O que falam sobre a saída de Marina Silva

“Independentemente do motivo, é uma perda grande para o governo e para o país. É uma ministra excelente que conhece bem o funcionamento do ministério e do partido”
José Eduardo Cardozo –
secretário-geral do PT

“O ministério cumpriu sua missão e cumpriu de maneira muito boa. Esse assunto é de foro íntimo da ministra e só ela pode explicar os motivos”
Sibá Machado – senador (PT-AC)
“É um desastre para o governo Lula. Se o governo tinha uma credibilidade mundial na questão ambiental era por causa da ministra Marina”
José Cardoso da Silva – vice-presidente para a América do Sul da Conservação Internacional

“Espero que o próximo ministro não seja tão radical quanto a Marina. Ela era uma barreira para o desenvolvimento econômico do Brasil”
Rui Prado – presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do MT

“As forças mais destrutivas para a Amazônia exigiam a saída dela. O governo Lula deu o Plano Amazônia Sustentável (PAS) na mão do Mangabeira Unger. Isso obviamente foi uma tapa na cara da ministra”
Frank Guggenheim – diretor-executivo do Greenpeace

“Eu desejo, que se for possível, haja uma reconsideração por parte da ministra”
Ideli Salvatti (PT-SC) – líder do partido no Senado

“As propostas que apresentávamos, os problemas como área legal, ela fazia ouvidos moucos. Acredito que o bom senso agora deve prevalecer. O meio ambiente é uma ciência e não deve ser tratado ideologicamente. Ideologia é inimiga do meio ambiente”
Alberto Lupion – agropecuarista e empresário

“Uma pessoa que tem o histórico da senadora Marina e que seja um referencial, inclusive lá fora, perante a comunidade ambientalista do mundo, acho muito difícil encontrar substituto à altura. Tomara que o governo não tenha feito a opção do desenvolvimento em detrimento do meio ambiente”
Jefferson Peres (PDT-AM) – senador

“Ela não estava preocupada com o desenvolvimento do país, não que a questão do meio ambiente não seja importante, é muito importante, mas ela nunca pensou no desenvolvimento sustentável, ela sempre pensou no ‘não’ desenvolvimento”
Glauber Silveira – presidente da Ass. dos Prod. de Soja de MT

Post Author: revistapartes