Colunistas

O Doutor Mágico

O Doutor Mágico Gilda E. Kluppel Ele não se conforma ao ver brinquedos descartados, por causa de um defeito ou até por saírem da moda. E tudo começou quando observou um vizinho despejando no lixo uma série de brinquedos, que estavam estorvando a casa. Penalizado com a situação, pediu para ficar com todos. Assim, junta e conserta os brinquedos que as crianças não desejam mais. Alguns consideram um passatempo inusitado, em que, muitas vezes, a paciência é colocada à prova. Não é tarefa fácil, recuperar brinquedos com defeitos ou faltando peças. Desenvolveu habilidade para restaurar objetos, usa a criatividade, com pedaços de garrafas de plástico consegue formatar as peças que faltam, entre outras técnicas que desenvolveu. Logo, adquiriu das...
Continue a Leitura »
nair lucia de britto

Gato atropelado em São Vicente

GATO ATROPELADO EM SÃO VICENTE Por Nair Lúcia de Britto No dia 21 de novembro de 2016, quarta-feira, segundo informações de pessoas presentes, um gato de rua dormia sob a roda de um caminhão. Ao dar a partida, o veículo atropelou o bichano. Eu só escutei o grito de dor estridente do animal que sangrava e corri em sua direção. Com a ajuda de testemunhas do ocorrido,  eu o socorri e o levei à Clínica Voturuá, em São Vicente. Lá foi medicado e operado para colocar uma prótese na mandíbula que quebrou e ainda corre o risco de perder a mobilidade de uma das patas, fora os hematomas por todo corpo. Quero agradecer a todas as pessoas que me ajudaram de alguma forma a resolver o problema, principalmente...
Continue a Leitura »
Cultura

Passinho da Viçosa e o Coco de Alagoas

PASSINHO DA VIÇOSA E O COCO DE ALAGOAS Por Olegário Venceslau da Silva “Menina da saia curta,/Saltadeira de riacho,/Te sobe no pé de coco/Pra botar coco pra baixo”. Os sons descompassados dos aboios de velhos trovadores, ritmados em seus versos brejeiros remontam a um pretérito que fogem às lembranças mais ofegantes e não menos vorazes em sua real discrição. O terreiro de chão batido circundado de pálidos arbustos, ressequido ao calor inclemente duma terra que vive seus costumes, arraigada a religiosidade popular, diga-se uma consubstanciação do profano, com o pagode dançado sob a batuta do pandeiro, e o sagrado presente nas cantorias de benditos e encomendações de almas, nas intermináveis noites de vigílias. Pelos íngremes caminhos de uma Viçosa...
Continue a Leitura »
comportamento

Where are you from?

* Alvaro Fernando Todos que já viajaram para fora do Brasil, muito provavelmente, já ouviram a famosa pergunta “Where are you from?”. E também já devem ter percebido que o interlocutor geralmente reage com uma cara boa após ouvir a resposta: Brasil. Depois de viajar para muitos lugares, percebi que isso só ocorre porque todos gostam do nosso país, ao contrário do que dizem  muitos brasileiros (da boca pra fora) – por mais incrível que isso possa parecer; Quanto mais viajo pelo nosso país, me apaixono por ele. Recentemente, fiquei oito dias em uma tribo Huni Kuin, isolada no Acre, mergulhei em seus costumes, conheci a função de cada um e explorei a maneira de como vivem bem. Esse...
Continue a Leitura »
debate ambeintal

Resgatando o Cerrado da extinção

Rafael Loyola* O Brasil e o mundo se preocupam com o desmatamento da Amazônia e o país se comprometeu no Acordo de Paris sobre o clima em zerar o desmatamento ilegal até 2030. Mas, o Cerrado tem taxa de desmatamento 2,5 vezes maior que a Amazônia e pouco se fala sobre isso. Agora, o Governo começa a dar sinais de preocupação com a morte do Cerrado. O Cerrado alimenta grandes rios como o São Francisco, o Amazonas, o Paranaíba e o Araguaia e é conhecido como a caixa d’água do Brasil. A vegetação nativa que se forma ao longo dos rios cumpre papel fundamental na manutenção da qualidade da água, por evitar a erosão e a entrada de terra...
Continue a Leitura »
Cultura

Lançamento da Paulus reflete sobre cidade, cultura e espetáculo

  Por Mara Rovida Ferreira “Quando, nos ambientes acadêmicos ou na mídia, o nome de Guy Debord é mencionado, normalmente ele é associado à expressão “sociedade do espetáculo”, geralmente entendida como o “inevitável domínio da mídia” na contemporaneidade ou o desejo, pretensamente natural, que as pessoas têm de “aparecer”.” Com essas palavras o organizador do livro ‘Cultura, Comunicação e Espetáculo’, Claudio Novaes Pinto Coelho, nos insere nessa obra de assinatura coletiva em que o espaço urbano, o teatro e os movimentos sociais são observados num momento em que as relações sociais estão cada vez mais próximas de uma forma superficial e esvaziada, como pensado por Guy Debord. O livro, editado pela Paulus, é resultado do trabalho que vem sendo...
Continue a Leitura »
Ciências Sociais

A geração das novas mídias

A GERAÇÃO DAS NOVAS MÍDIAS   Paulo Custódio de Oliveira   A dinâmica da vida social precisa ser frequentemente analisada do ponto de vista das mudanças provocadas pela imersão das pessoas na dromosfera, essa realidade tecnológica e informacional cuja velocidade leva as pessoas a um absurdo de “falta de tempo, de compreensão da realidade e de experiências sensíveis”. A rapidez dos eventos imprime novos rumos ao convívio humano. As perguntas, tanto quanto as respostas, são bem interessantes. Como ficará o mundo depois de o termos mergulhado em um número sem precedentes de imagens audiovisuais? Há o temor de que um dia as capacidades cognitivas das máquinas ultrapassem as do ser humano. Isso está registrado em um conjunto vasto de...
Continue a Leitura »
Educação

Boas práticas em educação inovam o aprendizado da língua portuguesa

No universo virtual, onde as mensagens são instantâneas, escrever cartas à mão parece ser um hábito tão remoto e ultrapassado, que fica impossível pensar que a prática pode se tornar uma ferramenta para o aprendizado e aprimoramento do uso da língua portuguesa no ambiente escolar. Tudo começou como uma brincadeira e hoje o projeto “De carta em carta…encontrando caminhos” tem sido aplicado como metodologia de ensino em escolas do interior paulista. A iniciativa tem a assinatura de Meire Cristina Fiuza Canal, educadora e professora de português do Ensino Fundamental. A iniciativa foi reconhecida nacionalmente e apresentada no 4º Seminário Nacional Investigando Práticas em Sala de Aula, promovido pela Editora Positivo, em parceria com a Universidade de Lisboa, em Curitiba...
Continue a Leitura »
Cultura

O amor é o que importa

Pintura de A Ruig – Porto Alegre/RS O AMOR É O QUE IMPORTA Nair Lúcia de Britto Se você tem amor no seu coração Isso é o que importa Traga esse amor para dentro de casa Deixe o ódio do lado de fora… E feche bem a porta!   Compartilhe esse texto...
Continue a Leitura »
Trabalho

Acumulação de forças sem desperdício

João Guilherme Vargas Netto Todos devemos nos empenhar, com espírito unitário, para o sucesso da jornada de manifestações do dia 25 de novembro. Com a ênfase na resistência à quebra de direitos, a mobilização deve servir para a acumulação de forças, tão necessárias nas futuras batalhas. A jornada do dia 25 encerra um ciclo de iniciativas das cúpulas sindicais em que o estímulo predominante foi a busca da unidade de ação das centrais sindicais e do movimento dos trabalhadores. Essas iniciativas resultaram em uma sucessão de atos, paralisações, greves, assembleias e passeatas em que predominaram a preocupação unitária e o esforço de resistência, mas que acolheram também as manifestações político-sindicais dos setores que não aceitaram a legitimidade do novo...
Continue a Leitura »
Ciências Sociais

A cor, a raça e o racismo: um “olhar astronômico” sobre estas questões

A COR, A RAÇA E O RACISMO: UM “OLHAR ASTRONÔMICO” SOBRE ESTAS QUESTÕES   MARTINS, Jander Fernandes WINGERT, Vitória Duarte RESUMO O presente texto busca socializar algumas reflexões sobre a temática “cor”, esta enquanto categoria política, desdobrada das questões mais complexas e profundas que assolam as relações sociais no Brasil desde meados do séc. XX, em especial as tensões e lutas referentes à questão de raça. Para tanto, optou-se por abordar esta temática a partir de um viés distinto da literatura especializada que atualmente debruça-se sobre as discussões de raça, racismo, antirracismo, cor, qual seja, a astronomia. Entendida a questão de cor, no âmbito da Política, lançando mão de perspectivas biologizantes, evidencia-se que, não apenas a Sociologia, Antropologia, História...
Continue a Leitura »
Em questão

Indecência

INDECÊNCIA Nair Lúcia de Britto   Cidades da Baixada Santista estão vivenciando um verdadeiro caos. A população está sem atendimento médico adequado, trabalhadores não recebem salários; calçadas que não são mais calçadas, mas, sim, rampas para entrada de carros e, agora, a abundância de lixo que toma conta dos espaços. Em Cubatão, munícipes revoltados jogaram lixo no meio da rua impedindo a passagem dos carros. A revolta é má conselheira e não resolve nada. Não se conserta um erro com outro erro, principalmente se atinge justamente a população inocente. Muito embora seja uma situação revoltante que, além da falta de serviço à saúde, ainda se instale um ambiente propício às doenças; recomendo à população que minore o grave problema...
Continue a Leitura »
Espiritualidade

Por que tanta maldade?

POR QUE TANTA MALDADE? Nair Lúcia de Britto Há dias em que acordamos desanimados da vida! Quando parece que nada dá certo… quando sofremos injustiças, decepções, frustrações ou algo que, definitivamente, não merecemos. Hoje eu acordei assim…  Por quê? Nos momentos difíceis eu sempre me lembro do meu pai. De poucos amigos,  sério e sempre voltado para assuntos relevantes  como Política e Literatura, por exemplo.  A pessoa mais correta que já conheci na vida. Não era religioso, mas tinha uma ferrenha fé em Deus. Quando sofria alguma injustiça, ele apenas olhava para o céu e conversava com Deus: – Meu Deus, ele dizia,  se eu sou culpado, eu lhe peço que me castigue! Mas se eu estiver inocente, que...
Continue a Leitura »
Trabalho

A quinta coluna

João Guilherme Vargas Netto A expressão vem da Guerra Civil Espanhola quando quatro colunas em armas cercaram os republicanos em Madri e o general franquista que as comandava disse que contava também com uma quinta coluna, dentro de Madri. Era a coluna dos traidores. O movimento sindical dos trabalhadores sofre hoje, como Madri na Guerra Civil, o assédio de quatro poderosas colunas que o atacam. A primeira coluna é o patronato que, amparado na recessão, demite e corta salários. A segunda coluna é o poder executivo que pretende impor limites aos gastos públicos e sociais (incluindo a limitação do salário mínimo) e prepara uma feroz reforma da Previdência Pública. A terceira coluna se agrupa no Congresso Nacional onde proliferam...
Continue a Leitura »
Alimentação

consumo de ovos de galinhas felizes: a produção de alimentos e a proteção animal

Rodrigo Berté, André Pelanda e Augusto da Silveira Atualmente no Brasil, a forma como se produz carne e outros alimentos passa por um processo de uso dos animais domésticos como meras máquinas de produção. De um lado, o frango come ração e do outro sai o ovo, em um verdadeiro confinamento, um cenário repleto de medicamentos e hormônios para evitar doenças e em especial o canibalismo entre as aves. A galinha feliz é aquela que expressa o comportamento natural, ou seja, ciscar, dormir em poleiro, pastar, tomar banho de areia, bater as asas, empoleirar, ter espaço suficiente para se movimentar – o que é impossível em confinamentos com menos de 50 centímetros para cada uma. O bem-estar animal encontra-se...
Continue a Leitura »
Educação

Compartilhar, um verbo que o MEC não conjuga

Rubens F. Passos* Neste início de novo governo, além das reformas estruturais (tributária, trabalhista, previdenciária e fiscal), é necessário consertar de imediato algumas questões pontuais que vinham prejudicando setores prioritários. Uma delas refere-se à Base Nacional Comum Curricular (BNCC), em fase de debate e consultas públicas, e à reforma da estrutura do ensino, em discussão no Ministério da Educação e no Congresso. O primeiro problema é a demora nesse processo, considerando que a precariedade da educação pública é antiga e recorrente. Portanto, estamos muito atrasados na busca das soluções.          Entretanto, o viés mais grave dessa situação diz respeito ao distanciamento dos professores, coordenadores e diretores de escolas. Por mais que se façam audiências públicas e consultas, o Magistério, que conhece...
Continue a Leitura »
Cultura

Roma para sempre e o combate à intolerância religiosa

ROMA PARA SEMPRE e o combate à intolerância religiosa Sayonara Salvioli Uma das funções primordiais da Literatura é interpretar os males de uma época. Ora, um romancista pode e deve ser, além de ficcionista, um tradutor dos grandes problemas de seu tempo. E, mesmo, de outros! Escrever é arte compromissada com um pensamento evolutivo – o ato de criar figuras de ficção, mas tendo por base conceitual personas tão humanas como as carnais, refletindo assim os conflitos do homem em todas as sociedades. No meu caso particular, já publiquei dois romances passados no século XIX e tenho escritos outros bem distantes desta nossa era 2000. Contudo, num romance contemporâneo – como é ROMA PARA SEMPRE –, a ficção me...
Continue a Leitura »
Crônicas

And the winner is…

AND THE WINNER IS… Margarete Hülsendeger O homem pode encontrar significado na vida, curta e perigosa como é, somente através de seu devotamento à sociedade. Albert Einstein Todo o ano a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anuncia os vencedores do Oscar (Academy Awards, no original em inglês) em uma cerimônia/festa transmitida, ao vivo, para quase todo o planeta. A TV cobre desde a chegada dos astros no tapete vermelho até o último sorriso congelado dos perdedores. Para quem gosta é um momento emocionante, pois podemos ver nossos atores e atrizes favoritos recebendo suas merecidas estatuetas folhadas a ouro. Sem o mesmo glamour da entrega do Oscar, todo o ano, no mês de outubro, são também anunciados os ganhadores...
Continue a Leitura »
Trabalho

Nem capitulação, nem aventura!

Um dos resultados da derrota sofrida pelos trabalhadores que amargam a recessão e uma investida sem precedentes contra seus direitos e conquistas, é o aparecimento e circulação de ideias e de práticas de resistência (mais ideias que práticas) que não contribuem para o esforço comum e que, pelo contrário, o desorientam. Refiro-me especialmente às comparações indevidas entre a dinâmica do movimento sindical e as dinâmicas de outros movimentos sociais, como o dos estudantes secundaristas em muitas escolas públicas. Como forma de protesto contra a PEC 241 (agora PEC 55 no Senado) e contra a medida provisória sobre o ensino médio, acontecem de maneira espontânea ocupações de escolas públicas, com grande concentração dos eventos no Paraná. Depois do êxito da...
Continue a Leitura »
Espiritualidade

O dever

O DEVER Nair Lúcia de Britto   O dever é a obrigação moral que devemos ter para conosco e para com o próximo. É a necessidade de refletir sobre as nossas atitudes em todas as situações da vida. Na família, no trabalho, nos nossos relacionamentos; enfim, em toda e qualquer circunstância. Muitas vezes o sentimento do dever se choca com o que pede o nosso coração. Quando esses sentimentos se chocam entre si, devemos então apelar para a razão, como um filho que apela por um conselho para sua mãe. Deus nos deu o livre arbítrio para decidirmos o que nós quisermos fazer, sem pressões; mas nos deu a consciência que nos induz a decidir pelo que  for certo, e...
Continue a Leitura »