A poeta….

A POETA… A poeta é aquela que fala com o coração Em qualquer situação… Com ou sem razão! Ela sai do conforto da sua sala de estar Para ir ao encontro do mar… E, quando olha o céu, Conta as estrelas Sonhando que, algum dia, Estará entre elas… A poeta é aquela pessoa ingênua Que […]

Um doce café frio

Por Gilberto da Silva   Quem me chamou para um café, e não foi? Quem acendeu um pavio e o deixou ao vento morno das manhãs? Coisas do destino. Aquele pó está ficando velho e o cheiro já foi embora. Não há mais pó? Nem água? Ilusões?   Aos poucos, cafés, mensagens, telefonemas e imagens […]

Poesia aos pequenos

POESIA AOS PEQUENOS Nazaré, 02-12-2015 Gilberto Nogueira de Oliveira A rua não é do governo A rua é do menino de rua Garoto traquino e perdido. Perdido da mãe Perdido do pai Perdido do mundo E desobediente ao sistema. Quem vai encarar? Menino da cola Menino da erva Menino entregador de pó. Entregam o pó […]

Avenida Paulista

Avenida Paulista Gilda E. Kluppel   Soberana reina no alto da cidade com entardecer inigualável composto de reflexos e cores de tom cinza azulado. Uma estação de brigadeiro vestida de verde aguarda os visitantes muitos trabalhadores apressados alguns robotizados e turistas deslumbrados. Poesia existe em seus contornos e entornos ou no espaço reservado a casa […]

Ceia de Natal

Ceia de Natal Gilda E. Kluppel A mesa está posta toalha e guardanapos em tons vermelhos para saudar aquele… senhor das barbas brancas ao invés de reis magos somente os convidados. Para seguir outra estrela distante de Belém e que conduz aos excessos ao invés do perfume de mirra o cheiro da comida. Ele, de […]

A cena – poesia singular

A CENA – (POESIA SINGULAR) Nazaré, 10-12-2016 Gilberto Nogueira de Oliveira Você acha que vale a pena Matar bandidos pobres Quando bandidos nobres Estão fazendo a cena? Você acha que vale a cena Da elite traficar No conforto do seu lar Numa calma serena? Você acha que calma serena Desse traste do dinheiro De pousar […]

MIMI – Um amor pra toda vida!

MIMI – Um amor pra toda vida! Nair Lúcia de Britto Na alegria e na tristeza Na saúde e na doença Na fartura ou na pobreza A minha gata siamesa Está sempre do meu lado Com certeza Não se importa Se sou feia ou bonita Se acordei alegre ou ranzinza Tudo ela perdoa! Lembro-me daquele […]

Desejo de tolo

Desejo de Tolo Gilda E. Kluppel Tolos ambicionam o poder, e aos inocentes restam as lágrimas, nem em seus piores pesadelos podem imaginar, as competições repugnantes em palavras imundas. Clausuram sentimentos encerram as amizades, iniciam as parcerias, unem-se aos assemelhados, ocupam os espaços, demarcam territórios e consolidam acordos para abrigar os indesejáveis. Enfileiram as pessoas, […]

As Marias

As Marias   Gilda E. Kluppel   Ela, uma Maria chamada de dom e de magia do qual todas as mulheres têm algo talvez, ligação com poesia.   Resistentes são as flores de nome Maria das “três-marias” que se multiplicam vigorosamente em galhos de arbustos simples e belas também em florzinha chamada de “maria-sem-vergonha” uma […]