Todas as categorias

O engenheiro que disse não à NASA

Conheça a história de Lucas Fonseca, ex-aluno da USP e coordenador da missão Garatéa-L, que pretende colocar a primeira espaçonave brasileira na órbita da Lua em 2021. Durante o festival de divulgação científica Pint of Science, o público terá a oportunidade de conversar com ele Ele disse “não” a uma vaga de emprego na maior agência espacial do mundo: a NASA. Mas antes que você encontre motivos para a negativa do engenheiro espacial Lucas Fonseca à agência norte-americana, saiba que existe uma ótima explicação: ele só disse “não” porque preferiu participar do que considera “a maior conquista do espaço dos últimos 30 anos”, a missão Rosetta. O projeto da Agência Espacial Europeia enviou uma sonda ao espaço para estudar...
Continue a Leitura »
Notícias

Projeto discute gênero e sexualidade em escolas municipais de São Paulo

O Vira Prevenção tem como objetivo formar e sensibilizar adolescentes e jovens em temáticas relacionadas a gênero, sexualidade e prevenção de HPV e demais doenças sexualmente transmissíveis. O projeto realiza encontros de formação e oficinas de educomunicação em escolas do ensino fundamental da cidade de São Paulo. Esse ano, o Vira Prevenção ocupa as salas de aula da EMEF Irineu Marinho, no bairro Vila Prudente, Zona Leste de São Paulo. As atividades foram incorporadas ao calendário de greve dos professores e ocorrem todas as quintas-feiras até o mês de junho. O diferencial do Vira Prevenção, segundo o educador do projeto Tulio Bucchioni, é apostar na discussão sobre sexualidade e gênero de maneira franca e educativa, incentivando o cuidado de...
Continue a Leitura »
Educação

Educação: por que é dever do Estado?

Educação: por que é dever do Estado? Daniel Medeiros * Na última semana, um pai foi multado em mais de 10 mil libras por levar a filha para a Disneylândia durante o período letivo. Certo, isso aconteceu na Inglaterra e foi manchete nos principais jornais do país. O Estado por lá não perdoa: criou um sistema público de educação às custas dos impostos dos cidadãos, debateu exaustivamente um currículo cujo objetivo principal é formar pessoas capazes de manter o que é importante e mudar o que não atender mais ao conjunto da população, e um pai acha que pode tirar a menina da escola para que ela tenha alguns dias de lazer e diversão? E a comunidade, como fica?...
Continue a Leitura »
Em questão

Febre amarela: problema de saúde pública e ambiental

Febre amarela: problema de saúde pública e ambiental *Por Sérgio Lucena Mendes No final do século XVII, o médico português João Ferreira da Rocha foi enviado a Pernambuco para tratar os doentes da febre amarela e publicou, em 1694, o primeiro tratado sobre a doença. Ele descreveu com precisão os sintomas e sugeriu uma série de tratamentos, alguns duvidosos, é claro, diante da medicina atual. O que já se sabe desde aquela época é que a doença causa febre, calafrios, náuseas, vômito, dores de cabeça e musculares em quem é picado pelo mosquito transmissor e contaminado pelo vírus. A versão mais severa pode levar à hemorragia e morte e, apesar de não existir cura, nós humanos contamos com a...
Continue a Leitura »
política

A vítima comum da Direita e da Esquerda

A vítima comum da Direita e da Esquerda Daniel Medeiros* O final do século XX e essas duas primeiras décadas do século XXI revelaram uma mudança muito expressiva na noção geral sobre o “futuro”. As utopias revolucionárias do fim do XIX e primeiras décadas do XX – tanto comunistas quanto fascistas – imaginavam um lugar e um tempo no qual as sociedades – de classe, no primeiro caso; nacionais, no segundo – viveriam, conjuntamente, uma espécie de “paraíso” na Terra, livres dos infortúnios econômicos e dos inimigos raciais e/ou religiosos. E qual mudança vem se processando? A ascensão de um novo tipo de aspiração de vida, focado no presente e não mais no futuro. Uma aspiração hedonista, alimentada pela...
Continue a Leitura »
Espiritualidade

Justiça divina e justiça terrena

JUSTIÇA DIVINA E JUSTIÇA TERRENA Nair Lúcia de Britto   A Justiça de Deus é diferente da Justiça dos homens; é preciso que se pondere sempre sobre isso. A Justiça da Terra está sempre mudando, mas não consegue nunca ser totalmente justa. Ela muda com o tempo, com a cultura do país. A Justiça de Deus é sempre a mesma, a qualquer tempo e em qualquer parte e é sempre justa porque foi Deus que a fez e Deus é  justo. Para dar um exemplo de Justiça divina, quero lembrar que, quando Jesus esteve aqui na Terra, Ele curava os pobres que humildemente pediam pela Sua ajuda. Mas, segundo a lei dos homens, a cura para os pobres vem...
Continue a Leitura »
Educação

Ensino de Filosofia: princípios e possibilidades metodológicos

  Ensino De Filosofia: Princípios E Possibilidades Metodológicos   Vitória Duarte Wingert Jander Fernandes Martins   RESUMO: Desde o ano de 2008, quando tornou-se obrigatória no currículo do Ensino Médio brasileiro, muito se tem discutido sobre qual o papel da Filosofia em sala de aula e qual metodologia seria a mais apropriada de se utilizar em sala de aula. Nesse artigo buscamos analisar as abordagens históricas e problematizadora, como sendo fundamentais e significativas no processo ensino/aprendizagem de Filosofia. PALAVRAS CHAVES: Filosofia; Ensino; Ensino Médio; Ensino de Filosofia. ABSTRATC: Since the year 2008, when it became mandatory in the Brazilian High School curriculum, much has been discussed about the role of Philosophy in the classroom and which methodology would be...
Continue a Leitura »
Cultura

Poesia em quatro atos

Poesia em quatro atos Marta Morais da Costa* Crianças gostam de jogos verbais que brinquem com sonoridades e ritmos. A atração que exercem sobre os pequenos revela-se nas parlendas, nos trava-línguas e na poesia. O corpo das crianças é demonstração concreta desse prazer. O movimento da dança, o olhar fixo e brilhante, a boca sempre pronta a emitir sons cantarolados e a sorrir expõem claramente o quanto a provocação dos textos poéticos encontra seus interlocutores mais apropriados. A poesia para crianças atende aos mais diferentes objetivos, desde os fins escolares pedagógicos ao mais descompromissado poema lúdico; dos textos cívicos à poesia do cotidiano. Um projeto destinado à formação de leitores de literatura não pode ignorar a edição de obras...
Continue a Leitura »
Em questão

Já falou mal do Brasil hoje?

  *Alvaro Fernando   Falar mal do Brasil virou esporte nacional. Lamentavelmente, é assunto presente em todas as rodas por todos os estados. Mais uma vez, podemos rivalizar com os argentinos, que são experts em falar mal da Argentina. E precisaremos de muito treino para superá-los – mas estamos evoluindo bem. Se olharmos com um pouco de cautela, logo perceberemos que os indianos também falam mal da Índia o tempo todo e, assim como nós, vivem procurando um culpado para tudo de ruim que acontece por lá. Os Italianos adoram “parlare male di”, e, no ano passado, ao participar de um congresso em Denver, nos EUA, nunca ouvi um povo andar tão decepcionado com um país quanto o americano...
Continue a Leitura »
Crônicas

Briga de casal no BBB gera discussão sobre a violência à mulher

BRIGA DE CASAL NO BBB/17  GERA DISCUSSÃO SOBRE A VIOLÊNCIA  À MULHER.  Por nair lucia de britto A briga do casal Marcos e Emilly no Big Brother Brasil deste ano (2017) foi, de certa forma, providencial porque gerou outra discussão sobre uma questão que tem que ser debatida, solucionada e que diz respeito à violência à mulher. O que, inclusive, gerou comentários no programa Encontro com Fátima Bernardes; apresentadora que tem se dedicado a questionar sobre problemas sociais que, se encarados e resolvidos, de vez, redundaria numa convivência social mais educada, mais positiva e mais gratificante para todos nós. Um dos pontos comentado pela Fátima é que a violência à mulher não é apenas física. A violência psicológica também machuca a...
Continue a Leitura »
Todas as categorias

A complexidade da alteridade no século XXI

A complexidade da alteridade no século XXI   Gabriel de Souza Vieira   Resumo: Frente a múltiplas mudanças no cenário mundial econômico, social e cultural, que vem ocorrendo nas duas últimas décadas até a atualidade, este artigo pretende refletir e compreender como esses acontecimentos afetam o comportamento do indivíduo e o modo como as relações de interdependência tem se constituído. Palavras-chave: Alteridade. Falta. Consequência. Décadas. Abstract: In front of multiples changes in the World’s economic, social and cultural scenery, which have been happening in the lasts two decades until actuality, this article aims to reflect and understand how this events affects the behavior of the individual and the way how the relations of interdependence has been constituted. Keywords: Otherness....
Continue a Leitura »
Cultura

Haicai – Uma atitude perante a vida

HAICAI – UMA ATITUDE PERANTE A VIDA Sonia Rodrigues* Convido o leitor a fazer um mergulho na cultura japonesa. A essência do haicai á a percepção do momento presente, buscando na natureza os elementos para a criação individual. Define-se o haicai como um poema de origem japonesa, sem rima, com dezessete sílabas, distribuídas em três versos com, respectivamente cinco, sete e cinco sílabas, contendo uma referência à estação do ano através do kigo – ou palavra da estação. Esta é a forma, apenas. A essência do haicai é contemplativa, manifestando gratidão pela admirável obra de arte que é a vida em todo o planeta, encontrando, no transitório, a essência do eterno. Em outras palavras, as flores da primavera são...
Continue a Leitura »
Em questão

Proposta de plano de saúde do Ministério é grave retrocesso social

Por Elton Fernandes Uma proposta que, teoricamente, pretende viabilizar a criação de um plano de saúde mais acessível à população brasileira foi interposta pelo Ministério da Saúde na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A iniciativa usa como argumento a grave crise que afeta o país que fez com houvesse uma queda de 51 milhões de beneficiários há dois anos para 48,6 milhões atualmente. Neste contexto, o Ministério propõe ações que alegam ser mais viáveis para que a população seja assistida, como o aumento da co-participação fazendo com que o beneficiário participe mais ativamente das decisões que envolvem a sua saúde, recomposição de preços com base em planilhas de custo, que, na prática, teria um plano acessível de contratação...
Continue a Leitura »
Crônicas

A outra face de um ídolo Parte 02

A OUTRA FACE DE UM ÍDOLO – PARTE 2 Margarete Hülsendeger Se meus inimigos pararem de dizer mentiras a meu respeito, eu paro de dizer verdades a respeito deles. Adlai Stevenson “Homens adultos, brilhantes e poderosos traíram seus amigos, mentiram desavergonhadamente para seus inimigos, enunciaram críticas chauvinistas e odiosas, refutaram-se mutuamente”. Esse é o resumo da professora de matemática e historiadora, Lenore Feigenbaum, sobre o “desentendimento” que por anos existiu entre Newton e Leibniz. Um episódio que coloca por terra qualquer ilusão que possamos ainda alimentar sobre a perfeição de nossos ídolos ou heróis. Newton é reconhecido como sendo o autor de algumas das mais importantes leis da Física, ensinadas até dos dias de hoje, em todas as escolas...
Continue a Leitura »
Crônicas

Bêbada de Elegância

Bêbada de Elegância Gilda E. Kluppel Feriadão, bar à beira da praia. O pessoal à vontade bebendo água de coco, suco e cerveja. Algumas cervejas a mais do limite, a fala começa a titubear com o tom da voz cada vez mais alto. Um grito vem de uma mesa no centro do bar: “Eu tenho muita elegança”, a palavra proferida deste modo, não elegância, mas “elegança” reforçando a última sílaba. Todos os olhares se voltam à mesa. Três pessoas, um casal e uma senhora, nitidamente alterada. Logo, vem mais: “eu tenho muita, mas muita elegança”. O homem alerta que já está na hora de ir embora. A mulher se recusa, alega que ainda é cedo para voltar para casa,...
Continue a Leitura »
Cultura

Gosto

GOSTO… Por Nair Lucia de Britto   Gosto… Da Natureza Do mar, na sua esplêndida beleza Dos pássaros vestidos de cores mil Deste céu cor de anil Das estrelas brilhantes Em volta da Lua tranquila e serena Que não combina com as tempestades Gosto do Sol Que nos aquece e ilumina Gosto das árvores imponentes Que embelezam E  refrescam a paisagem… Gosto das plantas que curam E são nosso alento Gosto do vento Da chuva que rega as batatas Gosto do ar puro Que limpa os pulmões Gosto dos animais sinceros Gosto de um Amor verdadeiro De uma Amizade perpétua… Gosto de ti, gosto de mim Gosto de tudo que na sua essência Marca a presença de Deus! Compartilhe...
Continue a Leitura »
Trabalho

Judas, 30 moedas e a febre amarela

Por João Guilherme Vargas Netto Não me decidi nunca sobre o que achava pior, se a traição de Judas ou a baixa remuneração recebida por ele. Esta cogitação me vem à mente com o estardalhaço criado, no sábado passado, pela manchete principal da Folha. Segundo ela, um conjunto restrito de dirigentes sindicais e parlamentares negociava com o Governo o afrouxamento da luta sindical contra suas “deformas” em troca de beneplácitos inalcançáveis sobre os recursos à disposição dos sindicatos. Como acontece nestes casos, depois da denúncia e do escândalo, choveram explicações e desmentidos. Alguns mais inábeis do que espertos, procuraram explicar o inexplicável dizendo aos quatro ventos das redes sociais que negociaram sim, mas não a troca dos direitos dos trabalhadores...
Continue a Leitura »
Educação

A pedagogia de projetos na Educação Infantil

A PEDAGOGIA DE PROJETOS NA EDUCAÇÃO INFANTIL Fernanda Duarte Araújo Silva*     O presente artigo apresenta algumas reflexões teóricas sobre a Pedagogia de Projetos e suas possibilidades de trabalho na Educação Infantil. Essa metodologia surge com o movimento da Escola Nova em várias cidades da Europa e da América do Norte, estendendo-se para países de outros continentes (BARBOSA, 2013). Entre os principais fundadores desse movimento estão Ovide Decroly, Maria Montessori, John Dewey, Célestin Freinet, entre outros que comumente criticaram o modelo tradicional de ensino e sua organização pedagógica. Palavras-chave: Pedagogia de Projetos; Educação Infantil; Educação. A partir de estudos realizados sobre a prática pedagógica na Educação Infantil, compreendemos que devemos construir possibilidades metodológicas para que ocorra um trabalho...
Continue a Leitura »
política

Por que tanta gente se arrisca tanto para viver nos EUA?

POR QUE TANTA GENTE SE ARRISCA TANTO PARA VIVER NOS EUA? em diálogo com o texto de Diego Casagrande (http://www.metrojornal.com.br/m/#/artigo/348881) Por William Jorge Gerab Uma das vantagens econômicas dos países mais desenvolvidos é a de que conseguem puxar para o seu território grande parte das riquezas produzidas nos países sobre os quais mantêm algum contato e/ou controle econômico. Conseguem isso por diversos motivos, dentre os quais as remessas de lucros e royalties das suas empresas nesses países; a chamada “troca desigual” – com a qual conseguem vantagem na balança comercial, pois mercadorias com alto grau de tecnologia têm custos menores (mesmo que se troque mercadorias iguais); as impagáveis dívidas dos países menos desenvolvidos são, talvez, as principais fontes de...
Continue a Leitura »
Cultura

Manuel Bandeira e seu acre sabor poético

Manuel Bandeira e seu acre sabor poético Por Izaura da Silva Cabral Um dos aspectos que caracteriza a criação poética é a presença das figuras de linguagem no poema, que implicam importantes efeitos semânticos, sonoros e contribuem para a construção de sentido. Assim, as palavras dentro de um poema adquirem significados variados, pois já que elas são símbolos linguísticos, podem mudar, como nos diz Saussurre, “o signo linguístico é, pois uma entidade psíquica de duas faces”, representada pelo significado e pelo significante, e os laços que os unem é arbitrário. Segundo Paz, “a linguagem, tocada pela poesia, cessa imediatamente de ser linguagem. Ou seja: conjunto de signos móveis e significantes”, assim palavras podem significar muito mais do que seu...
Continue a Leitura »