Educação

A leitura como um aprendizado para a vida

Por Júlio Röcker Neto* Um dos mais importantes temas em educação e em formação humana é, certamente, a leitura e a formação de leitores. Adquirindo um sentido muito mais amplo do que apenas decifrar a palavra escrita, o ato de ler deve ser entendido sob muitos matizes: como atribuição de sentido ao texto escrito, como prática social, como compreensão do contexto (“a leitura do mundo precedendo a leitura da palavra”, lembrando Paulo Freire, para quem a “compreensão do texto implica a percepção das relações entre texto e contexto”), etc. Ler, assim, é explorar o texto em busca de respostas textuais e contextuais, é ser questionado pelo mundo e por si mesmo, o que gera uma ação crítica do sujeito...
Continue a Leitura »
Ciência e Tecnologia

Tecnologia a favor da Aprendizagem

Karen Andrade (*) Se fizermos uma reflexão sobre o desenvolvimento das tecnologias nos últimos anos, podemos elaborar uma lista interminável de invenções e inovações fantásticas. Se formos além e refletirmos como cada vez mais essas tecnologias estão inseridas em nosso dia a dia, teremos uma lista imensa de possibilidades. Mas como podemos, de fato, usar as Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDICs) a favor do ensino-aprendizagem? Segundo a UNESCO, “alunos e professores devem usar a tecnologia de forma efetiva, pois em um ambiente educacional qualificado, a tecnologia pode permitir que os alunos se tornem usuários qualificados das tecnologias da informação; pessoas que buscam, analisam e avaliam a informação; solucionadores de problemas e tomadores de decisões; usuários criativos e...
Continue a Leitura »
Cidadania

A paisagem e o direito à moradia

Rivail Andrade* Vivemos em um país diverso e desigual, em que cerca de 40% da população urbana não tem acesso à cidade legal. A moradia é um elemento escasso, negociada de forma seletiva em um mercado repleto de burocracias e normas confusas, que impulsionam o surgimento de ocupações irregulares. Nesse cenário, é comum que famílias que não contam com renda suficiente para ter acesso ao mercado imobiliário formal ou às políticas públicas acabem “dando um jeitinho” para suprir sua necessidade básica de abrigo. Entre os artifícios utilizados encontra-se a construção de “puxadinhos”. Uma situação corriqueira decorrente desse hábito é a da família que constrói um novo espaço para abrigar um filho recém-casado que, após algum tempo, acaba se mudando...
Continue a Leitura »
comportamento

Seduzidos pelas tragédias

Cláudia Cibele Bitdinger Cobalchini* Tragédias permeiam a existência humana, tão certo quanto o fato de nascermos e morrermos. E atualmente, como nunca antes experenciado, temos acesso de forma quase imediata e infinitamente reproduzíveis às notícias sobre as tragédias, em diferentes fontes midiáticas, além de as revivermos nas conversas (pessoalmente ou digitalmente), tomando conta de nosso interesse. Mas por que alimentamos este tipo de curiosidade sobre o que demonstra violência, desastres, mortes? Parece que ficamos inebriados por um impulso em buscar mais informações, até sobre os detalhes do ocorrido, numa tendência mórbida, para se aproximar do tema morte. E esta seria uma das possibilidades de vivenciar, sem necessariamente estar diretamente envolvido. A finitude da vida é um tema para o...
Continue a Leitura »
Em questão

Cirurgiões-dentistas bem informados conquistam a confiança dos pacientes mais rapidamente

  *Adriano Forghieri Faculdades de Odontologia vêm se dando conta da importância de expandir a grade curricular, a fim de oferecer muito mais do que a profissão exige do ponto de vista técnico. Para enfrentar o mercado com mais condições de competir, quem teve acesso ao ensino de idiomas estrangeiros, bem como a matérias complementares que desenvolveram suas habilidades gerenciais e comunicacionais, certamente terá um ganho de autoconfiança fundamental nos dias de hoje. Afinal, o perfil dos pacientes também mudou. Na era das mídias sociais, em que pessoas trocam dicas, informações e experiências o tempo todo, não há nada pior para a reputação de um profissional do que ser questionado sobre algo que sequer ouviu falar, ou até ouviu,...
Continue a Leitura »
Cultura

Da pedra à tela

Da pedra à tela Por Júlio Röcker Neto* Já presenciamos o “fim” de alguns suportes de comunicação, como videocassete, fita cassete, disquete, entre outros. O fim do livro impresso também é tema corrente e, nesse contexto, vem à tona, logicamente, o fim do livro didático, em especial pelo crescimento das TICs (Tecnologias de Informação e Comunicação). O impacto das novas tecnologias nos ambientes educativos é evidente, mas é preciso relativizar o tom catastrofista, levando-se em conta a evolução histórica dos suportes de comunicação/leitura. Os diferentes suportes de leitura (pedra, argila, osso, metal, madeira, tecido…) certamente conviveram em algum momento e durante algum tempo. Dessa forma, suportes podem ter um tempo de “convivência” saudável. Foi assim no passado, com o...
Continue a Leitura »
Ciência e Tecnologia

Sistema computacional identifica opinião das pessoas na internet

Nova técnica desenvolvida por grupo de pesquisadores no Campus Sorocaba da UFSCar é menos custosa, mais dinâmica e robusta Conhecer a opinião das pessoas sobre produtos, serviços e até sobre fatos do dia a dia é um dos principais desafios para marcas, empresas, partidos políticos, acionistas etc. Na era da internet, essa necessidade se tornou mais complexa devido ao volume de informações que são geradas e circulam em redes sociais, blogs e sites. Pensando nisso, um grupo de pesquisadores do Laboratório de Sistemas Inteligentes e Distribuídos (LaSID) do Centro de Ciências em Gestão e Tecnologia (CCGT) do Campus Sorocaba da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) desenvolveu um sistema capaz de analisar, automaticamente, uma grande quantidade de mensagens coletadas...
Continue a Leitura »
Cultura

Acabou o Carnaval

ACABOU O CARNAVAL   Até que enfim é possível sair de casa, a cada ano acrescenta-se mais um dia de carnavalização e mais tumulto para quem reside nas imediações do circuito do carnaval, principalmente Barra / Ondina. Aliás, a esperada quarta feira de cinzas não é ainda o fim do transtorno, mas é uma sensação de liberdade depois de uma semana engaiolado, sem direito a uma noite de sono, escutar música, nem atender telefone. Os incômodos que anteciparam o evento continuam, cerca de um mês antes e um mês depois da festa são os preparativos: montagens e desmontagens de camarotes, depósitos de bebidas, postos de atendimentos etc.   Um País depois de tantas denúncias, com a economia atolada, as...
Continue a Leitura »
comportamento

Por que ser feliz apenas no carnaval?

Por que ser feliz apenas no carnaval? *Por Elaine Ribeiro Carnaval: tempo de diversão, de folia, e para muitos, dias de extravasar e de colocar todas suas energias nestes 4 ou 5 dias de comemorações. Muitos preparam-se o ano todo para o Carnaval. Roupas, viagens, blocos carnavalescos e todo o aparato do marketing que leva o consumo para esta época do ano. É uma festa tradicional, que movimenta milhões em recursos para a economia do Brasil. Para tantos outros, tempo apenas para descansar e de buscar totalmente o contrário do que muitos desejam: a tranquilidade. Vivemos um tempo onde tudo sugere uma urgência e uma necessidade de exposição e intensidade. As redes sociais estão aí e como uma vitrine,...
Continue a Leitura »
ambientalistas

Os animais e a cultura imaterial

Os animais e a cultura imaterial Fernando Protti Bueno Recentemente o Senado aprovou a PEC 50/2016, a ‘PEC da Vaquejada’, que estabelece que as práticas que envolvem o uso de animais não serão consideradas maus tratos, desde que por força de lei, haja o título de patrimônio cultural a estas. Isso porque em novembro de 2016, o Congresso aprovou a lei 13.364, que “eleva o rodeio, a vaquejada, bem como as respectivas expressões artístico-culturais, à condição de manifestação cultural nacional de patrimônio cultural imaterial”. Dessa forma, conseguiram pelos meios jurídico-institucionais atender a Constituição Federal quanto ao direito à valorização cultural e à realização de manifestações culturais (art. 215), ao mesmo tempo em que não submete os animais à crueldade...
Continue a Leitura »
Educação

A sala de aula 2.0

Por Ewerson Matos, Diretor de Negócios, Epson do Brasil   Para a geração millenial, as telas são as interfaces do dia a dia. Eles estão acostumados desde muito cedo com a interatividade. É a forma como se engajam com novas informações: seguindo links, avaliando informações complementares, conhecendo através de imagens, gráficos, mapas. No entanto, para essa geração conectada, o quadro negro continua a ocupar uma posição central na sala de aula. Sem interação, essa forma de exposição de conteúdo dispersa a atenção dos estudantes. Com tecnologia e acessibilidade, a informação circula com grande agilidade e chama mais atenção de crianças e adolescentes quando apresentada de formas que comunicam na mesma linguagem de sua geração. O quadro negro foi uma inovação...
Continue a Leitura »

Os desafios da educação do século XXI

Spencer Kagan (*) A educação tem tentado resolver os problemas do século XXI utilizando conceitos do século XX. E isso simplesmente não funciona nem vai funcionar. O problema: o planejamento da aula. Como Einstein sugere, a solução é adotar uma nova consciência. A educação precisa de uma nova perspectiva, de um novo olhar,  de uma mudança de paradigma. À medida que entramos no novo milênio, uma série de fatores está convergindo para fazer o atual trabalho dos professores parecer impossível. Estamos preocupados somente com resultados. Um exemplo é a prova do IDEB.  Obter notas mais altas é uma visão estreita do processo educacional. Nós precisamos desenvolver os alunos em diferentes aspectos. Nossa força de trabalho tornou-se mais global e...
Continue a Leitura »
Educação

A sala de aula como espaço sócio histórico de aprendizagem: reflexões sobre o contexto escolar

Por Roberta Poltronieri Sociedade pós-moderna ou Sociedade contemporânea? Razão e capitalismo de mãos dadas, na história após a Revolução Francesa, assim a contemporaneidade iniciada no mundo ocidental e a consolidação do capitalismo, trouxe muitas reflexões e modelos de cidadãos, moldados pelo sistema econômico. Ao mesmo tempo o conceito de pós modernidade adveio com o esgotamento da razão na modernidade e a queda do muro de Berlim, prosseguiram a passos rápidos para a industrialização em massa, novas formas de exploração da mão de obra, consumo e a propaganda do progresso, que muitas nações aderiram em busca de se consolidar na era pós moderna, cultura, tecnologia, estética e a relativização da razão, permeiam alguns discursos em curso quando se fala sobre...
Continue a Leitura »
Educação

Por uma infância que dure a vida inteira

Criança tem que brincar todo dia. Mas férias é tempo de brincar ainda mais! Nesta época do ano as crianças não tem horário certo para acordar, nem lição de casa para fazer. Ou seja, é tempo de usar todo o tempo livre para brincar e se divertir. Tá certo que nem sempre é possível conciliar férias escolares com férias do trabalho, e esse período acaba sendo um “problema” para muitas famílias. Mas o que devemos ter em mente é que as férias sempre são muito esperadas pelas crianças e mesmo não estando de férias do trabalho, este momento é uma ótima oportunidade para se conectar novamente com aquela criança que habita (ou deveria habitar) o seu corpo. Que delícia...
Continue a Leitura »
Educação

A importância do Planejamento Escolar no início do ano letivo

Por Roberta Poltronieri As instituições escolares movimentam-se na tarefa educativa por meio de algumas formas. Ao começar o ano, muitos desafios e caminhos estão postos para o profissional da educação traçar durante todo o ano, a duração dos trimestres, novos alunos, materiais escolares, organização das aulas, entre outros fatores relevantes ao processo educacional dentro e fora da sala de aula. O processo de ensino e aprendizagem é a força geradora motriz do trabalho do professor, e muitas são as questões a serem pensadas, quando o sujeito professor entra em ação na sala de aula. Vasconcellos nos orienta que “ Planejar é um processo contínuo e dinâmico, de reflexão, tomada de decisão, colocação em prática e acompanhamento” De forma que...
Continue a Leitura »
Educação

Adaptação e readaptação na volta às aulas

* Por Edivoneide Andrade Muitas crianças, sejam elas marinheiras de primeira viagem ou veteranas, apresentam resistência em retornar à rotina escolar. Diante desse comportamento, os pais devem ter uma postura precisa para evitar possíveis traumas e transtornos futuros. O segredo é dialogar, pois quando há uma conversa franca entre pais e filhos, esta atitude evita problemas com os pequenos, principalmente com aqueles que estão ingressando, pela primeira vez, na escola e requerem uma atenção especial por parte dos seus genitores. Para os estreantes, a atenção deve ser redobrada, afinal, o primeiro dia de aula, muitas vezes, pode trazer resistência se não tiverem sido preparados para encarar um novo ambiente com pessoas totalmente desconhecidas. A insegurança toma conta dos pequeninos,...
Continue a Leitura »
Em questão

Um olhar para o Futuro

Por Heliomar Quaresma Um filme passa à memória quando rememoramos o passado. Analisamos as situações, os êxitos, os fracassos, o porquê de algo ter dado certo e os motivos para o que frustrantemente não se concretizou como o planejado. A vida, por mais que tentemos, é incontrolável. A soma da sucessão de eventos e seus efeitos levam a situações que, por mais que nos esforcemos, fogem às nossas expectativas e previsões. Mas o planejamento serve para que possamos alcançar, apesar dos percalços, nossos objetivos, sejam eles pessoais ou das organizações que nos encontramos. 2016 foi mais difícil do que poderíamos prever. Por mais que as análises da conjuntura pudessem especular sobre os rumos do país e da economia, a...
Continue a Leitura »

Professor, conheça a ‘Sala de Aula Invertida’

Luciana Campos (*) Você já parou para pensar quantas aulas um professor pode dar em uma semana? E quantos alunos esse professor precisa atingir? Será que todos os alunos conseguem compreender o conteúdo e tirar suas dúvidas? Você, que já pisou tantas vezes em uma sala de aula, sabe que ¼ do tempo da aula é dedicado à burocracia, como diário de classe, agendas, informativos. O outro ¼ da aula é para acalmar a bagunça, colocar a sala em ordem e chamar a atenção dos alunos. Assim, resta apenas metade do tempo para que o professor exponha os conteúdos didáticos. Mas quanto tempo é direcionado para a interação com os alunos? Parece não haver espaço para compartilhar ideias, debater temas...
Continue a Leitura »
Educação

O que não estamos vendo no debate sobre a Escola sem partido

O QUE NÃO ESTAMOS VENDO NO DEBATE SOBRE A ESCOLA SEM PARTIDO  Por rabino Samy Pinto Nos últimos meses, um forte e acalorado debate envolvendo o projeto Escola Sem Partido vem ganhando destaque no meio educacional brasileiro. Apoiadores e críticos estão apresentando seus pontos, sobre o polêmico assunto, em diversas discussões que, pouco a pouco, perderam seu foco. E se perdeu devido a forma que a questão é tratada atualmente, que considera toda a problematização com uma visão política, e não científica, como deveria ser. Então, a conversa se transforma em um impasse, em que dois polos defendem suas posições. Mas qual seria esse o cerne da questão, que é exatamente o que importa para desenvolver uma discussão saudável?...
Continue a Leitura »
Em questão

A aviação e suas regras

  Fábio A. Jacob* A aviação conseguiu, em menos de um século, aproximar os continentes, as empresas e, principalmente, as pessoas. Foi uma evolução tão rápida que não há paralelo na história humana. De equipamentos rudimentares a aeronaves confortáveis e seguras, que transportam bens e pessoas através de todo o globo. O que há pouco mais de cem anos parecia impossível, como almoçar em Paris e jantar em Nova Iorque, hoje é trivial. Tão acelerado progresso requereu a criação de organismos nacionais e internacionais para lidar com o crescente fluxo de aeronaves. E não só do fluxo, mas também para cuidar das situações não previstas ou desejadas, como acidentes, infelizmente inevitáveis na atividade humana. Sempre que uma dessas situações...
Continue a Leitura »