Obra tem  como propósito fornecer as bases de uma escola possível

“Mais do que conteúdos, a escola deve promover habilidades intelectuais”

Ao apresentar uma visão teórica bem fundamentada, o livro Fundamentos da escola significativa, de Fabio C. B. Villela, professor da Unesp de Presidente Prudente, e Ana Archangelo, da Unicamp, que inaugura a coleção A escola significativa (Edições Loyola) oferece fundamentos tanto teóricos como instrumentais para a análise sobre processos que se desenrolam no interior da escola. O livro estabelece os fundamentos de uma pedagogia chamada escola significativa, cujo cerne é a constituição de uma escola interessante, desafiadora, acolhedora e significativa para o aluno e em consequência para o professor.

Com ênfase no aluno e no seu desenvolvimento e realçando os desafios da escola pública, a obra aborda temas que afetam desde a gestão até a didática construída por professores em sala de aula. É um livro que destina-se tanto a professores e gestores da escola pública, como a alunos de graduação em pedagogia e psicologia das disciplinas de gestão educacional, didática, teorias pedagógicas, psicologia da educação e disciplinas afins.

Mais que um título atraente é um texto claro e direto. Fundamentos da escola significativa estabelece as bases do que os autores entendem por escola significativa, abordando quatro temas nucleares: a escola, o ensino, a ação do professor e a questão da disciplina no interior da escola. Fornece as bases de uma escola possível – tarefa árdua -, que propicie ao aluno um ambiente de desenvolvimento e de superação e enfrentamento das dificuldades e que supere o crescente desencanto e desinteresse tanto pela escola como pelo aprendizado.

A obra apresenta situações relativamente comuns em que a escola deixa de ser significativa ao aluno (ao não valorizar o aluno) e procura entender os problemas e as dificuldades das atividades cotidianas e sendo assim discute a necessidade do professor conhecer e entender o aluno; apresenta as condições e formas adequadas desse conhecimento, fornecendo subsídios para o professor aprimorar seu conhecimento sobre os alunos.

Fundamentos da Escola Significativa analisa o papel da escola no desenvolvimento emocional da criança, especialmente quando ela se vê sozinha diante dessa tarefa, pois entende o ensino significativo como

…aquele que, em função de seus próprios instrumentos – do conhecimento e dos métodos que veicula, bem como das habilidades, competências, linguagens e ferramentas intelectuais que constitui e consolida – permite ao aluno se sentir participando dessa aventura do conhecimento enquanto percebe a escola como um ambiente do qual ele naturalmente faz parte e intencionalmente preparado para promover essa aventura. (p.79)

Os autores entendem que a família e a escola têm a responsabilidade compartilhada e que a escola deve sim se preocupar com as questões referentes a essas dimensões. Para eles as soluções devem ser pensadas e propostas com base na articulação entre os seguintes eixos: uma atitude empática frente ao professor e às suas dificuldades, uma compreensão teórica sobre a escola e sobre as dificuldades apontadas pelo professor e, por fim, uma concepção pedagógica que valorize alunos, educadores e instituição escolar.

Os próximos livros da coleção versarão sobe o aluno e a escola significativa (livro II), A escola significativa e suas relações externas (livro III), a escola significativa e suas relações internas (Livro IV) e a escola significativa, o ruído da indisciplina, o barulho da violência (Livro V). Quem sabe esses novos livros tragam novos olhares e novas reflexões ao leitor que espera uma abordagem educativa com vista a realização de uma Educação plena, feliz e duradoura.

Discute o enquadre técnico como uma alternativa ao sistema de normas disciplinares. A ideia de enquadre técnico no âmbito pedagógico está pensada para nortear o conjunto amplo das relações e atividades realizadas no interior da escola, favorecendo o pleno desenvolvimento do aluno. Estabelece pontos centrais que distinguem o enquadre técnico do sistema de normas disciplinares.
Fabio C. B. Villela é docente do Departamento de Educação da Unesp, Campus de Presidente Prudente. Graduado em Psicologia e Direito, é mestre em Educação pela PUC-SP e doutorando em Educação pela Unicamp. Também é autor de capítulos de livros da coleção O coordenador pedagógico (Loyola).
Ana Archangelo é docente do Departamento de Psicologia Educacional da Faculdade de Educação da Unicamp. Graduada em Psicologia pela PUC-SP, mestre e doutora em Educação pela Unicamp, é autora do livro O amor e o ódio na vida do professor (Cortez), além de capítulos de livros da coleção O coordenador pedagógico (Loyola).

AUTOR(ES): ARCHANGELO, ANA | VILLELA
EDITORA: EDIÇÕES LOYOLA
ASSUNTO: PEDAGOGIA
ISBN 13: 9788515039845
ANO DE PUBLICAÇÃO: 2013
EDIÇÃO:
NÚMERO DE PÁGINAS: 144
PESO: 200
MEDIDAS: 21 x 14 x 1

Informações: www.loyola.com.br

 

Obra discute fundamentos da escola significativa
http://www.youtube.com/watch?v=Z0_IJQTCaBU&feature=youtu.be

Fabio Camargo Bandeira Villela, professor do Departamento de Educação da Unesp de Presidente Prudente, publica livro ‘Fundamentos da Escola Significativa’, escrito em co-autoria com Ana Archangelo, professora da Faculdade de Educação da Unicamp.
A obra contribui para a construção de uma escola que estabeleça uma relação positiva entre alunos, professores, família e gestores.

Compartilhe esse texto

Share to Google Buzz
Share to Google Plus
Share to LiveJournal
Share to Yandex