A magia de Vila Velha

Ano I – Nº6 – Setembro de 2000

www.partes.com.br/turismo06.html

A magia de Vila Velha

 

José Afonso de Oliveira

A caminho de Foz do Iguaçu, uma paisagem pré-histórica.

Espetáculo úni

co no Brasil, Vila Velha, a 93 km de Curitiba, é uma das grandes atrações turística do Paraná. Ali, numa área de 200 m de comprimento e 600 m de largura, durante milhões de anos a erosão construiu uma espécie de fantasmagórica cidade, com altas torres, muralhas, paredões e estranhas figuras que evocam animais, a proa de um navio ou uma taça.

Não muito longe dali está Lagoa Dourada, único refúgio da fauna aquática da região, e as Furnas ou “Caldeirões do Inferno”, poços circulares com 50m de diâmetros l3m de profundidade e pouco mais de 50 m de água em seu interior.

 

 

 

 

 

As águas mágicas de Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu, o eterno espetáculo das majestosas cataratas, Itaipu, a tecnologia da engenharia nacional na maior obra do gênero em todo mundo.

O Parque Nacional com a fauna e a flora em toda sua exuberância. Marco das três fronteiras. Argentina e Paraguai à vista, com os seus atrativos, comércios e cassinos, são rapidamente atingidos através das pontes sobre os rios Iguaçu e Paraná. Poucos locais oferecem tão variadas e interessantes opções turísticas como Foz do Iguaçu.

No trecho onde o rio Iguaçu, que antes com aproximadamente 4 km de largura, se comprime e, de margem a margem, mede cerca de 100 metros, despencam, num semicírculo que forma estranho e fascinante anfiteatro natural, 275 quedas d’água, algumas delas com quase cem metros de altura, num espetáculo de luz e som que oferece, com todas as molduras de inúmeros arco-íris

O exuberante espetáculo oferece diversos ângulos de observação, em passeios a pé, dos mirantes, numa pequena viagem de barco ou mesmo num voo de helicóptero que revela todos os aspectos da paisagem maravilhosa.

José Afonso de Oliveira é diretor da Afontur –  www.afontur.com.br

Post Author: partes