Órgãos da repressão-carência dos sentidos

Gilberto Nogueira de Oliveira

publicado em 07/12/2010

O povo assiste aos novos (velhos) jornalistas,

Com sua malversação dos fatos,

Enlouquecendo os intelectuais e idiotizando as massas…

(falta de visão) MÃOS ÀS ARMAS.

 

Os capitalistas deturpam a História e impede que o povo

Conheça a luta dos autênticos: Fidel, Bolívar, Che, Zapata.

(falta de audição) MÃOS ÀS ARMAS.

 

Os continentes africano e americano,

Velhas colônias do imperialismo

Passam fome e humilhações,

Desde sempre até agora.

Passou pela II guerra

Que a URSS venceu para os EUA explorar.

(falta de visão) MÃOS ÀS ARMAS.

 

Hoje os esquerdistas são mais inexperientes ainda,

Legalizando as ações da direita nas eleições fraudulentas.

Seria a tal modernidade?

(falta de olfato) MÃOS ÀS ARMAS.

 

Cuidado srs. Políticos de direita e de cuidados

Quando o povo enfurecido pela fome

Começar a fazer sua própria revolução,

Sem líder e sem quartel.

Vão derrubar as ditaduras surdas e sem visão,

Sem tato e sem audição.

Isso porque o povo enfurecido perde o olfato.

Não existe paz sem guerra.

Existem dois mundos dentro do país

Um dos exploradores e outro dos desgraçados.

Exploradores são aqueles que comem,

Desgraçados são aqueles que servem.MÃOS ÀS ARMAS

 

A repressão armada está fora de moda.

Usa-se um cerco econômico e psicológico,

Miserável e covarde

Atingindo em primeiro lugar, as mulheres

Para que não produzam mais crianças

E os homens para que não defendam suas mulheres…

E os negros.MÃOS ÀS ARMAS

 

Os candidatos da repressão surda,

Apoiados pela esquerda cega

Ditam as ordens por quatro anos,

Matando o povo sem paladar.

Depois entra em ação seu excesso de visão

E lhes fornece um mísero pedaço de esperança.

O povo, na sua falta de tato, agradece em forma de voto

Ao arrecadador de suas míseras economias…

Mais uma vez.

(falta de tato) MÃOS ÀS ARMAS

 

Aves de rapina infiltram-se no pano de fundo

Do cenário esquerdista,

Facilitado por organizações desunidas e inchadas. Azar?

Existe isso? Não seria incompetência dos falsos líderes?

Sim. Venderam a alma ao Diabo.

(falta de visão) MÃOS ÀS ARMAS

 

Sindicatos e organizações de esquerda?, lançam jornais,

Boletins, panfletos, para justificar os gastos

Do dinheiro dos associados.

Porque não lançam bombas, balas e granadas?

A justificativa seria dispensável. Nunca mais pediríamos

Uma mísera migalha ao patrão.

(falta de olfato) MÃOS ÀS ARMAS.

 

Ah! Já ia me esquecendo dos puxa-sacos (invenção inglesa

da segunda metade do século XIX na guerra do Paraguai).

Como funciona um puxa-saco? É mais ou menos assim:

O patrão impede que você estude e se forme.

Quando você cresce, ele lhe arranja

Um emprego de salário mínimo,

Para que seu filho também não estude.

Seu filho já é você amanhã…

E você ainda agradece ao fabricante de puxa-sacos…

E se conforma… diz que Deus quem quis assim.

Assunto curioso esse dos puxa-sacos, não é?

Quem sou eu para estudá-lo a fundo?

Só com a ajuda de um psiquiatra.

Falando ainda sobre os puxa-sacos,

São pobres diabos explorados pelos donos do poder.

É só o que ambos sabem fazer.

(falta de visão) MÃOS ÀS ARMAS

 

Inventaram a agiotagem internacional

Como forma mais eficiente de destruir os povos.

(genocídio cego, surdo e mudo)

Os corruptos se deliciam tomando dinheiro

Na mão dos seus senhores,

E o povo paga a conta com a vida

E com sua falta de visão, audição, paladar, olfato e tato.

(falta de todos os órgãos dos sentidos) MÃOS ÀS ARMAS

 

Cristo foi o primeiro comunista.

Quem será o segundo Marx do terceiro milênio,

Para derrubar a ditadura moderna

Da agiotagem internacional?

 

Revolucionários de todo o mundo!

VEJAM, OUÇAM, PROVEM, CHEIREM E PEGUEM…

DESCUBRAM…só se conquista a paz

Fazendo guerra aos que não querem paz.

Vamos educar nossas crianças?

Gilberto Oliveira é escritor
CRONOLOGIA
1953- nasce em 26 de agosto em Nazaré-Ba
1968- ingressa no Partido Comunista, na ilegalidade e começa sua carreira literária com poesias e o romance A Vingança dos Irracionais.
1971- escreve Revolta e algumas poesias
1973- escreve Alem da Miséria e poesias
1974-escreve o Santo Demônio e poesias
1976- muda-se para Belo Horizonte-Mg e escreve poesias
1977- escreve Esses Heróis Camponeses, Os Dois Pólos Antagônicos e poesias
1978- muda-se para Salvador-Ba
1979- escreve poesias
1980- muda-se para Nazaré-Ba, sua terra natal
1986- escreve poesias
1988- escreve poesias
1989- escreve poesias
1990- escreve poesias
1994- escreve poesias
1995- escreve, O Sistema e poesias
1998- escreve Neoliberalismo no Céu e poesias
1999- escreve Império e mais dois livros que continuam sem títulos
2000- escreve Orgias Capitais, Ferro, O Homem Partido e poesias
2001- escreve Teatro Improdutivo, ZÉ, e conclui o livro Ferro.
2002- não foi encontrado nenhum registro literário a partir deste ano.
2005- muda-se para Santo Antonio de Jesus-Ba. Lança o livro Ferro.
2008- escreve uma poesia.
ANDRE LEITE
Historiador

Post Author: partes