Paulo de Abreu Lima

O Santuário do Caraça
Por José Afonso de Oliveira

O Auto da Compadecida

::apoiadores::






© copyright Revista P@rtes 2000-2007
Editor: Gilberto da Silva (Mtb 16.278)
São Paulo - Brasil
spacer