Ministro Mercadante firma acordo com Alemanha na área da educação profissional

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, assinou nesta sexta-feira, 5, dois memorandos de parceria com a ministra da Educação e Pesquisa da Alemanha, Annette Schavan. Os acordos preveem novas possibilidades de cooperação e intercâmbio no âmbito do programa Ciência sem Fronteiras para fortalecer a educação profissional e tecnológica brasileira.

Um dos convênios assinados estabelece que o Ministério da Educação enviará, até 2014, dois mil professores de institutos federais de educação, ciência e tecnologia e de escolas técnicas do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) para estágios na Alemanha, em parceria com o Instituto Fraunhofer. Os professores que forem selecionados serão capacitados com base no sistema dual, tradicionalmente usado na Alemanha, que alia a teoria da sala de aula à prática em estágios em empresas e indústrias.

A mesma experiência será replicada no Brasil com estudantes do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Eles dedicarão parte do tempo às aulas e outra parte a estágios em empresas alemãs no Brasil. “Temos um grande desafio, que é aumentar a competividade da economia brasileira, e o melhor caminho é investir na formação dos trabalhadores”, pontuou o ministro.

De acordo com Mercadante, a Alemanha destaca-se por concentrar as melhores tecnologias no ramo industrial e pela capacidade de inovação. “Temos um interesse muito grande no aprimoramento das nossas parcerias. O Brasil quer aprofundar as questões de ciência tecnologia e inovação com a Alemanha”, salientou. O ministro ressaltou também que os dois países mantêm há 40 anos uma estreita cooperação no domínio da ciência e educação.

Mercadante anunciou ainda o investimento de US$ 1 bilhão na ampliação de centros técnico-profissionais, em parceria com o Senai, com o auxílio do Instituto Fraunhofer.

Paula Filizola

Post Author: revistapartes