Destaques na economia do Rio Grande do Norte

Destaques na economia do Rio Grande do Norte

 

Publicado originalmente 05/11/2011 como  www.partes.com.br/politica/economiadoRN.asp

 

Max Leandro de Araújo Brito é especialista em Educação a Distância pela Faculdade de Tecnologia e Ciências – FTC, e bacharel em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN. E-mail: maxlabrito@yahoo.com.br .

Max Leandro de Araújo Brito [i]

Felipe Pereira Fontes[ii]

José Camelo Silveira Neto[iii]

Alice Judith da Costa Lourenço[iv]

 

Resumo: O presente trabalho tem por objetivo analisar destaques na economia do Rio Grande do Norte. A pesquisa é predominantemente qualitativa, tratando-se da revisão documental. Para tanto, foi realizada um análise da literatura que aborda destaque da economia no estado do Rio Grande do Norte.  Dentre os destaques analisados estão a realização de feiras e exposições, o turismo, a construção civil, agronegócio, comércio e a logística. 

Palavras-chave: Destaques; economia; sociedade.

Abstract: This work aims to analyze the highlights of the economy of Rio Grande do Norte. The research is predominantly qualitative, dealing with document review. To this end, an analysis was conducted of literature addressing the highlight of Economy in the State of Rio Grande do Norte. Among the highlights discussed are the fairs and exhibitions, tourism, construction, agribusiness, trade and logistics. 

Keywords: highlights; economy; society.

 

 

Felipe Pereira Fontes é Graduando em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN. E-mail: felipesetnof000@hotmail.com

Introdução

A economia do Rio Grande do Norte vem acompanhando o desenvolvimento brasileiro dos últimos anos. Esse fato é destacado freqüentemente nos diversos meios de comunicação. Dentre os principais setores que mais crescem destaca-se o turismo.

O turismo mostra-se como uma grande aposta do setor de serviços para atrair recursos estrangeiros, principalmente nos períodos de alta temporada, onde geralmente praticamente toda a rede hoteleira trabalha no mais elevado nível de produtividade. Além disso, em períodos de baixa estação, o turismo de evento é uma boa opção para fomentar a economia local, além de manter um grau razoável de hospedagem no setor hoteleiro.

Além do turismo outras áreas tendem a se destacar na economia do estado, como a construção civil, com o crescente investimento do setor imobiliário na região; o agronegócio, um dos mais dinâmicos segmentos da economia; o comércio, aliado ao crescente consumismo, impulsionado pela facilidade de crédito e aumento de renda da população; e a logística, aliada e impulsionadora dos fatores citados anteriormente.

Levando em consideração o contexto informado acima, o presente trabalho tem por objetivo analisar destaques na economia do Rio Grande do Norte.

José Camelo Silveira Neto Graduando em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN.

Material e métodos

A pesquisa é predominantemente qualitativa, tratando-se da revisão documental (ROESCH, 2005). Para tanto, foi realizada uma análise da literatura que aborda o turismo e outros destaques da economia no estado do Rio Grande do Norte.

Resultados

 

O Nordeste conhece a importância do turismo e seu potencial de crescimento, e está se unindo para aumentar a propaganda de suas praias na Europa (NORTE, 2008b). Já houve uma divulgação das potencialidades turísticas dessa região do Brasil nos dois países da Europa que mais mandam turistas para cá: Portugal e Itália. Essa campanha de publicidade foi executada entre 15 de setembro e 15 de dezembro de 2008, a um custo de R$ 4 milhões, sendo que R$ 3,5 milhões sairão como recursos da Embratur.

Deve-se perceber que a imagem do turismo nordestino foi marcada por densas propagandas anteriores (geralmente nas décadas de 70 e 80) que induziam quase

lice Judith da Costa Lourenço Graduanda em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN. E-mail: lourenco.alice@gmail.com

que exclusivamente ao sexo turismo. Esse fato contrasta um pouco com a imagem que se presencia atualmente de um turismo familiar, que é consideravelmente mais oneroso para os cofres dos estados que formam essa região.

Segundo a Tribuna do Norte (2008a), o setor de turismo tem grande possibilidade de crescimento ao lado do setor da construção civil. Trazendo para a realidade encontrada em Natal, por exemplo, percebe-se o maciço investimento de europeus em construções, principalmente nas regiões de praia da cidade. Esses investimentos têm aumentado a especulação imobiliária, chamando bastante atenção para esse setor.

Conforme os dados que são passados frequentemente pelos tele jornais do estado, esse setor está gerando uma quantidade crescente de empregos, melhorando relativamente à qualidade de vida de muitas pessoas. É notório (no caso da cidade de Natal) que boa parte desses trabalhadores da construção civil não reside obrigatoriamente na capital, mas muitos moram no interior do estado, o que faz com que o dinheiro circule também no comércio de outras cidades do Rio Grande do Norte.

A construção civil, apoiada pelo investimento estrangeiro, também está fomentando um fator que será melhor percebido no futuro: a reutilização de espaços ocupados por construções antigas. Esse fato é observado principalmente por causa da não conformidade da estagnação do crescimento da construção civil em áreas prestigiadas e densamente construídas.

Dentro do agronegócio, que está em plena expansão e promete ser um grande destaque da economia nos próximos anos, está a caprinovinocultura, mostrando-se (assim como a pecuária) mais forte a cada ano através de encontros de negócios da área (ARAÚJO, 2008b). Esses encontros, além de trazerem as últimas novidades da área, também promovem o desenvolvimento das técnicas que são usadas durante a produção rural. Deve-se salientar nesse contexto de melhoramento, as atividades da Emparn, que sempre apoia ações de aprimoramento das potencialidades do campo.

Um setor que está se desenvolvendo e pretende gerar muita riqueza é a pecuária. Esse setor está progredindo na melhoria da qualidade do que é produzido, como por exemplo, com a fiscalização que está sendo feita por parte do Centro Integrado de Monitoramento da Qualidade do Leite (CQUALI) (HOJE, 2008a).  Vê-se que melhorar a qualidade é um dos passos para tornar o leite produzido no estado, competitivo, levando-se em consideração a desenvolvida concorrência dos estados da região sudeste.

O comércio é um setor importantíssimo para o desenvolvimento do estado e também aparece com um promissor negócio para os próximos anos. Só para o Dia dos Pais, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do estado espera um incremento de 10% nas vendas em relação ao passado (que já presenciava um aumento de 9% em relação a 2006) (HOJE, 2008d). Espera-se que o movimento comece a apimentar nos próximos dias, com o início do pagamento dos salários das empresas privadas e dos servidores públicos. É importante salientar que em Natal a ordem das melhores vendas o comércio é: 1º dezembro, com o ciclo natalino; 2º Dia dos Namorados; 3º Dia das Mães; 4º Liquida Natal; 5º Dia dos Pais. Segundo o Jornal de Hoje (2008d) “historicamente, além de itens de vestuário masculino, segmentos ligados a informática, tecnologia e áudio e vídeo estão entre os que emplacam boas vendas” durante o período que antecede o dia dos pais.

Um segmento do comércio que também promete um bom crescimento e que sempre está aberto a novos empreendedores é a venda de produtos eletrônicos. Computadores custando menos de mil reais e o momento financeiro representado pela queda do Dólar em relação ao Real são exemplos de pontos positivos para a alavancagem desse segmento (HOJE, 2008b).

O setor energético também promete um grande desenvolvimento para os próximos anos. Importantes ações para a motivação do progresso são a instalação da refinaria de petróleo em Guamaré (que deve entrar em operação em 2009) e a instalação dos Parques Eólicos Alegria I e Alegria II da Petrobrás no mesmo município (HOJE, 2008c).

É notório que vem acontecendo uma queda da produção de petróleo no Estado desde 1999, quando a Unidade de Exploração e Produção RN/CE bateu recorde de exploração (HOJE, 2008f). Mas tem-se a perspectiva de crescimento até 2011 de 115 mil barris/dia, o que fará com que o setor energético continue atrativo nos próximos anos.

Destaca-se também o desenvolvimento da logística, com obras de melhoramento do Porto de Natal (ARAÚJO, 2008c) e a construção do Aeroporto de São Gonçalo do Amarante (ARAÚJO, 2008a). Espera-se que essas duas obras promovam o melhoramento das entradas e saídas de recursos do estado.

Destaca-se a realização de feiras e exposições, onde muitos produtos produzidos em todo o Estado podem ser apresentados ao público local, de outros estados e países. Dentre esses eventos está a Multifeira Brasil Mostra Brasil (HOJE, 2008e), onde são expostos lançamentos de móveis, eletrodomésticos, artesanato, motocicletas, tendência de moda. Promoção de eventos como esse são significativos para a movimentação de dinheiro e o fechamento de negócios (muitas vezes empreendedores) aqui no Rio Grande do Norte.

 

Conclusão

Portanto, a pesquisa aponta que dentre os principais destaques na economia do Rio Grande do Norte estão a realização de feiras e exposições, turismo, a construção civil, agronegócio, comércio, logística.

Como sugestão para pesquisas futuras recomenda-se a realização de pesquisas empíricas sobre o assunto.

 

Referências

 

ARAÚJO, Riccelli. BNDES anuncia empresa vencedora da licitação. Disponível em: http://www.jornaldehoje.com.br/novo/navegacao/ver_noticias.php?id_ce=6216. Acesso em 04/08/2008.

ARAÚJO, Riccelli. Festa do Bode deve movimentar 1,5 milhão de reais até domingo. Disponível em: http://www.jornaldehoje.com.br/novo/navegacao/ver_noticias.php?id_ce=6126. Acesso em 04/08/2008.

ARAÚJO, Riccelli. José Walter afirma que mantém posicionamento. Disponível em: http://www.jornaldehoje.com.br/novo/navegacao/ver_noticias.php?id_ce=6166. Acesso em 04/08/2008.

HOJE, Jornal de. CQUALI fiscalizará qualidade do leite produzido no Estado. Disponível em: http://www.jornaldehoje.com.br/novo/navegacao/ver_noticias.php?id_ce=6059. Acesso em 04/08/2008.

HOJE, Jornal de. Dólar em baixa favorece a venda de produtos eletrônicos. Disponível em: http://www.jornaldehoje.com.br/novo/navegacao/ver_noticias.php?id_ce=6192. Acesso em 04/08/2008.

HOJE, Jornal de. Edison Lobão garante mais incentivos para energia eólica. Disponível em: http://www.jornaldehoje.com.br/novo/navegacao/ver_noticias.php?id_ce=6214. Acesso em 04/08/2008.

HOJE, Jornal de. Fecomercio prevê aumento de até 10% nas vendas para o Dia dos Pais. Disponível em: http://www.jornaldehoje.com.br/novo/navegacao/ver_noticias.php?id_ce=6094. Acesso em 04/08/2008.

HOJE, Jornal de. Multifeira vai lançar o prato anti-dengue. Disponível em: http://www.jornaldehoje.com.br/novo/navegacao/ver_noticias.php?id_ce=6209. Acesso em 04/08/2008.

HOJE, Jornal de. Petrobras planeja recuperar produção no RN até 2011. Disponível em: http://www.jornaldehoje.com.br/novo/navegacao/ver_noticias.php?id_ce=6089. Acesso em 04/08/2008.

NORTE, Tribuna do. Bolsa de Negócios será lançada amanhã na Fiern. Disponível em: http://tribunadonorte.com.br/83219.html. Acesso em 05/08/2008.

NORTE, Tribuna do. RN terá promoção turística na Europa pela Embratur. Disponível em: http://tribunadonorte.com.br/83198.html. Acesso em 05/08/2008.

ROESCH, S. M. A. Projeto de estágio e de pesquisa em administração: guia para estágios, trabalhos de conclusão, dissertações e estudos de caso. 3.ed. São Paulo: Atlas, 2005.

 

Como citar este artigo: BRITO, Max Leandro de Araújo; FONTES, Felipe Pereira. SILVEIRA NETO, José Camelo, LOURENÇO, Alice Judith da Costa. Apreciação crítica do conjunto de artigos Brasil Moderno. P@rtes, São Paulo, 2010. Disponível em: <http://www.partes.com.br>. Acesso em:

 


[i] Mestrando em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN. E-mail:

[ii] Graduando em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN. E-mail: felipesetnof000@hotmail.com

[iii] Graduando em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN. E-mail: maxlabrito@yahoo.com.br.

[iv] Graduanda em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN. E-mail: lourenco.alice@gmail.com.

Post Author: partes