Os tipos revolucionários

Os tipos revolucionários Por Gilberto da Silva O Revolucionário Permanente. Ele nunca está contente. Sempre há uma revolução para fazer, para ser completada. Aqueles que impedem estas ações revolucionárias são sempre denominados de reacionários, ou contras. Eles cantam o amanhã, mesmo após acordar com um sério desencanto. Não é preciso apenas mudar o mundo, é […]

Lançamos o PUM!

Gilberto da Silva publicado em 26/06/2008 como www.partes.com.br/colunistas/gilbertosilva/pum.asp    “A mente pura é a mentira pura” Nietzche PUM é um partido revolucionário, devastador, irreverente e coerente com seus princípios norteadores. É um partido fiel aos seus fundamentos. O PUM vem para alastrar seu conteúdo programático para toda a atmosfera planetária. Sim, o PUM é planetário. […]

Concordância

O sujeito é simples um elemento bom, objeto direto de todos os negócios. Não leva o anteposto feito concreto, parado, imóvel, sujeitos resumidos por tudo, nada, ninguém. Unidos ou infinitos a espera de um artigo qualquer, ou simplesmente unidos por nem, ninguém. O coletivo, somente alguns sujeitos, um e outro, nem e outro, concordando ou […]

Uma quase resenha

Gilberto da Silva publicado em 01/05/2008   Começo a mudar meus pensamentos acerca da maturidade de ficar mais velho. Creio exclusive que a maturidade pode ajudar a gente a atingir maiores crianços (Zeh Gustavo)     Obra: A perspectiva do Quase Autor: Zeh GustavoEditora: Artepaubrasil Local: São Paulo, SP, 2008 Preço:s/i Contatos com a editora: […]

Paulo Pobre

Paulo pobre Paulo, pobre, preto Pedreiro, pobre Pedindo pão, pinga Paulo patriota Pagando promessa.   Paulo, pobre, pacato preto, pedreiro Pagando promessa Pedindo pão, pinga.   Paulo pintor parado Ponto pequeno, Proletariado.   Paulo passado Prometendo pagar Preces, pensamento Pular, pecar.   Perdendo poder Patriotismo Perdendo pátria Pronto pra prisão.   Pedindo perdão Perigo, procedente […]

Guerrilheiro

Guerrilheiro Era uma saudação, saudade… Uma imitação, vontade… A exata e humana vontade de lutar. Era apenas um grito, ou uma vontade? Era talvez a extrema coragem perdida num campus E no campo, a enxada, o voto e a coragem retomada, Para tudo, ou quem sabe, para nada. Quem sabe, num canto da história, Num […]

Os velhos

Por Gilberto da Silva A velha canção O velho louco passeando pela avenida. A velha emoção A velha, velha surda nas buzinas. O velho cantor O cantador velho, das velhas cantigas. O velho, velho velando na noite. Velando as velas Velando as velhas O velho louco, pouco e rouco Na emoção das velhas, velhas. Do […]

O dia em que a Cambarense detonou o glorioso Santos

Por Gilberto da Silva 1952, eu ainda não havia nascido, e no dia 18 de maio, na cidade de Cambará, no norte do Paraná, a população amante do futebol pode presenciar um espetáculo que dificilmente veria em outros tempos… O futebol do Paraná encontrava-se em franca expansão para o interior. O CAMA de Monte Alegre […]