Cidadania

Faça acontecer por todas nós: nem uma a menos

Digite no Google as palavras “engenheira mulher”. Há as seguintes sugestões de pesquisa: “motivos para namorar uma engenheira”; “engenheira civil feminina”, “engenheiras famosas”, “engenheira civil como se vestir”, “como uma engenheira deve se vestir”. Agora, se digitarmos apenas a palavra “engenheiro”, iremos verificar as seguintes menções “tipos de engenheiro”; “profissão engenheiro”, “engenheiro salário”, “engenheiro o que faz”. E qual a diferença entre uma pesquisa na internet e a realidade? Nenhuma. Uma mulher engenheira é questionada pela sua aparência e pelo seu gênero, e não por sua competência e capacidade técnica. Pensamento este fruto da sociedade machista que questiona, invisibiliza, objetifica e inferioriza a mulher e o seu trabalho. Por Simone Baía A engenharia é uma área predominantemente formada por...
Continue a Leitura »
Crônicas

A outra face de um ídolo – parte 1

A OUTRA FACE DE UM ÍDOLO – PARTE 1 Margarete Hülsendeger Não é bom tocar nos ídolos; o dourado pode sair nas nossas mãos. Gustave Flaubert Não conheço ninguém que não tenha, em algum momento da vida, experimentado o amor sem reservas que só um ídolo é capaz de despertar. Há os que veneram atores e atrizes, outros preferem astros de rock e há aqueles que adoram escritores e pintores. A verdade é que não faltam homens e mulheres fascinantes no mundo e, portanto, heróis e heroínas com os quais podemos nos identificar. Eu, é claro, não sou uma exceção. Apaixonei-me perdidamente inúmeras vezes, sempre por seres inalcançáveis. A consequência desses amores de mão única é óbvia: sofri como...
Continue a Leitura »
comportamentos

Em tempos de pós-verdade

Em tempos de pós-verdade Gilda E. Kluppel Eleita, ano passado, a “Palavra do Ano” pelo Dicionário Oxford, pós-verdade converte-se numa palavra síntese para expressar, segundo o dicionário inglês, que “apelos à emoção e à crença pessoal” possuem maior relevância para formar opiniões do que fatos objetivos. Esse termo ainda não consta em dicionários da língua portuguesa, contudo se torna frequente o uso em muitas publicações. Uma expressão que soa de modo menos rude para a velha e conhecida mentira, cantada por Erasmo Carlos. Muitos devem se lembrar da música “Pega na Mentira”, agora é a vez de “pegar na pós-verdade”. A verdade não tem mais significância? Em inúmeros casos parece que não. A verdade fragmentada e colocada de lado,...
Continue a Leitura »
comportamento

Por que ser feliz apenas no carnaval?

Por que ser feliz apenas no carnaval? *Por Elaine Ribeiro Carnaval: tempo de diversão, de folia, e para muitos, dias de extravasar e de colocar todas suas energias nestes 4 ou 5 dias de comemorações. Muitos preparam-se o ano todo para o Carnaval. Roupas, viagens, blocos carnavalescos e todo o aparato do marketing que leva o consumo para esta época do ano. É uma festa tradicional, que movimenta milhões em recursos para a economia do Brasil. Para tantos outros, tempo apenas para descansar e de buscar totalmente o contrário do que muitos desejam: a tranquilidade. Vivemos um tempo onde tudo sugere uma urgência e uma necessidade de exposição e intensidade. As redes sociais estão aí e como uma vitrine,...
Continue a Leitura »
Cultura

Quantos mistérios cabem no negro olhar teu

Quantos mistérios cabem no negro olhar teu Para Vanessa Martins DA Maia Quantos mistérios… Cabem no magnânimo… No negro olhar teu? O que tu escondes? No cair da negra noite! E todos foram dormir tranquilamente. *** Amanheceu um novo dia É hora de ganhar as ruas Experimentar a luz do dia Minha querida divinal musa *** Mas quantos mistérios… Podem caber… No negro olhar teu? Por quantos tortuosos caminhos… Percorresses até chegar até aqui? *** Quantos mistérios podem caber… No magnânimo olhos teu? Samuel da Costa é poeta em Itajaí Compartilhe esse texto...
Continue a Leitura »
Coaching

A cada cinco pessoas, uma está em depressão

Os números são alarmantes relacionados à essa patologia mas existe uma boa alternativa de tratamento contra depressão Segundo uma pesquisa desenvolvida pela Organização Mundial de Saúde, 350 milhões de pessoas no planeta sofrem de um quadro depressivo e o Brasil é considerado o país com a maior taxa de depressão no mundo, com 10,4% da população afetada. Além disso, nos países que estão em conflito ou em situações de emergência, a OMS estima que um em cada cinco pessoas é afetada pela depressão e pela ansiedade. A organização ainda afirma, que a cada 40 segundos uma pessoa morre por suicídio no mundo. Pouco se fala sobre essa doença séria, que atinge 25% da população das classes C e D...
Continue a Leitura »
Notícias

Paraquedista salta da Basílica de Aparecida do Norte em parceria com Escola de Samba

CARNAVAL – Paraquedista salta da Basílica de Aparecida do Norte em parceria com Escola de Samba Video mostra salto da Equipe GZERO, que já havia saltado do Edifício Itália e repetiu o feito no maior templo católico do Brasil A equipe de paraquedistas GZERO, composta por Arthur Zanella, Thiago Negão e Pietro Carmona, realizou mais uma façanha nos ares. Após saltarem do topo de Edifício Itália – o segundo maior prédio de São Paulo – eles fizeram mais um salto de Base Jump, do alto da Basílica de Aparecida do Norte, no Interior de SP. O salto da GZERO foi autorizado pela administração da Catedral, que exigiu que o grupo seguisse todas as regras de segurança para realização do...
Continue a Leitura »
ambientalistas

Os animais e a cultura imaterial

Os animais e a cultura imaterial Fernando Protti Bueno Recentemente o Senado aprovou a PEC 50/2016, a ‘PEC da Vaquejada’, que estabelece que as práticas que envolvem o uso de animais não serão consideradas maus tratos, desde que por força de lei, haja o título de patrimônio cultural a estas. Isso porque em novembro de 2016, o Congresso aprovou a lei 13.364, que “eleva o rodeio, a vaquejada, bem como as respectivas expressões artístico-culturais, à condição de manifestação cultural nacional de patrimônio cultural imaterial”. Dessa forma, conseguiram pelos meios jurídico-institucionais atender a Constituição Federal quanto ao direito à valorização cultural e à realização de manifestações culturais (art. 215), ao mesmo tempo em que não submete os animais à crueldade...
Continue a Leitura »
Cultura

Jolie e o relógio

JOLIE E O RELÓGIO Nair Lúcia de Britto O relógio faz Tic-tac Tac-tic O destino do relógio É trabalhar sem parar… Mas  a gata Jolie Não está nem aí… Pro tempo que passa Só dá o ar da sua graça…   Anda ponteiro, anda Marca os segundos Os minutos, as horas… Trabalha sem descansar Canta sua canção e ninar Tic-tac Tac-tic Enquanto eu durmo… Meu soninho é bom! E quem diz que eu… Quero acordar?! Compartilhe esse texto...
Continue a Leitura »
Alimentação

Comer insetos é uma boa alternativa alimentar

José Carlos de Oliveira, mais conhecido como Casé Oliveira é biólogo, militante ambientalista, conselheiro ambiental do Cades Ipiranga – Conselho de Meio Ambiente e Desenvolvimento Ambiental da região do Ipiranga, na cidade de São Paulo. Casé Oliveira é membro da ASBRACI – Associação Brasileira dos Criadores de Insetos e é um entusiasta da utilização de algumas espécies de insetos para o consumo alimentar humano. O consumo de insetos é muito comum em alguns países asiáticos, mas na nossa terra a luta para transformar a cultura gastronômica é uma tarefa difícil, porém o nosso entrevistado acredita que somente por esta via poderemos enfrentar o grande desafio do planeta que não teria condições ambientais de sustentar um aumento da pecuária tradicional...
Continue a Leitura »
Cultura

Imigrantes ucranianos em Prudentópolis e as contribuições socioculturais no rito natalino

IMIGRANTES UCRANIANOS EM PRUDENTÓPOLIS E AS CONTRIBIÇÕES SOCIOCULTURAIS NO RITO NATALINO Solange Franciele Mageroski* Resumo: O estudo busca recuperar os principais aspectos culturais do rito natalino ucraniano em Prudentópolis – PR. A história de ocupação do município se dá com a vinda de imigrantes ucranianos no ano de 1896, compondo assim a maior colônia de imigrantes ucranianos no território brasileiro.  Os imigrantes ucranianos trouxeram consigo os costumes, as tradições a religiosidade de seu país de origem e reproduziram em sua nova vivenda. Assim as tradições, os costumes nas festas religiosas ucranianas, são marcadas de significados e simbolismos, alguns remontem o período pré-cristão. Dessa forma, o objetivo do trabalho é apresentar informações sobre a multiplicidade de simbolismos praticados no período...
Continue a Leitura »
Turismo

Turismo sustentável: uma equação difícil de ser fechada

Turismo sustentável: uma equação difícil de ser fechada     Fábio Luciano Violin A Organização das Nações Unidas declarou que 2017 é o ano Internacional do Turismo Sustentável, mas, o que isso significa? Por quais motivos essa temática é importante? O que é Turismo Sustentável? O planeta tem aproximadamente sete bilhões de pessoas e dessas cerca de um bilhão realiza viagens. Porém, o turismo não se encontra apenas nas viagens, a profissão de turismólogo engloba também o setor de eventos, meios de hospedagem, agenciamento de viagens, alimentos e bebidas, transporte aéreo, marítimos, ferroviário e rodoviário, ecoturismo, mercadologia e estratégias públicas e privadas além das áreas de preservação de espaços naturais tais como parques, reservas ecológicas, patrimônio material e imaterial entre outras...
Continue a Leitura »
Cultura

Banda Sinfônica do Estado de São Paulo – um epitáfio

BANDA SINFÔNICA DO ESTADO DE SÃO PAULO – UM EPITÁFIO    Por Antoine Kolokathis, diretor da Direção Cultura Assim como Carlos Gomes, maior compositor lírico das Américas, inúmeros músicos brasileiros atualmente espalhados pelo mundo como integrantes de grandes orquestras iniciaram seu aprendizado – e apreciação – musical por meio das bandas. Até o advento tecnológico da gravação musical a execução dessa arte era exclusivamente ao vivo. No Brasil Império formavam-se bandas nas cidades, vilas e fazendas. Em Campinas, Maneco Músico, pai de Carlos Gomes, era mestre de capela e tocava obras de mestres europeus, assim como músicas brasileiras populares e também sacras com sua orquestra-banda. Assim seu filho Tonico aprendeu a tocar vários instrumentos desde a infância e viria...
Continue a Leitura »
ambientalistas

Engajamento social contribui com a manutenção da biodiversidade

* por Daniel Sabará Um dos países com a maior riqueza em biodiversidade do mundo, o Brasil abriga, ao lado de outras 16 nações, 70% das espécies existentes. No entanto, ao falar desse tema, uma questão que merece destaque é o engajamento da sociedade com ações relacionadas à preservação do meio ambiente. Ao avaliar o cenário atual, por exemplo, podemos dizer que o país atravessa um momento crítico, pois ainda são registrados índices elevados de desmatamento e muitos utilizam as riquezas naturais de maneira indevida. Uma das soluções para esse problema é a criação de estratégias que ajudem a conscientizar a população, de forma que biodiversidade e sustentabilidade sejam igualmente valorizadas. Afinal, a vida na Terra depende da existência...
Continue a Leitura »
Educação

“A fonte das mulheres”: narrativas e linguagem cinematográfica para a desconstrução do machismo

“A fonte das mulheres”: narrativas e linguagem cinematográfica para a desconstrução do machismo Ramon Bezerra de Souza Jadson Pereira Vieira Kátia Farias Antero³    Resumo: A ideia de “superioridade masculina” se manifesta nas mentalidades das ditas sociedades ocidentais em seus diversos meios estruturais, podendo ser destacado então: âmbito familiar, educacional, econômico, político, social dentre outros, esta “superioridade”, foi instituída historicamente partir de um do que Machado (2000) chama de modelo patriarcal de sociedade. Para quebrar tais ideias precisamos desconstruir os lugares destinados ao que se diz ser masculino e ou feminino dentro de uma perspectiva das relações de gênero para que seja formada uma educação escolar menos misógina e sexista. Neste sentido, objetivamos com este trabalho desenvolver uma...
Continue a Leitura »
Crônicas

Assim deve ser o amor

ASSIM DEVE SER O AMOR Margarete Hülsendeger Talvez entre eu te amo e o amor propriamente dito haja um espaço intransponível. Talvez o tempo que passa. Mas não apenas. Talvez um inevitável desencontro. Essa incoerência. Carola Saavedra Inventário: “descrição detalhada do patrimônio de pessoa falecida, para que se possa proceder à partilha dos bens” ou “levantamento minucioso dos elementos de um todo; rol, lista, relação”. Ausente: “que ou quem se afastou temporariamente do lugar em que habita, que frequenta etc.” ou “que não se envolve, que não tem parte ativa em um relacionamento, em um grupo etc.; distante”. O primeiro, um substantivo, o segundo, um adjetivo, que, se combinados em uma mesma frase, podem gerar uma espécie de paradoxo....
Continue a Leitura »
Educação

A educação infantil e a construção de ambientes

A EDUCAÇÃO INFANTIL E A CONSTRUÇÃO DE AMBIENTES   Nívia Ferreira da Silva Menezes* Fernanda Duarte Araújo Silva** O presente artigo aborda questões referentes à utilização e organização espacial nas instituições de Educação Infantil. Discutimos sobre a importância da desconstrução de paradigmas antagônicos que permeiam o ensino da Educação Infantil na atualidade, propondo assim um projeto que torne realidade à utilização dos “cantinhos pedagógicos”, para que se conceba na organização do espaço a vivência plena da infância. Palavras – chave: Educação infantil. Organização dos Espaços. Infância. Sabemos que devemos entender as necessidades das crianças e transformar os espaços da Educação Infantil em locais aconchegantes, interessantes, criativos e ao mesmo tempo pedagógicos que contribuam com práticas educativas de qualidade. Deve ser...
Continue a Leitura »
Educação

A sala de aula 2.0

Por Ewerson Matos, Diretor de Negócios, Epson do Brasil   Para a geração millenial, as telas são as interfaces do dia a dia. Eles estão acostumados desde muito cedo com a interatividade. É a forma como se engajam com novas informações: seguindo links, avaliando informações complementares, conhecendo através de imagens, gráficos, mapas. No entanto, para essa geração conectada, o quadro negro continua a ocupar uma posição central na sala de aula. Sem interação, essa forma de exposição de conteúdo dispersa a atenção dos estudantes. Com tecnologia e acessibilidade, a informação circula com grande agilidade e chama mais atenção de crianças e adolescentes quando apresentada de formas que comunicam na mesma linguagem de sua geração. O quadro negro foi uma inovação...
Continue a Leitura »

Os desafios da educação do século XXI

Spencer Kagan (*) A educação tem tentado resolver os problemas do século XXI utilizando conceitos do século XX. E isso simplesmente não funciona nem vai funcionar. O problema: o planejamento da aula. Como Einstein sugere, a solução é adotar uma nova consciência. A educação precisa de uma nova perspectiva, de um novo olhar,  de uma mudança de paradigma. À medida que entramos no novo milênio, uma série de fatores está convergindo para fazer o atual trabalho dos professores parecer impossível. Estamos preocupados somente com resultados. Um exemplo é a prova do IDEB.  Obter notas mais altas é uma visão estreita do processo educacional. Nós precisamos desenvolver os alunos em diferentes aspectos. Nossa força de trabalho tornou-se mais global e...
Continue a Leitura »
Colunistas

Enquanto calam a inocência

Enquanto calam a inocência Gilda E. Kluppel Não que seja indiscreta, mas não pude deixar de ouvir, até porque a mulher falava em tom alto, tecendo elogios às duas crianças, que aguardavam a mãe do lado de fora do vestiário de uma loja. Ela dizia para as crianças o quanto eram parecidas com as fotos de seus netos, os quais não via há muito tempo por residirem em outro país. A mãe, que experimentava peças de roupas no vestiário, sai rapidamente com um olhar de censura àquela senhora. Em meio ao desespero, retira-se da loja deixando inúmeras peças de roupas no provador. Crianças não devem falar com estranhos. Entretanto, caso a mulher realmente sensibilizou-se com a semelhança entre as...
Continue a Leitura »